Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Brasileiros e chilenos se unem para criar a série 'Viola e Tambor'

Atração do canal Disney Junior, animação infantil defende a tolerância e a empatia. Produção latino-americana será exibida pela plataforma Disney%2b


postado em 22/11/2019 04:00

Brasileiros e chilenos criaram série exibida no Disney Junior (foto: Disney Junior/divulgação)
Brasileiros e chilenos criaram série exibida no Disney Junior (foto: Disney Junior/divulgação)

Por volta de 2012, a designer Maria Elisa Soto-Aguilar rabiscava em Santiago o desenho de uma viola e um tambor dotados de pernas e olhos. Na mesma época, em Porto Alegre, o arquiteto Gabriel Garcia lutava para materializar Ed, o primeiro curta-metragem do estúdio Hype. Mal sabiam os dois que, cerca de cinco anos depois, seus caminhos acabariam se cruzando para dar vida à animação Viola e Tambor, coprodução entre Brasil e Chile, em cartaz no canal Disney Junior.

“Achamos que seria uma forma simples de mostrar como esses personagens, muito diferentes um do outro, são melhores amigos e realmente se complementam”, explica Maria Elisa. “Desde então, houve algumas mudanças, mas a essência do que queríamos se mantém a mesma.”

Foi justamente essa simplicidade que fez com que Garcia se apaixonasse pelo projeto em 2017, quando, durante uma viagem de férias ao Chile, visitou o Punk Robot, estúdio fundado por Maria Elisa em parceria com a prima Antonia Herrera, com quem divide a direção de Viola e Tambor, e os sócios Gabriel Osório e Pato Escala.

O estúdio chileno havia acabado de receber o Oscar de melhor curta-metragem de animação por A história de um urso, que ilustra a vida nos tempos da ditadura de Augusto Pinochet. O curta Ed (2013), por sua vez, havia sido exibido em 33 países, selecionado para 105 festivais e recebido 28 prêmios.

“Conversei com o Pato, que gostou muito do nosso trabalho. Quando ele mostrou a série que eles estavam começando a desenvolver, foi amor à primeira vista, e ali começou um namoro”, brinca Garcia.
O sucesso da colaboração entre os dois países latino-americanos reitera o mote da série, que acompanha as aventuras cotidianas da dupla de amigos em um universo povoado por instrumentos musicais.

“Viola e Tambor mostra como nossas diferenças nos tornam especiais e nos empoderam para construir um mundo melhor”, explica a diretora Antonia Herrera. “A ideia por trás da série é que cada instrumento musical tem um som único, mas quando vários se unem são capazes de produzir uma linda melodia.”

A produção trabalha temas como aceitação, empatia e respeito de forma divertida e simples, buscando gerar identificação nas crianças e ajudá-las a desenvolver habilidades emocionais necessárias para conviver em harmonia em um mundo repleto de diversidade.

Além da animação, que estreia nos outros países da América Latina em 30 de janeiro de 2020 e estará disponível na plataforma de streaming Disney+, estão previstos o lançamento de um canal no YouTube com videoclipes exclusivos e um jogo educativo para celular.

VIOLA E TAMBOR
. 52 episódios
. Disney Junior




Publicidade