Publicidade

Estado de Minas

Humorista Maurício Meirelles traz 'Levando o caos' a Belo Horizonte

Política, corrupção, bullying e empoderamento feminino estão na mira do ex-CQC. Stand-up terá uma sessão no domingo (28), no Cine Theatro Brasil Vallourec


postado em 27/07/2019 04:16

A internet e suas neuras estão na mira de Maurício Meirelles (foto: Edu Moraes/divulgação)
A internet e suas neuras estão na mira de Maurício Meirelles (foto: Edu Moraes/divulgação)

Um caos muito divertido. Assim o humorista Maurício Meirelles define o espetáculo solo que vai apresentar no domingo (28) à noite, em Belo Horizonte. O stand-up será encenado pela primeira vez na capital mineira. "Já estive aqui antes, é sempre muito bom voltar. Poder me apresentar no Cine Theatro Brasil Vallourec com a casa cheia, da última vez, é motivo de muito orgulho. Com certeza, vou inserir piadas sobre a cidade e o jeito peculiar dos mineiros. Quem for lá verá muitas surpresas e textos totalmente novos", promete.

Em 2016 e 2017, o último show dele, Perdendo amigos, levou o troféu de melhor stand-up no Grande Prêmio Risadaria Smiles do Humor Brasileiro. De lá pra cá, Maurício atualizou as piadas. "O formato segue o mesmo. Porém, os textos estão muito mais maduros e questionadores. Levando o caos veio disso, são verdades ditas de forma inteligente e com a participação do público", explica.

Ao longo de 90 minutos, o humorista aborda assuntos polêmicos como o empoderamento das mulheres, feminismo e o impacto das redes sociais na vida contemporânea. "Também falo de política, corrupção e outros temas, mas de forma leve e descontraída. O objetivo é fazer a galera refletir sobre tudo isso dando boas risadas", diz.

O novo espetáculo traz dois quadros criados por Maurício, presentes tanto em seu repertório quanto no canal dele no YouTube: Traumas e Webbullying. O primeiro – abreviação de Todos Relatos Absurdos Uns Mentirosos Alguns Sinceros – traz histórias curiosas recolhidas ao longo de suas apresentações pelo país. No outro, ele convida um espectador – às vezes, alguém famoso – e passa a gerenciar o perfil dele nas redes sociais (Facebook, WhatsApp, Instagram), interagindo com outras pessoas como se fosse o titular da conta. A brincadeira pode terminar em confusão ou diversão.

"O bullying está em todo o lugar. Inclusive na internet, que, teoricamente, é terra de ninguém. Nos meus shows, o objetivo não é denegrir. Muito pelo contrário, é fazer com que as pessoas reflitam sobre o fato de que não podemos levar tudo tão a sério, como está ocorrendo. Gosto muito de fazer esse quadro. As pessoas até pedem para participar, isso é o maior barato", ressalta.

EXTERIOR 

Desde a estreia em São Paulo, há dois anos, Levando o caos soma cerca de 150 apresentações. E não só no Brasil. Maurício subiu ao palco em sete cidades portuguesas (Lisboa, Estoril, Cascais, Faro, Lousada, Coimbra e Porto) e duas norte-americanas (Orlando e Boston).

"É um orgulho muito grande. Os portugueses são incríveis, uma plateia muito participativa. Como no Brasil, Webbullying se tornou um sucesso por lá depois da participação de artistas locais, como a atriz Iva Domingues, e de Katia Aveira, irmã do Cristiano Ronaldo”, comemora.

Por volta de 2005, o stand-up – espetáculo em que o artista se apresenta em pé, sem cenários – começou a se popularizar no Brasil. Praticamente todos os humoristas aderiram ao gênero. Um deles é Maurício Meirelles, para quem o formato ainda não se esgotou.

"O stand-up segue em alta, com muitos artistas excelentes surgindo no cenário. Renovação e criatividade são fundamentais para atrair o público. Desde o ano passado, uma turma nova vem surgindo, comediantes muito bons, mulheres fazendo stand-up. Isso é ótimo para a comédia, pois mantém essa cultura viva", defende.

RÁDIO 

Maurício se dedica a outros projetos, como o programa Stand-up Pan, com Renato Albani, que vai ao ar às segundas-feiras na rádio Jovem Pan. Também prepara um show solo para estrear em 2020.

"Estou criando piadas novas. Sou inquieto, novidades vão surgir por aí”, diz. Depois do fim do CQC e do Pânico, na Band, e do Vídeo show, na Globo, atrações das quais participou, por enquanto a TV continua de lado. "Estou aguardando convites para acabar com outro programa (risos)", brinca Meirelles.

LEVANDO O CAOS

Stand-up com Maurício Meirelles. Domingo (28), às 19h. Cine Theatro Brasil Vallourec. Praça Sete, Centro. Plateia 1: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia-entrada). Plateia 2: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada). Informações: (31) 3201-5211 e 3243-1964.

POLÍTICA

A política sempre foi prato cheio para qualquer comediante. Maurício Meirelles diz que brincar com o tema é sempre divertido, uma forma de falar de assuntos importantes de forma descontraída. De acordo com ele, as declarações do presidente da República têm inspirado os humoristas. "A cada semana, o Bolsonaro manda um roteiro de piadas para nós", afirma.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade