Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Sinfônica abre a temporada 2019 e convida o público a subir ao palco

Com peças de Mozart e Bruckner, orquestra se apresentará nesta terça (19) e na quarta (20), ao meio-dia. Selfies estão liberadas


postado em 19/02/2019 05:07

Crianças assistem ao concerto e fazem selfies, no Palácio das Artes (foto: Paulo Lacerda/divulgação)
Crianças assistem ao concerto e fazem selfies, no Palácio das Artes (foto: Paulo Lacerda/divulgação)


Em 2016, seu primeiro ano como titular da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, o maestro Silvio Viegas apostou em Requiem, de Verdi, para a abertura da temporada dos corpos artísticos da Fundação Clóvis Salgado. No ano seguinte, o repertório “migrou” para a Alemanha, com a apresentação da popular Nona sinfonia, de Beethoven; em 2018, foi a vez da Rússia, com a Cantata Alexander Nevsky, de Prokofiev. Nesta terça-feira (19), a temporada de 2019 destacará criações importantes de dois austríacos: Mozart e Bruckner.

Orquestra Sinfônica e Coral Lírico de Minas Gerais intepretarão a Missa da coroação, de Mozart, e Te deum, de Bruckner. “A escolha se deu tanto pela importância dessas peças quanto pelo fato de elas se adequarem às condições que temos no Palácio das Artes e a nossos solistas.”

Hoje e amanhã, a dobradinha das séries Sinfônica e Lírico ao meio-dia contará com os convidados Deborah Burgarelli (soprano), Aline Lobão (mezzo-soprano), Lucas Damasceno (tenor) e Mauro Chantal (baixo).

Pessoas da plateia serão convidadas a subir ao palco e assistir ao concerto perto dos músicos. A iniciativa integra o projeto criado por Viegas com o objetivo de aproximar o público do universo da música erudita.

“Permitimos que elas filmem, fotografem e publiquem nas redes sociais, porque essa é a melhor forma de divulgação que temos”, diz o maestro. De acordo com ele, todos querem subir ao palco e experimentar uma visão privilegiada do coro. “É uma forma de ver o concerto por um ângulo completamente diferente. As pessoas se emocionam e se sentem parte daquilo”, observa.

GOVERNO

Viegas afirma que a expectativa para a temporada é a melhor possível, apesar das incertezas inerentes à mudança de governo. A Sinfônica é vinculada à Fundação Clóvis Salgado, administrada pela Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais.

“Estamos vivendo o momento de adequação do governo Romeu Zema (Novo), que está agindo de forma ponderada, assim como nós. Manteremos a temporada com qualidade, mostrando projetos extremamente exitosos, como as séries Sinfônica e Lírico ao meio-dia”, afirma o regente.

Viegas revela que os concertos da semana que vem, nos dias 26 e 27, serão totalmente voltados para o carnaval, com repertório popular e festivo.

A apresentação de amanhã (20), geralmente realizada à noite, foi transferida para o meio-dia porque blocos de carnaval vão se apresentar na região do Palácio das Artes.

* Estagiária sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria

PROGRAMA

MOZART
. Missa da coroação

Kyrie eleison
Gloria
Credo
Sanctus e Hosana
Benedictus
Agnus Dei

BRUCKNER
. Te Deum

Te Deum laudamus
Te ergo
Aeterna fac
Salvum fac
In te, Domine, speravi

ORQUESTRA SINFÔNICA E CORAL LÍRICO DE MINAS GERAIS
Terça (19) e quarta-feira (20), ao meio-dia. Grande Teatro do Palácio das Artes. Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro. Entrada franca. Informações: (31) 3236-7400


Publicidade