Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Helvécio Carlos


postado em 03/01/2019 05:11

(foto: Paulo Filgueiras/em/d.a press)
(foto: Paulo Filgueiras/em/d.a press)
DIA DE REIS
A HORA DA ROMÃ

O ano mal começou e a dona de casa tem uma boa notícia. O preço da romã, matéria-prima essencial para a tradição do Dia de Reis, caiu no mercado. Nada assustador e estratosférico como no ano passado. Quem garante é Antônio Julião, dono de uma das lojas de frutas mais tradicionais do Mercado Central de Belo Horizonte. “Compramos agora as romãs espanholas, mais em conta que as frutas que vinham dos Estados Unidos”, diz ele, garantindo que o preço máximo não passa de R$ 20.

***

Independentemente da nacionalidade da romã, ela não para na banca da loja. Todos os dias, Toninho faz reposição de caixas, que se esgotam até a loja fechar. Segundo o empresário, a venda prossegue intensa durante o ano. A romã é ótima para a saúde. “É vermífugo natural, tem qualidades anti-inflamatórias, reduz o mau colesterol e previne o câncer de próstata”, cita Julião.

À MESA
DE ENCHER OS OLHOS

Agnes Farkasvölgyi, do Bouquet Garni, tem uma boa sugestão para uso da romã como ingrediente e não apenas superstição. “Qualquer combinação com queijo de cabra é maravilhosa. Com carne de porco também”, garante. “Um jantar de Reis com salada de queijo de cabra e figo mais uma carne de porco com molho agridoce e romãs e sorvete de baunilha com romãs. Sem esquecer o espumante com as sementinhas da fruta”, indica.
lll

Desde sua primeira viagem à Europa – “Há muitos e muitos anos” – Ildeu Koscky mantém viva a comemoração do Dia de Reis em sua casa, no São Bento. A tradição francesa sofreu algumas adaptações. “Na França, eles servem um bolo com a imagem de um rei. Quem pegar a fatia ‘premiada’ tem o direito de mandar na festa. Em casa, sorteio quem será o rei e a rainha, que terão direito a coroa e manto”, diz ele, que, domingo, deve repetir o encontro para não quebrar a tradição. Outra adaptação de Ildeu é receber seus convidados com o badalar de um sino. “No Japão, essa tradição é usada para acordar os deuses”.

***

Na hora do jantar, as romãs são fartas e colocadas à mesa, mas o jantar guarda outra surpresa. “Fazemos estrogonofe com receita especial de Ludovico II, da Alemanha, receita que está na nossa família há muito tempo. Tantos as romãs quanto o estrogonofe dãosorte. É comer e acreditar.”

***

Mas, para Ildeu, o melhor no Dia de Reis é estar junto com a família e amigos. “Isso, sim, é a grande sorte da vida.”

CLIMA DE VERÃO
DO RIO A SALVADOR

Kevinho, Psirico e o bloco Fica Comigo são garantia na terceira edição da festa Do Rio a Salvador, que rola dia 19, sábado, às 18 horas na Marô. No repertório, o funkeiro vai cantar sucessos como Olha a explosão, Rabiola, O bebê, entre outros hits. Para quem não conhece o rapaz de 20 anos, ele é desses sucessos do YouTube, onde tem mais de 2 bilhões de visualizações e é considerado novo fenômeno do funk. Os baianos chegam arretados, representados pelo Psirico, com Márcio Vitor. O músico é autor de Lepo lepo, um dos grandes sucessos do carnaval baiano. Fechando a noite, o Fica Comigo, bloco que desfila pelas ruas do Rio de Janeiro com o melhor do pagode dos anos 90, com canções do Exaltasamba, Só Pra Contrariar, Molejo e Pixote.

CARNAVAL
NINGUÉM SOLTA DO CARRO

A tatuadora mineira Thereza Nardelli, conhecida pela ilustração “Ninguém solta a mão de ninguém”, que viralizou on-line, logo após as eleições deste ano, desfilará em carro alegórico da escola de samba carioca Paraíso do Tuiuti no Carnaval 2019. A tatuadora será acompanhada por personalidades como Conceição Evaristo, Monica Iozzi, Carlos Tufvesson, Rafael Losso e Pai Adailton Moreira, filho da Mãe Beata de Iemanjá, uma das mais atuantes da ONG Criola. O enredo da escola de samba presta homenagem ao Bode Ioiô, figura ilustre do folclore nordestino, e tem objetivo de espalhar mensagem de tolerância.

GASTRONOMIA
SUCESSO NO MERCADO

Miguel Safar Filho, diretor-executivo da Concreto, comemora o sucesso dos empreendimentos gastronômicos, novo braço de negócios da Incorporadora Concreto. O mais novo deles, o Dal Grano, já faz sucesso na Pampulha, na Avenida Antônio Carlos, ao lado do Hotel Quality Convention Center. O carro-chefe é a pizza especial com moçarela fior di latte e tomate san marzano. Com almoço executivo no cardápio, o espaço supre uma lacuna na região. O Dal Grano é o segundo restaurante do grupo, que inaugurou o Gero, no Hotel Fasano BH, em projeto dividido entre a Concreto e o Grupo Fasano.


Publicidade