Publicidade

Estado de Minas CANADÁ

Cirque du Soleil pede proteção judicial


postado em 30/06/2020 04:00

O icônico Cirque du Soleil, diretamente atingido pela pandemia do novo coronavírus, anunciou na segunda-feira (29) que pediu proteção judicial contra os credores para poder se reestruturar.

O grupo canadense conseguiu, paralelamente ao pedido judicial, um acordo de compra por seus atuais acionistas, formados por fundos de investidores norte-americanos e chineses, assim como a administradora de fundos de pensão Caisse de Dépôt et Placement, de Quebec, com o objetivo de ser posteriormente leiloado, informou o comunicado da empresa.

O conglomerado canadense demitiu 4,6 mil funcionários, em março, cerca de 95% de sua equipe. A dívida é calculada em cerca de US$ 1,6 bilhão, e a empresa alega necessitar de US$ 300 milhões para poder retomar as atividades.

A pandemia do novo coronavírus interrompeu a agenda de 44 produções, apresentadas em vários países. A expectativa dos executivos do Cirque du Soleil é voltar aos trabalhos com estrutura enxuta, com 1 mil empregados. (AFP)

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade