Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Cenas ainda mais ousadas aguardam pelos fãs de 'Euphoria'

Série da HBO causou polêmica nos EUA ao mostrar adolescentes às voltas com drogas, sexo e pornografia. Novos episódios, só para maiores de 18 anos, vão ao ar nas noites de domingo


postado em 05/07/2019 04:09

Sexo, drogas e crises da adolescência. A temática não é inédita na TV, mas Euphoria (HBO) ganhou os noticiários ao elevar esses elementos a uma dose espantosa de exagero nos três episódios da primeira temporada. A protagonista e narradora é Rue (Zendaya), recém-regressa de uma clínica de reabilitação e “sem a menor intenção de se manter limpa”, como ela mesma diz.

Embora esteja mais preocupada em se entorpecer, compartilhando “viagens” com o espectador em cenas psicodélicas, Rue introduz outros personagens. Há o grupo das garotas superpopulares, preocupadas com a própria aparência e performance sexual. Fora desse padrão, Kat (Barbie Ferreira) descobre que pode ter sucesso na internet, tornando-se celebridade em sites de pornografia. Jules, aluna novata e transexual (Hunter Schafer), tira Rue de seu isolamento lisérgico e a coloca na teia de desejos intensos, encontros marcados por aplicativos, envio de nudes, etc.

A HBO não se furtou a incluir cenas ousadas de sexo em três episódios, o que motivou uma petição, nos EUA, exigindo o cancelamento da atração. A HBO alega que o show é destinado a maiores de 18 anos. Com metade da temporada por vir, surpresas, brigas e romances devem ocorrer. Mais cenas chocantes são esperadas. Episódios inéditos vão ao ar aos domingos, às 23h.


Publicidade