Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

OS SETE ERROS DE GOT


postado em 19/05/2019 04:09

(foto: HBO/DIVULGAÇÃO)
(foto: HBO/DIVULGAÇÃO)

(Confira falhas da oitava e última temporada da série)

Tela escura

O terceiro episódio da atual temporada (The long night) teve a esperada batalha entre o exército dos mortos contra o dos vivos em Winterfell. No entanto, foi difícil ver o que ocorria com uma edição exageradamente escurecida. Produtores se defenderam, dizendo ser uma escolha estética.


 Mãe dos Dragões e seu afé de outro mundo
Em uma cena do quarto episódio, um copo descartável de café foi flagrado sobre uma mesa numa das cenas. Algo impossível na fantasia épica de GoT. O óbvio erro foi levado na brincadeira pela HBO, que afirmou: “O café que apareceu foi um erro. Daenerys, na verdade, tinha pedido um chá”.
 
Lobo abandonado
Uma cena que irritou muitos fãs foi aquela em que Jon Snow (Kit Harington) decide abandonar Fantasma, seu lobo de estimação, que o acompanhou por toda a trama. Para muitos, a decisão foi uma incapacidade dos roteiristas de inserir o animal em novas cenas.

 

A Grande Guerra, nem tão grande assim
Desde a primeira cena da série, exibida em 2011, os white walkers são descritos como a grande ameaça no mundo, ainda que os poderosos se preocupem com a disputa pelo trono. No entanto, o esperado confronto contra o Rei da Noite e seu enorme exército de zumbis foi resolvido logo na primeira metade da última temporada, com apenas um episódio dedicado ao combate.

 

 Mãe dos Dragões, Quebradora de Correntes e de Expectativas
Capaz de sobreviver ao fogo, criar e montar dragões, libertar escravos, conduzir exércitos, derrotar tiranos, Daenerys Targaryen era tida como a grande heroína, embora já tivesse mostrado um lado cruel e intempestivo nesse processo. No penúltimo episódio,  ela mostrou que pode ser o contrário do que todos esperavam, para desapontamento de milhões de fãs. Muitos dizem que ela foi “muito rapidamente desconstruída”.

A redenção frustrada do Regicida

Um dos personagens mais celebrados pelo público é Jaime Lannister. O cavaleiro começa a trama como um homem sem honra por ter assassinado o rei de quem fazia a guarda e ser capaz de outras vilanias para manter seus interesses pessoais e os da irmã Cersei, com quem tem um caso incestuoso. No entanto, sua história até aqui era de redenção, mostrando sempre novos lados de sua personalidade. Quem esperava uma grande conclusão para ele nesse sentido também se frustrou.

Cersei, a mais terrível vilã, om um destino “bonzinho”
Ao longo da trama, a rainha Cersei Lannister (Lena Headey) foi capaz de atrocidades de todos os tipos para manter seu poder. O que muitos esperavam é que ela tivesse um destino igualmente grandioso, para o bem ou para mal. Havia uma expectativa de que ela poderia ser assassinada pelo amante e irmão Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) ou que Arya Stark (Maisie Williams) cumpriria sua exaustivamente prometida vingança contra ela. Quem viu o quinto episódio tem fortes indícios de que nada disso ocorrerá.


Publicidade