Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Marcelo Costa dá curso on-line de jazz durante a quarentena

Trompetista da banda Happy Feet vai abordar a história do gênero, artistas importantes e a produção contemporânea. Aulas vão de quarta-feira (1º) a sábado (4)


postado em 31/03/2020 04:00 / atualizado em 30/03/2020 22:28

Marcelo Costa diz que masterclass foi pensada para aliviar a tensão destes dias(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Marcelo Costa diz que masterclass foi pensada para aliviar a tensão destes dias (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

Guilherme Augusto

Em tempos de isolamento social, a internet se tornou refúgio para quem busca ocupação nas horas vagas, seja por meio de séries e filmes, apresentações de música ao vivo e até mesmo cursos sobre os mais diversos temas, como é o caso da Jazz Masterclass On-line, que será ministrada por Marcelo Costa.

Trompetista e cantor, o mineiro integra a Happy Feet Jazz Band e vai apresentar, em quatro noites, um panorama do gênero musical em aulas de 60 minutos.

“O curso não é novidade para mim, já o ministrei algumas vezes presencialmente, e as pessoas estavam pedindo por novas edições. Desta vez, com todos os impedimentos impostos pelo coronavírus, surgiu a oportunidade de realizá-lo de forma on-line, diretamente da minha casa para a casa das pessoas”, comenta o trompetista.

De quarta-feira (1º) a sábado (4), sempre às 20h, ele entrará no ar pela plataforma Zoom, que oferece serviços de conferência remota, abordando o surgimento do jazz; a explosão do gênero nos Estados Unidos e no mundo; a chamada Época de Ouro, com todos seus estilos; e, por fim, o  jazz contemporâneo.

“A ideia é que seja um curso bastante acessível, até para quem não conhece muito do estilo. A abordagem será bem descontraída e, evidentemente, iremos escutar muitas músicas, destacando a importância de determinados discos. A partir disso, a pessoa pode pesquisar e também tirar dúvidas, pois a plataforma que vamos usar permite essa interação”, acrescenta.

BIG BANDS

Segundo Marcelo, Louis Armstrong, Benny Goodman e Charlie Parker são alguns dos nomes que não devem ficar de fora, assim como as big bands que foram bastante populares entre os anos 1920 e 1950.

“Jazz é um tipo de música bastante específico que requer, também, ambiente especial”, comenta. “Por isso, acho fundamental que as pessoas encarem essa masterclass com leveza, na sala de estar de casa, tomando um drinque e, principalmente, aliviando a tensão destes dias. O confinamento nos impede de ir aos lugares, mas não pode nos impedir de ter bons momentos”, defende.

Idealizador e diretor do festival
I Love Jazz, ele não desanima quanto à perspectiva de realização do evento, previsto para o último final de semana de agosto, em BH.

“Teoricamente ele se mantém”, adianta. “Esperamos que tudo se normalize até lá e que nosso festival seja uma válvula de escape para o momento pós-confinamento, quando as pessoas vão estar com sede de sair de casa e se divertir na rua.”

JAZZ MASTERCLASS ON-LINE
• Com Marcelo Costa.
• De quarta (1º/4) a sábado (4/4), às 20h
• Pela plataforma Zoom
• R$ 50 (quatro aulas)
• À venda no site Sympla

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade