Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Menos coisas, mais organização

Para especialistas, abrir mão de determinados objetos não significa se desfazer da experiência a que eles remetem. Além disso, deixar a casa em ordem ficará muito mais fácil


postado em 24/02/2019 05:08

Marie Kondo, considerada guru da organização, ajuda muita gente em programa da Netflix (foto: Denise Crew/Netflix/Divulgação )
Marie Kondo, considerada guru da organização, ajuda muita gente em programa da Netflix (foto: Denise Crew/Netflix/Divulgação )

 

 







Todo excesso vem de alguma causa: seja uma perda, seja ansiedade, seja sensação de fraqueza”, afirma a profissional da organização Priscila Caldas. Ela explica que a organização se trata de um processo de conscientização e orienta as pessoas a tirarem tudo do lugar e reunir em um local só para que vejam a quantidade de coisas acumuladas. A partir daí, é preciso identificar o que é inútil. Em se tratando de objetos de recordação, Priscila explica que se desfazer deles não significa abrir mão da experiência a que eles remetem, e lamenta que as pessoas valorizem mais as coisas materiais do que os momentos vividos.

Eliana Vargas, profissional da organização, diz que sempre aborda o minimalismo e o desapego com suas clientes. Ela as encoraja a repensar a utilidade das peças que têm. “Se não usou uma roupa nos últimos seis meses, a probabilidade de vesti-la é muito baixa, então, aconselho deixá-la ir”, explica a profissional. O mesmo vale para objetos de decoração, utensílios de cozinha e livros. Por onde começar? “Do micro pro macro”, aconselha Eliana. Ela aconselha limpar primeiro o criado-mudo, ou algumas gavetas, e depois ir trabalhando o desapego em áreas maiores.

CASA EM ORDEM

 

Considerada por muitos a “maga da organização”, a japonesa Marie Kondo ficou famosa ao lançar seu livro A mágica da arrumação, publicado no Brasil em 2015. Marie usa maneiras mais lúdicas de adotar o descarte, e seu conselho principal ficou famoso no mundo inteiro: “Apenas guarde aquilo que lhe trouxer alegria”.

Em 2019, a empresa de streaming Netflix lançou a Ordem na casa com Marie Kondo, série que acompanha a transformação na casa de oito famílias, com a orientação de Marie. Sucesso total, a série trouxe à tona várias questões relacionadas à arrumação e ao minimalismo.

No canal por assinatura GNT, Micaela Góes comanda o Santa ajuda, programa que ajuda a organizar a casa dos participantes. Há cinco anos no ar, mais de 150 pessoas já participaram do desafio, e, além de receber dicas de organização, tiveram a rotina transformada.


Publicidade