Continue lendo os seus conteúdos favoritos.
Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Vamos falar sobre abuso


postado em 10/01/2019 05:05

Ana Régis interpreta Cláudia, uma interna do manicômio judicial no monólogo Peixes(foto: Fabiana Leite/Divulgação)
Ana Régis interpreta Cláudia, uma interna do manicômio judicial no monólogo Peixes (foto: Fabiana Leite/Divulgação)
A atriz Ana Régis se baseou em reportagens e depoimentos para elaborar o texto e a dramaturgia de Peixes, monólogo que ela protagoniza e marca sua estreia na direção. O espetáculo, em cartaz no Teatro Sesc Palladium, aborda um tema urgente: a violência contra a mulher. A história se desenrola a partir de Cláudia, uma professora que se encontra interna num manicômio judiciário, depois de sofrer abusos e conviver com a violência doméstica ao longo da vida.

Com interpretação visceral e repleta de nuances, Ana Régis dá vida ao drama dessa mulher, que representa não apenas uma vítima, mas milhões de mulheres brasileiras que sofrem com a violência de seus familiares e parceiros. Usando recursos simples, o texto se sobressai e revela toda a potência de uma mulher dilacerada em que a memória se funde com projeções e metáforas sobre o tema.

Peixes é um duro retrato sobre a realidade brasileira, em que o machismo e a discriminação se manifestam de maneira brutal e fazem milhares de vítimas diariamente. Jogando com o real e a representação, a peça convoca à reflexão e incomoda, como deve incomodar quando se trata de abuso.

PEIXES
Texto e atuação: Ana Regis. Teatro do Sesc Palladium. Av. Augusto de Lima, 420, Centro, (31) 3270-8100. Até domingo, 20h. R$ 10 (Sinparc).


Publicidade