Publicidade

Estado de Minas Energia positiva

Explore os reflexos do seu corpo

A reflexologia estimula áreas reativas, levando à redução de sintomas e queixas de desconforto, que afetam bom funcionamento do organismo


17/10/2021 04:00 - atualizado 16/10/2021 01:10




O corpo humano é totalmente interligado, o que explica o fato de determinados pontos se refletirem em outros. A ação da reflexologia ocorre a partir desse princípio. A técnica se vale da estimulação de áreas reflexas para promover a circulação de energia, explica o psicólogo Ildeu Luiz Parreiras de Oliveira, da empresa Sphera Terapias Naturais. “Essas áreas reflexas têm ligação direta com os órgãos internos e sua estimulação provoca, além da liberação do fluxo de energia, a ativação e liberação de substâncias como hormônios e enzimas, entre outras”, afirma.

Como consequência, a reflexologia leva à diminuição dos sintomas e queixas que causam desconforto e impedem o bom funcionamento do organismo. Algumas das áreas reflexas são consideradas microsssistemas, como as orelhas, mãos e pés. Neles, estão pontos representando o corpo. Na sola do pé, há um microssistema que representa todo o corpo, desde a cabeça, passando pelos órgãos internos, até os pés. Se houver alguma parte dolorida, edemaciada, avermelhada, escamada, pode ser um indicativo de que a referida área do corpo está com problema.
 
 
Áreas do corpo têm ligação direta com os órgãos internos e sua estimulação provoca, além da liberação do fluxo de energia, a ativação e liberação de substâncias como hormônios e enzimas
Técnica trabalha por meio da estimulação de áreas reativas do corpo, a exemplo dos pés, promovendo a circulação de energia (foto: Pixabay-9/7/21)
 
Segundo Ildeu Oliveira, a partir desses indicativos dados justamente pelos reflexos do corpo, o terapeuta pode aplicar uma massagem no local para restabelecer o funcionamento do órgão ou estrutura em questão. Para Yara Pietra, massoterapeuta e pedagoga, trata-se de uma espécie de acupuntura, mas que não usa agulhas. “Os médicos chineses começaram a tratar doenças com a massagem dos pés há mais de 2 mil anos, e a terapia podal é citada em muitos livros médicos das dinastias Jin, Ming e Qing”, destaca.

A especialista enfatiza que a reflexologia restabelece, de forma natural, o equilíbrio do ser humano, e, com isso, oferece benefícios para a saúde geral da pessoas, não apenas do corpo.  “Ela é a expressão natural do corpo e da mente. O principal fator no desenvolvimento de doenças é o ‘estado de espírito’. A doença é gerada por uma combinação de circunstâncias no interior e exterior do corpo. O auxílio à mente está na desobstrução de canais de energia, permitindo o revigoramento dos aspectos físico, emocional e mental do paciente.”

Ildeu de Oliveira pontua que a reflexologia reduz os níveis de estresse, melhora o sono, aumenta a capacidade de concentração e memória, leva vitalidade aos tecidos e pele, melhora o estado de ânimo, trabalha os fatores físicos e emocionais, diminui as tensões provocadas pela rotina do dia a dia e fortalece o sistema imunológico.

Alívio 

Para o guarda municipal Helton Ramos Felizardo, de 45 anos, a terapia ajudou também no estado clínico. Ele teve um cálculo renal, que surgiu logo após uma cirurgia para a retirada de outro cálculo. Seria necessário esperar uma semana entre os dois procedimentos. “A dor era muita, e eu procurei a clínica para saber se a acupuntura poderia ajudar, se teria alguma abordagem para amenizar essa dor que estava sentindo. Fui orientado sobre a reflexologia e a massagem nos pés, com os compostos medicinais de ervas. Como sou cético, tomei o chá e fiz a massagem em outro sentido daquele pedido pelo terapeuta. Mas, ainda assim senti a dor nas costas, sintoma do cálculo renal, descer para as pernas e depois para a região pubiana. Logo em seguida, a pedra foi expelida”, conta. Helton Felizardo usou a técnica novamente e consegui expelir outras duas pedras no rim.

Lado a lado 

O psicólogo Ildeu de Oliveira alerta que, em nenhum momento, o paciente deve abandonar o tratamento médico ou psicológico para fazer a reflexologia. “Ela é complementar aos demais tratamentos. Sua abordagem não interfere nas condutas dos tratamentos convencionais, o que a torna acessível a qualquer momento”, afirma. Para Yara Pietro, é essencial que os tratamentos sejam aliados, e sempre feitos em conjunto.
 
 
Ildeu Oliveira destaca que a reflexologia reduz os níveis de estresse, melhora o sono e aumenta a capacidade de concentração
A reflexologia deve ser complementar aos demais tratamentos, sem interferir nessas condutas, alerta o psicólogo Ildeu Oliveira (foto: Sphera Divulgação - 9/7/21)
 
 
A massoterapeuta pondera que nenhuma técnica é “milagrosa” e que, portanto, existem algumas contraindicações para aplicação da reflexologia. Um desses casos é o de trombose, uma vez que a massagem pode deslocar o coágulo sanguíneo. Pessoas com quadros de hipertensão sem controle medicamentoso, grávidas sem declaração do médico responsável ou pacientes com fraturas devem evitar a técnica.

A reflexologia não é indicada também para pessoas com doenças graves nos rins, coração e fígado, quadros de tuberculose e/ou de dermatites, micoses, erupções, hematomas, frieiras, edemas, áreas inflamadas e hemorragias. Ildeu de Oliveira observa que pessoas de qualquer idade – idosos, adolescentes e crianças – e sexo podem se submeter ao método. “Respeitando-se as contraindicações, não existem limitações para receber essa técnica”, completa Yara Pietro.

*Estagiária sob a supervisão da editora Teresa Caram
 

 
 

Terapia age o campo emocional


Em meio à crise provocada pela pandemia de COVID-19, a reflexologia pode também ajudar no enfrentamento dos impactos das restrições necessárias ao combate à doença respiratória. A técnica de massagem, segundo Ildeu de Oliveira, contribui para o relaxamento, diminui a ansiedade e leva clareza a situações em que as pessoas não conseguem enxergar bem o contexto para partir para uma ação e solucionar um problema.

“Sabemos que muitos dos problemas físicos se iniciam no emocional. Se pudermos trabalhar o emocional por meio da refle- xologia, boa parte desses problemas pode ser resolvida, além de aumentar a imunidade, que é ponto importante nesse contexto”, diz o psicológico.

No que tange à imunidade, a massote- rapeuta Yara Pietro explica que, em condições adversas como no cenário atual da pandemia, pode ocorrer uma redução na imunidade e na defesa do organismo humano. “O sistema nervoso pode se esgotar e o sistema imunológico pode se enfraquecer, tornando o indivíduo mais suscetível às doenças ligadas à imunodeficiência. Após a utilização da técnica, um corpo relaxado pode curar a si mesmo e a reflexologia é um método garantido de relaxar o corpo e equilibrar os sistemas biológicos”, afirma. (JM)




OS ganhos
A reflexologia ajuda na saúde física e mental do organismo

» Age como uma ginástica vascular no sistema cardiovascular, criando respostas sedativas energizadoras no corpo
» Aumenta o metabolismo
» Beneficia o fluxo energético dos órgãos (Zang) e vísceras (Fu) na medicina tradicional chinesa
» Descontrai os músculos
» Alivia as dores
» Agiliza o trânsito intestinal, eliminando os detritos orgânicos
» Fortalece a imunidade e a resistência orgânica
» Ajuda a natureza a alcançar a homeostase (equilíbrio)
» Acalma a mente
» Auxilia na recuperação pós-cirúrgica, diminuindo a dor e acelerando a cura

Fonte: Yara Pietra, massoterapeuta e pedagoga


VÁRIAS FACES

* Quiroreflexologia: reflexo das mãos
* Auriculoterapia: reflexo das orelhas
* Quiropraxia: reflexo da coluna vertebral

» Atenção! As mesmas áreas reflexas existentes nos pés correspondentes a todas as partes do corpo são também encontradas nas mãos, que são utilizadas quando é possível tratar os pés
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade