Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Percussionista Heather Thorn estreia no Brasil com show hoje BH

Especialista no xilofone interpreta repertório clássico e dançante com a banda Vivacity no Mercado Grano. Em agosto, ela será uma das atrações do I Love Jazz


postado em 16/03/2019 05:16

"Apaixonei-me pelo xilofone e pela musicalidade a que ele nos conduz - animada, rítmica, vivaz e divertida" (Heather Thorn, percussionista) (foto: Mike Thomas/Divulgação)
Amantes do jazz poderão assistir ao show da percussionista norte-americana Heather Thorn e sua banda Vivacity, que apresentam clássicos da música estadunidense em sua primeira vinda ao Brasil, neste sábado (16), no Mercado Grano, no Jardim Canadá, em Nova Lima. “Estou muito animada em visitar o Brasil pela primeira vez e ansiosa para compartilhar minha música com o público no sábado à noite”, diz ela. Em agosto, Heather retorna a Belo Horizonte para se apresentar em um dos mais tradicionais e importantes festivais de jazz no Brasil, o I Love Jazz.

Com influência do ragtime, swing jazz e bebop, a percussionista cria arranjos exclusivos para o xilofone, instrumento de percussão ao qual tem se dedicado tanto na execução musical quanto na pesquisa de sua história e influência no jazz americano.

A julgar pelo repertório que Heather preparou, o público pode esperar um show dançante e animado. “Mostramos o talento de cada um da minha banda e colocamos a nossa assinatura sonora em tudo, num repertório que vai desde a música dos anos 1920 até a recente apresentação de I will survive, de Gloria Gaynor”, diz Heather, que se apresenta em festivais de jazz clássico em todo o mundo. “Amo o fato de não conseguirem categorizar facilmente o que fazemos como um tipo particular de jazz.”

A instrumentista preparou arranjos musicais exclusivos, tocados em xilofone, que incluem standards da música americana. “Apaixonei-me pelo xilofone e pela musicalidade a que ele nos conduz –  animada, rítmica, vivaz e divertida”, diz. Ela explica que o alcance sonoro do xilofone, que soa uma oitava acima dos demais instrumentos da banda, permite que o instrumento tenha um bom desempenho em gravações de estúdio e também em apresentações ao vivo, sendo o principal instrumento em bandas que executam repertório dançante, por causa de sua “clareza acústica”.

Sobre suas influências na música, Heather cita percussionistas como Bob Becker, Gordon Stout, George Hamilton Green (1893-1970). “Estudei com Bob Becker do grupo de percussão Nexus. Ele é a minha maior influência”, conta.  Já Gordon contribuiu significativamente para o renascimento da música xilofônica dos anos 1920 e 1930. “Comecei recentemente a ouvir as gravações de Benny Goodman com Lionel Hampton.”

A sonoridade de Heather tem sido descrita por críticos como “neo-vaudeville jazz”, o que ela considera “uma boa definição”. “Pego músicas clássicas do século 20 e adiciono meu próprio sabor ao som, improvisando com arranjos feitos para incluir o xilofone.”

Apaixonada pela história desse instrumento, Heather trabalhou com Bill Cahn para digitalizar e preservar cerca de 1,5 mil gravações de xilofone e música de percussão do período que vai de 1898 a 1929. “Meu sonho é compartilhar minha música com o maior número possível de pessoas em todo o mundo. Não poderia estar mais animada para trazer o repertório do Vivacity para o público apreciador de jazz no Brasil neste sábado e, novamente, em agosto para o I Love Jazz Festival”, afirma.

HEATHER THORN E BANDA VIVACITY
Show neste sábado (16), às 21h, no Mercado Grano (Rua Niágara, 320,  Jardim Canadá, Nova Lima). Ingressos: R$ 40.  Mais nformações: (31) 3541-1036.


Publicidade