Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

A escolha é sua

Treinamentos em grupos, HIIT, ioga e treino funcional estão entre as tendências fitness em 2019. Não importa a atividade, exercite-se para manter a saúde e a qualidade de vida


postado em 03/02/2019 05:04

Há três anos, a engenheira civil Elieza Alves Pena pratica musculação e participa de equipes de running e aulas coletivas, como abdominal, funcional, spinning e dança (foto: gladyston rodrigues/em/d.a press )
Há três anos, a engenheira civil Elieza Alves Pena pratica musculação e participa de equipes de running e aulas coletivas, como abdominal, funcional, spinning e dança (foto: gladyston rodrigues/em/d.a press )

 

 







Muitas pessoas começam o ano com promessas de mudar hábitos de vida e se exercitar mais. Porém, muitas dúvidas podem surgir neste momento. Por onde começar? Quais as modalidades que posso praticar para chegar a um estado mais saudável de consciência física e emocional? Será que vou gostar? Opções não faltam. Há diversas alternativas para cada tipo de objetivo, corpo, dores e disposição. Pesquisa do American College of Sport Medicine (ACSM) divulgou algumas tendências que prometem bombar academias e espaços funcionais neste ano, que vão desde o treino intervalado de alta intensidade (HIIT), uso de tecnologias esportivas até a milenar meditação. As novidades no mundo fitness são inúmeras, entre lutas, esportes, danças e musculação.


A Organização Mundial de Saúde (OMS) sugere que 300 minutos de exercícios físicos em intensidade moderada ou 150 minutos em intensidade vigorosa devem ser a “quantidade” a ser realizada semanalmente por todos. Mas vale ressaltar que tão ou até mais importante quanto ser fisicamente ativo nas doses recomendadas é estabelecer mudanças favoráveis no estilo de vida, como uma alimentação saudável, cessação do tabagismo e controle de peso.


Nos últimos anos, estudos vêm demonstrando que a inatividade física é um importante preditor de doenças, menor qualidade de vida e maior mortalidade por patologias diversas. Além disso, segundo a OMS, 47% da população brasileira acima dos 18 anos é sedentária. Ao mesmo tempo, por ano, 300 mil pessoas morrem no Brasil por doenças associadas à inatividade física.


De acordo com Gustavo Heronville, profissional de educação física e gerente-geral das unidades de BH da rede de academia Contorno do Corpo, é importante aproveitar as energias renovadas do ano novo para iniciar um projeto de prática de exercícios. “Mas, mais do que isso, é fundamental escolher uma atividade que você vai gostar de fazer, para que assim a frequência fique mais facilitada”, pontua.

PROJETO  As brincadeiras da engenheira civil Elieza Alves Pena com o marido acabaram motivando-a a procurar um centro de treinamento para cumprir o projeto inicial de controlar o peso em uma importante data de sua vida. “Quando marquei a data para o meu casamento em 2016, meu esposo sempre brincava que, após casar, a média para ganho de peso do casal seria um quilo por ano.” Há três anos, a engenheira civil pratica musculação e participa de equipes de running e aulas coletivas, como abdominal, funcional, spinning e dança. “A prática do exercício, independentemente do objetivo, me proporciona bem-estar tanto mental quanto para o corpo”, comenta.

De acordo com Gustavo Heronville, o treino em grupo é uma alternativa para atender à demanda de pessoas que não gostam ou não se sentem à vontade na sala de musculação. Além disso, promove aspectos importantes para a vida além da academia, como a socialização, apoio emocional, reforço da motivação e a capacidade de fazer amizades. “O mundo está ficando cada vez mais informatizado, mais virtual, e mais frio, mais distante. A socialização é fundamental para que os alunos consigam manter a frequência indicada pelos profissionais e, com isso, alcançar seus objetivos.”

Elieza Pena considera que as pessoas são mais felizes quando interagem umas com as outras. “Tem a parte da motivação, competição, superação e comprometimento. Fatores fundamentas que nos levam a querer treinar em grupos quando são aulas coletivas”, diz. A engenheira civil ainda acrescenta que conviver com as mesmas pessoas e os mesmos horários faz com que se preocupem uns com os outros, “tornando-nos amigos de treino e de vida”.

Os treinos passaram a fazer parte da vida de Elieza e fizeram com que ela passasse por uma mudança de vida. “Hoje, não é apenas a estética que me preocupa, mas qualidade de vida, envelhecimento com saúde, ter um bom sono, entre outras coisas. Essa rotina de acordar cedo, trabalhar, estudar, cuidar de casa e treinos é cansativa. O que me faz permanecer é a força de vontade. Quando olho para trás, vejo que já estou longe para retroceder.”

A engenheira civil conta que estamos tão acostumados às promessas de início de ano que por isso esse é o melhor momento para tomar uma decisão, repensar o ano que passou e procurar melhorar sempre. Então, está pronto para criar um 2019 mais pleno, mais saudável e cheio de vida e de exercícios? O Bem Viver apresenta algumas tendências fitness que prometem movimentar as academias, espaços e a casa de muita gente. Comece por pequenas mudanças, não custa experimentar.




Publicidade