Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Helvécio Carlos


postado em 18/01/2019 05:04

No lançamento de seu livro de poemas, Rota de sonhos, Célia Laborne (D) com a prima Adélia Laborne(foto: Arquivo pessoal)
No lançamento de seu livro de poemas, Rota de sonhos, Célia Laborne (D) com a prima Adélia Laborne (foto: Arquivo pessoal)

 

GRACE PASSÔ
OBRA INSPIRA CHEF

Homenageada da 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes, que começa hoje na cidade histórica mineira, a atriz, dramaturga e diretora Grace Passô também será lembrada pelo Senac em Minas. Sábado, o chef Ronie Peterson prepara jantar inspirado na obra dela.
>>>
A entrada, Fiscalizando os sabores (donuts em formato de pneu, um bife de couve-flor dentro de um vinagrete de romã e frutas vermelhas, e cromesqui de frango), foi baseada no filme Temporada. “Convido as pessoas a fazer essa fiscalização dos sabores como se fossem a agente epidemiológica vivida por Grace no longa”, explica Peterson. O primeiro prato, Vermelho e salmão, foi inspirado no filme Praça Paris, de Lúcia Murat. “Os peixes serão colados e vão trocar entre si os sabores, como a paciente e a psicanalista do filme trocam experiências”, diz o chef.
O segundo prato, Vaga carne (filé milton em baixa cocção com gema curada e sal de alho negro), foi inspirado na peça homônima; e a sobremesa A graça (mousse de chocolate com morango e farinha de amêndoas), no filme Elon não acredita na morte.
>>>
“Ao mergulhar na história da nossa homenageada, percebi que ela tem uma trajetória e um olhar diferenciados sobre a arte. É uma mistura entre a complexidade da arte e o desejo de torná-la mais acessível a todos. Por isso, desenvolvi pratos que combinam sabores, expressam os personagens complexos e, ao mesmo tempo, de hábitos simples vividos por Grace na telona”, comenta o chef.

NO ALTA VILA
JAZZ E PÔR DO SOL


Léo Pires (bateria), Manassés Morais (baixo) e Luadson Constâncio (piano) formam o trio do projeto “Jazz ao pôr do sol”, amanhã, a partir das 16h30, no Topo do Mundo. No repertório, standards de jazz, bossa-nova, samba com arranjos jazzísticos. Como o restaurante está localizado em um dos pontos mais altos da região, a vista do fim de tarde é uma das mais belas da cidade.


EM CONGONHAS
PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE


Os conjuntos arquitetônicos da Pampulha, Ouro Preto, Diamantina e Congonhas estão entre os 26 sítios patrimônios mundiais brasileiros retratados na mostra Patrimônio da Humanidade no Brasil, que será aberta dia 30, no Museu de Congonhas. Idealizada pelo Iphan em parceria com a Unesco e viabilizada com recursos da Fundação Municipal de Cultura, Lazer e Turismo de Congonhas (Fumcult). A mostra seguirá, em março, para Ouro Preto, primeiro município do país a conquistar o título de Patrimônio Mundial. No acervo, documentos, fotos e informações de 14 sítios culturais, sete naturais e cinco imateriais.

ANIMISMO
COLETIVA FOTOGRÁFICA


Os três anos do Mercado Grano serão comemorados com mostra reunindo obras dos fotógrafos Marcelo Coelho, Álvaro Neves, Eugênio Mendes, Henrique Gualtieri, Juan Esteves, Márcio Rodrigues, Marco Mendes, Paulo Laborne, Renato Soares, Rodrigo Lodi e Weber Pádua. Aos fotógrafos foi proposta a interpretação para o tema Animismo, a essência espiritual de animais, plantas, rochas, montanhas, rios, trovão, vento e sombra. A abertura será hoje, às 20h, com show de Mark Lambert e big band.

 

 


Publicidade