Publicidade

Estado de Minas

DJ de BH vai abrir show dos Racionais MCs

Destaque da cena da capital com trabalho voltado para o protagonismo feminino, Pat Manoese estará nas picapes da apresentação de Mano Brown e cia. em 14 de setembro, no KM de Vantagens Hall


postado em 19/08/2019 04:00 / atualizado em 18/08/2019 17:12

 
(foto: Instagram/reprodução)
(foto: Instagram/reprodução)
A DJ  Pat Manoese (foto) vai abrir o show dos 30 anos do grupo Racionais MCs, em 14 de setembro, no KM de Vantagens Hall, em BH. Destaque da cena da capital, Pat desenvolve trabalho voltado para o protagonismo feminino. Recentemente, ela e Kingdom ministraram oficina de DJs para mulheres e público LGBTQI, no Memorial Minas Vale. Há algumas semanas, Pat foi uma das atrações do projeto Som & Fúria, a nova atração do Galpão Cine Horto.

>>

O convite faz parte da estratégia da produtora Boogie Naipe – responsável pela carreira do Racionais e comandada por Eliane Dias, mulher de Mano Brown – de valorizar o trabalho das mulheres. A turnê de 30 anos dos rappers conta com a participação das DJs Donna, em Brasília, e de Miria Alves, em São Paulo, entre outras artistas. Os ingressos de BH custam R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia-entrada). O rapper mineiro FBC também vai se apresentar no KM de Vantagens Hall.

>>

Pioneiro das picapes, KL Jay, o DJ do Racionais, comemora as conquistas femininas na profissão. “Isso foi acontecendo com o passar do tempo. Hoje, temos várias delas 'representando', viajando pelo mundo e com agenda lotada”, afirma. “Hip-hop é a cultura da liberdade. Da liberdade de expressão, de sexo e de gênero. Gosto muito de tocar com as mulheres, admiro o set e a sensibilidade delas. Aprendo muito com as DJs”, di KL, de 50 anos.

Segunda musical
Recital de harpa
(foto: Guilherme Bergamini/DIVULGAÇÃO)
(foto: Guilherme Bergamini/DIVULGAÇÃO)
 
Será realizado nesta segunda-feira (19), às 20h, no Teatro da Assembleia – Rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho -, o Recitais de harpas, com as instrumentistas Henriane Camile e Ana Luzia Pimenta (foto). As artistas farão performances solo e em duo e interpretam obras clássicas no projeto Segunda Musical. Henriane apresentará composições de Carlos Salzedo, John Thomas, Friedrich Handel, Marcel Grandjany e Felix Godefroid. O repertório de Ana Luzia terá Erik Satie, Domenico Scarlatti, Claude Debussy e Heitor Villa-lobos, além dos argentinos Alberto Ginastera e Astor Piazzola. Informações: (31) 2108-7827.


Oficina
Ritmo e palavra
O poeta e arte-educador paraibano Babilak Bah ministra até 17 de setembro, no espaço Quilombo Manzo Ngunzo Kaiango – Rua São Tiago 216, Santa Efigênia –, a oficina Ritmo, corpo e palavra. A atividade gratuita, que ocorrerá às quartas-feiras, das 19h às 21h, e aos sábados, das 16h às 19h, aborda a pesquisa e a promoção do potencial de criação, da voz poética, do canto e de reflexões em torno da diáspora negra. Inscrições deverão ser feitas pelos telefones (31) 98580-5443 ou (31) 99913-9650.

LUSOFONIA
PALESTRA
O embaixador Lauro Barbosa Silva Moreira profere a palestra “José Aparecido de Oliveira e a lusofonia”, hoje, às 19h30, na Academia Mineira de Letras – Rua da Bahia, 1.466, Lourdes. A apresentação abordará o conceito e o significado de lusofonia, mostrando que o fenômeno não se limita apenas à questão da língua. A conferência destacará também o papel decisivo do político mineiro José Aparecido de Oliveira como mentor da criação da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Na sequência, o recital Vozes poéticas da lusofonia, com o próprio embaixador. Entrada franca. Informações: (31) 3222-5764.
 
Sgt. Pepper
em Liverpool
(foto: Jana Ferreira/divulgação)
(foto: Jana Ferreira/divulgação)

A banda Sgt. Pepper (foto) parte nesta segunda-feira (19) para turnê na cidade inglesa de Liverpool, terra dos Beatles John, George, Paul e Ringo. O grupo mineiro fará uma série de apresentações entre 21 e 27 de agosto, durante o evento Beatleweek, no qual, em 1994, foi o primeiro representante da América Latina. Agora, 25 anos depois, a banda é convidada de honra, inclusive no lendário bar Cavern Club, onde tudo começou para os fab four.

Bacurau
Melhor filme de Lima
O filme Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, levou os prêmios de melhor filme e melhor direção  no 23º Festival de Cinema de Lima. A premiação ocorreu na noite de sábado. O longa brasileiro, que estreia em 29 de agosto nas salas nacionais, conta a história de um povo nativo do Brasil perseguido por um grupo de assassinos americanos. A obra narra uma série de eventos estranhos que ocorrem na cidade, o que leva seus habitantes a se unirem para enfrentar qualquer ameaça. A produção estrelada por Sonia Braga e pelo alemão Udo Kier já recebeu  o prêmio do júri no Festival de Cannes.


Publicidade