Publicidade

Estado de Minas conta-gotas

Notícias falsas podem agravar saúde ocular


17/01/2021 04:00 - atualizado 14/01/2021 12:15



(foto: Pixabay )
(foto: Pixabay )


Estima-se que mais de 6,5 milhões de brasileiros têm deficiência visual e cerca de 600 mil pessoas são cegas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Por isso, a medicina e a indústria farmacêutica estão em constante evolução na busca de tratamentos mais eficientes. Em contrapartida, disseminam-se na internet tratamentos milagrosos. O oftalmologista Leonardo Coelho Gontijo separou os principais mitos e verdades sobre a saúde dos olhos. Confira:

» Alimentos podem trazer benefícios efetivos para os olhos? “Quando há carência de algum nutriente, sua reposição pode ajudar, mas só é realmente útil em situações bem pontuais, como quando há baixa de vitamina A, 
por exemplo.”
» Existe ginástica para os olhos? “Em situações muito específicas, alguns exercícios de focalização podem ser benéficos, como para um tipo específico de estrabismo lateral. Já para outros tipos de estrabismo esse tipo de exercício pode até piorar a condição.”
» Adeus aos colírios para o glaucoma? “Os colírios têm eficácia e importância. Há inúmeros artifícios cirúrgicos, com técnicas de laser ou minimamente invasivos, para diminuir a pressão intraocular, sem que o paciente precise usar tantos colírios, porém dependerá do tipo de glaucoma do paciente.”
» Existe comprimido que cura a catarata? “O único tratamento para a catarata é a cirurgia, e ainda não há expectativa de outro tipo no futuro próximo.”



Erros na hora de fazer o abdominal

 
(foto: Black Art/Divulgação )
(foto: Black Art/Divulgação )
 
Muitas pessoas têm dúvidas na hora de fazer abdominal. Pensando nisso, o personal trainer Rodrigo Carvalho cita alguns erros cometidos por quem faz esse exercício. Confira:

1 - Não usar colchonete: deitar-se diretamente sobre o piso pode trazer danos às costas e ao cóccix;
2 - Levantar-se com o pescoço: nunca levante o tronco do piso exigindo dos músculos do pescoço; a força deve estar no abdômen;
3 - Subir até tocar os joelhos: não é necessário elevar tanto o tronco até que toque os joelhos. Se você sobe até a metade, fortalece a região abdominal do mesmo jeito e não força o pescoço;
4 - Não usar o abdômen: nunca suba e desça com o abdômen relaxado. O ideal é recrutar a musculatura, forçando o umbigo para dentro durante toda a rotina;
5 - Fortalecer só uma parte do abdômen: para conseguir uma barriga invejável, não há que se concentrar em uma única parte do abdômen, mas trabalhá-lo por completo;
6 - Fazer abdominal diariamente: o abdômen precisa de descanso. O ideal é fazer no máximo três vezes na semana, dando um intervalo de pelo menos 48 horas entre um treino em outro.
 
 

Horta medicinal

 
(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
 
Ter uma horta em casa é algo muito prazeroso e pode até ser terapêutico. Além de contribuir com a decoração, o jardim pode conter plantas que são benéficas para a saúde física e mental, o que promove melhorias no bem-estar. Segundo Daniel Alan Costa, naturopata e diretor da Escola Brasileira de Naturopatia, há muitas espécies que são indicadas como um tratamento integrativo para aumentar a imunidade e tratar problemas de saúde como dores de cabeça, estresse, doenças no sistema digestório e nas vias respiratórias. As espécies que mais se destacam e que podem ser cultivadas em casa são manjericão, tomilho, lavanda, hortelã e alecrim. Diversas outras espécies também podem ser utilizadas como um tratamento alternativo, como funcho-doce, camomila, melissa (erva-cidreira) e erva-doce. “Os recursos das plantas são muito valiosos para a saúde, pois agem de forma natural no organismo humano, e raramente causam efeitos colaterais”, finaliza.

 
 

Cuidados especiais com as crianças durante o verão

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
 
Dengue, viroses, brotoejas, insolação e pandemia global. As mães terão um verão um pouco mais difícil do que nos últimos anos, acredita a pneumologista pediátrica Brunna Santana, do grupo Prontobaby. Confira dicas de cuidados especiais com as crianças durante o verão:

» Hidratação nos dias quentes: O aumento da temperatura no verão leva à maior perda de água pelo organismo, inclusive pelo suor. Então, para repor as perdas, a ingestão de líquidos, principalmente água, deve ser estimulada frequentemente para evitar que a criança fique desidratada.
» Prevenção de viroses sazonais: A virose mais comum no verão é a gastroenterite. A transmissão pode ser por mãos e alimentos contaminados, portanto orienta-se a higiene adequada, dando preferência aos alimentos cozidos e evitando o consumo de água e comidas de procedência desconhecida. Nas crianças menores, deve-se estimular o aleitamento materno.
» Proteção contra a  insolação: Evite deixar a criança exposta ao sol e ao calor por tempo prolongado. Mantenha-a hidratada e utilize protetor solar e barreiras físicas, como chapéus de abas largas, guarda-sol e roupas com proteção contra os raios ultravioleta.
» Prevenção de brotoejas e assaduras: A brotoeja é uma dermatite inflamatória causada pela obstrução das glândulas sudoríparas. Para preveni-la, deve-se manter o ambiente fresco e preferir roupas de algodão e fibra natural, que retêm menos calor. Já a assadura ou dermatite de fralda é comum nos bebês. Deve-se trocar a fralda com frequência, fazer a higiene com água e algodão, e evitar o uso de lenços umedecidos.
» Verão na pandemia: Como praias e parques costumam estar cheios nesta época do ano, é prudente evitá-los. Muitos condomínios estão realizando agendamento para seus moradores utilizarem a piscina. Deve-se, então, respeitar o distanciamento social, a higiene frequente das mãos e o uso de máscara no entorno da piscina.

 
 

Bordados de contos e sonhos

 
(foto: Henry/Divulgação)
(foto: Henry/Divulgação)
Há mais de uma década, elas passam de janeiro a dezembro bordando para, no final, reunir todos os trabalhos em tecido em um calendário de encher os olhos. Um grupo de 12 bordadeiras lançou, em Belo Horizonte, o Calendário de Contos Bordados 2021. Esse é o décimo primeiro calendário lançado pelas bordadeiras, cujos trabalhos foram clicados pelo fotógrafo Henry, autor de imagens em importantes publicações nacionais e estrangeiras. Cada arte feita com linhas e agulha pelas mulheres tem como base desenhos de livros de contos infantis assinados por ilustradores, entre eles Veruschka Guerra. Para conhecer o projeto e ler os contos, basta acessar o link http://panospontosesonhos.blogspot.com. Caso queira adquirir um calendário, pode encomendá-lo diretamente com as bordadeiras. Os contatos de todas elas constam também no blog Panos, Pontos e sonhos. "Bordar não é apenas uma arte, é também refúgio, alegria, pode até ser um protesto ou uma terapia. Pode ser só algo bonito", dizem as bordadeiras.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade