Publicidade

Estado de Minas

Contadores de histórias invadem o Instagram neste fim de semana

Voltado para crianças e adultos, festival será realizado sábado (28) e domingo (29), reunindo seis artistas. Público ouvirá textos de Eva Furnari e Ruth Rocha, entre outros autores


postado em 28/03/2020 04:00 / atualizado em 28/03/2020 22:47

Acostumado a se apresentar em praças, Pierre André vai estrear no Instagram(foto: reprodução/facebook)
Acostumado a se apresentar em praças, Pierre André vai estrear no Instagram (foto: reprodução/facebook)
Frederico Gandra*

Com a agenda cancelada devido à pandemia de coronavírus, seis artistas de Belo Horizonte uniram forças para promover o Festival Redemoinho de Histórias, voltado para adultos e crianças. O evento, realizado por meio de lives no Instagram, terá sessões neste sábado (28), às 19h, e no domingo (29), às 16h.

Cada contador de história teve a liberdade de escolher o texto que apresentará por 15 a 20 minutos. Espectadores poderão participar de vaquinha virtual para apoiar o projeto. “As apresentações são gratuitas e as pessoas contribuem se quiserem e como puderem”, informa Lupri do Carmo, idealizadora do evento.

Neste sábado, o festival se volta para os adultos; no domingo, será a vez das crianças. Lupri conta que a ideia surgiu de eventos realizados em vários países. “Pensei em reunir minha rede de contadores de história para oferecer lazer, entretenimento e saúde mental ao público. Todos estão muito ligados ao virtual nesta quarentena, então é a possibilidade de fazer bom uso das novas tecnologias”. De acordo com ela, o objetivo é quebrar a tensão deste momento. “O importante é a solidariedade. Mesmo sem o público pedir, porque a gente sabe a dor das pessoas”.

O elenco reúne Amanda Jardim, Lupri do Carmo, Juliana Anselmo, Magna Oliveira, Chica Reis e Pierre André. “Conversei com vários contadores até chegar a esse time. A seleção levou em conta vários critérios, mas principalmente ter celular com capacidade de gravar lives, considerando a qualidade da imagem e do som”, explica Lupri.

O valor arrecadado na vaquinha será dividido entre esses artistas, além de contribuir com outros que não conseguiram participar. “Vamos dividir o dinheiro com o pessoal que não tem o mesmo privilégio nosso de, neste momento tão difícil, ter internet boa ou um celular disponível.”

ESTREIA 

Pierre André trabalha como contador de histórias há mais de 20 anos. Pela primeira vez, ele fará uma live. “A expectativa é a melhor possível. Espero que o público goste e que eu possa continuar trabalhando assim, independentemente do festival. Meu objetivo é sempre levar alegria ao povo”, destaca.

“É tudo muito novo. Inclusive, não sabíamos fazer lives (risos). Alguns já tinham experiência, mas nada igual ao que estamos organizando, com luz e cenário. A gente teve de ler tutorial, contar com o suporte do pessoal da comunicação”, comenta Lupri.
O festival pretende quebrar tabus. “Há o preconceito de que contação de história é coisa pra criança. Em nossos eventos, percebi que os adultos gostam de ouvi-las, às vezes muito mais do que as crianças. Por isso fiz um projeto dedicado à terceira idade”, destaca Lupri.

Pierre trabalhará com os dois públicos. “No sábado, devo contar a história O pescador, o anel e o rei, mas na hora posso mudar de ideia. Para o público infantil, talvez conte duas. Umas delas é Bililico, da Eva Furnari, e alguma outra de minha autoria.”

No domingo, Lupri vai apresentar Bom dia todas as cores, de Ruth Rocha. “É uma história que amo de paixão. Ela influencia não só o público – infantil e adulto – a escutar o coração.” A experiência será repetida, informa. “A vida virtual já estava superativa antes do coronavírus, mas nós não havíamos notado essa oportunidade. Acredito que, no futuro, a gente vá usar essas ferramentas a nosso favor.”

* Estagiário sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria

FESTIVAL REDEMOINHO DE HISTÓRIAS

Em cartaz no Instagram (@redemoinhodehistorias)

>> Sábado (28)
19h – Chica Reis
19h20 – Amanda Jardim
19h40 – Lupri do Carmo
20h – Juliana Anselmo
20h20 – Magna Oliveira
20h40 – Pierre André

>> Domingo (29)
16h – Pierre André
16h20 – Amanda Jardim e Tetê
16h40 – Lupri do Carmo
17h – Juliana Anselmo
17h20 – Magna Oliveira
17h40 – Chica Reis


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade