Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Latina protagoniza remake de Amor, sublime amor

A nova intérprete de Maria no remake de Steven Spielberg do musical Amor, sublime amor é a estudante Rachel Zegler, de 17 anos, que vive em Nova Jersey. Zegler foi escolhida entre 30 mil atrizes latinas que fizeram testes de vídeo para o papel vivido por Natalie Wood no clássico filme de 1961, dirigido por Robert Wise e Jerome Robbins.


postado em 17/01/2019 05:05

Filha de colombiana, a atriz Rachel Zegler tem 17 anos e também compõe músicas (foto: INSTAGRAM/REPRODUÇÃO)
Filha de colombiana, a atriz Rachel Zegler tem 17 anos e também compõe músicas (foto: INSTAGRAM/REPRODUÇÃO)


“Estou muito empolgada por poder interpretar o icônico papel de Maria ao lado desse elenco incrível”, disse Zegler à Hollywood Reporter. A mãe de Zegler é colombiana. “Amor, sublime amor foi o primeiro musical em que encontrei uma personagem principal latina. Como colombiano-americana, sinto-me honrada pela oportunidade de desempenhar um papel que significa muito para a comunidade hispânica”, disse a jovem atriz, que é também compositora.

O ator Ansel Elgort (A culpa é das estrelas) já havia sido anunciado como intérprete do protagonista Tony no remake do filme cujo original ganhou 10 Oscars em 1962. Spielberg também escalou a atriz da Broadway Ariana DeBose como Anita e David Alvarez como Bernardo. O ator de  teatro Josh Andres Rivera ficou com o papel de Chino.

“Quando começamos este processo, há um ano, anunciamos que iríamos representar os papéis de Maria, Anita, Bernardo, Chino e os Sharks com atores latinos”, disse Spielberg. “Estou muito feliz por termos reunido um elenco que reflete a incrível profundidade de talento da multifacetada comunidade hispânica dos Estados Unidos.” O cineasta afirmou ainda admirar “o talento desses jovens artistas” e acreditar que “eles trarão uma nova e eletrizante energia a esse musical magnífico, que é mais relevante do que nunca”.

Amor, sublime amor é uma versão moderna de Romeu & Julieta que enfoca o romance entre dois adolescentes ligados a gangues rivais da cidade de Nova York. O roteirista Tony Kushner disse que o novo filme vai se inspirar no musical original da Broadway, de 1957, e não no filme, e que todas as músicas clássicas estarão incluídas.

O longa de Wise e Robbins integra a programação do ciclo Musicais de Ouro, em cartaz no Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, com sessões gratuitas. As próximas sessões agendadas desse clássico serão nos dias 24 e 29. (AFP)


Publicidade