Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Cult...


postado em 11/06/2019 04:09

(foto: L. Saveski/divulgação)
(foto: L. Saveski/divulgação)

Simon Trpceski
Concerto

O pianista macedônio Simon Trpceski (foto) abre a sétima temporada da série de Concertos Supergasbras, com apresentação nesta terça-feira (11), às 20h30, no Centro Cultural Minas Tênis Clube (Rua da Bahia 2.244, Lourdes). O repertório inclui peças de Choppin, Mendelssohn, Prokofiev e Mussorgsky. A curadoria é da pianista Celina Szrvinsk, professora da Escola de Música da UFMG. Ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). É possível adquirir passaporte cultural para os cinco recitais da série por R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia). Informações: (31) 3516-1360.

Museu de Sant’Ana
Prêmio de arquitetura

O prédio do Museu de Sant’Ana, em Tiradentes (Rua Direita, 93, Centro), foi premiado na 20ª edição da Premiação de Arquitetura do IAB-MG. Com projeto de Gustavo Penna, o local, que antigamente funcionava como cadeia pública da cidade, foi restaurado e inaugurado em 2014. Em seu acervo, o museu conta com 291 imagens da mãe de Nossa Senhora. As obras podem ser conferidas de segunda-feira a sábado, das 10h às 18h; domingo, das 10h às 16h. Ingressos: R$ 5 (inteira). Informações: (32) 3355-2798.

COMÉDIA
Musical

A comédia musical Quanto mais quente melhor (1959), será exibida hoje (11), às 19h, no Centro Cultural UFMG (Av. Santos Dumont, 174, Centro), como parte do projeto CineClássico. No filme, dois músicos desempregados, Joe (Tony Curtis) e Jerry (Jack Lemmon), testemunham um massacre e são obrigados a deixar a cidade e se disfarçar de mulheres em um grupo musical feminino. A programação segue até 11 de julho, sempre às terças e quintas-feiras. Nesta quinta-feira (13), excepcionalmente, não haverá exibição. Informações: (31) 3409-8280.




OTTO LARA RESENDE
Análise da obra

A obra do cronista e contista mineiro Otto Lara Resende (1922 – 1992/foto) será analisada pelo ensaísta e poeta Augusto Massi, nesta terça (11), às 19h, no café do Centro Cultural Minas Tênis Clube (Rua da Bahia 2.244, Lourdes). O escritor é o sexto ocupante da cadeira nº 39 da Academia Brasileira de Letras (ABL). Segundo Massi, Otto não era somente um cronista. “O autor é essencialmente um dos nossos melhores contistas. Mas, talvez, devido à sua personalidade contraditória, complexa e misteriosa, assumiu humildemente a crônica, como uma segunda natureza, um exercício diário, dois dedos de prosa.” As inscrições gratuitas podem ser feitas pelo site www.sympla.com.br. Informações: (31) 3516-1360.

Adriane Ferreira
Exposição

Fragmentos de uma arquitetura é o nome da exposição de Adriane Ferreira, em cartaz até 15 de junho, na Biblioteca Pública Estadual (Praça da Liberdade, 21, Funcionários). Mineira de Santa Luzia, Adriane tem a arte abstrata geométrica como principal linha de trabalho e inspiração. Com estilo minimalista e traços retos, a artista traz para os quadros um pouco da influência das formas e dos volumes de sua arquitetura. Horário de visitação na Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães: de segunda a sexta, das 8h às 18h; e sábados, das 8h às 12h. Informações: (31) 3269-1204.

CORAL LÍRICO
Apresentação

O Coral Lírico de Minas Gerais faz apresentação gratuita nesta terça-feira (11), às 12h, no café do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro). A regência é de Lara Tanaka, com acompanhamento ao piano de Fred Natalino. No repertório, peças de Mozart, Beethoven, Haendel, Carlos Gomes e Verdi. O concerto será uma prévia das séries Sinfônica e Lírico ao Meio-Dia e Sinfônica e Lírico em Concerto, que serão realizadas em 25 e 26 de junho. Informações: (31) 3236-7400.




Peixe
Premiação

Peixe (foto), curta-metragem produzido por alunos e ex-alunos do curso de cinema e audiovisual da Una, foi premiado em três categorias – melhor filme , melhor direção e melhor atriz – no Transforma – Festival de Cinema da Diversidade de Santa Catarina. O curta, rodado em Belo Horizonte, conta a história de Marina, uma jovem mulher lésbica, de 24 anos, que trabalha realizando entregas de bicicleta. “É um filme que não trata a lesbianidade de forma dramática e sofrida, nem é romantizada. No final das contas, seguimos na vida tentando ser felizes”, diz a diretora Yasmin Guimarães.


Publicidade