Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Conta-gotas


postado em 20/01/2019 05:08

(foto: Snack Frutas/Divulgação )
(foto: Snack Frutas/Divulgação )
Sem estresse e em forma

A combinação de exercícios físicos e alimentação adequada são os principais, mas não os únicos fatores para adquirir boa forma e uma vida saudável. A otimização de resultados também está ligada ao equilíbrio da mente com o corpo. Segundo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado recentemente, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade, quadro marcado principalmente pela dificuldade de concentração, condição que pode impactar o desempenho durante treinos ou competições esportivas. Para aliar autoconhecimento à boa forma, a Bluefit inclui nas atividades a prática de exercícios que ajudam a melhorar a respiração e a administrar o estresse. Trata-se do método DeRose, tradicional por seus benefícios ao corpo. “As aulas são indicadas para o público em geral, inclusive gestantes, crianças (na Bluefit, a partir de 12 anos) e idosos, e proporciona um melhor condicionamento físico, força, tônus muscular, controle e consciência corporal”, ressalta Guilherme Lacerda, diretor técnico da Bluefit. “Após se familiarizar com as técnicas, o aluno passa a assimilar a filosofia comportamental. No primeiro momento, é aplicada a reeducação respiratória, as técnicas orgânicas, os exercícios de concentração e de gerenciamento do estresse.”

Saúde do intestino

Sintomas que afetam mulheres em todo o mundo, a incontinência anal e a constipação intestinal podem causar impacto negativo na qualidade de vida e na autoestima dos pacientes e, em muitas situações, impedir ou dificultar as atividades diárias e profissionais. A incontinência fecal consiste na perda involuntária do conteúdo fecal, que inclui gases, líquido e/ou fezes, em diferentes frequências (diárias, semanais e/ou mensais). Esses sintomas podem estar associados também à urgência para evacuar. “Já a constipação intestinal é estimada em até 30% da população, com maior prevalência entre as mulheres com idade superior a 65 anos. É resultante de alterações na motilidade do colón e/ou dificuldade de eliminar as fezes”, explica a presidente da Sociedade Brasileira de Coloproctologia, Sthela Murad Regadas. Entre os principais cuidados para prevenir tanto a incontinência quanto a constipação estão a manutenção do bom funcionamento do intestino, com dieta equilibrada e rica em fibras (em torno de 20 gramas de fibras por dia), ingestão de líquido e prática regular de atividade física. “As fibras têm inúmeras funções benéficas para as células do intestino: modulam o trânsito intestinal devido ao aumento da absorção de água; aumentam o volume e amolecem o bolo fecal, o que facilita a defecação; promovem o desenvolvimento da mucosa intestinal normal; produzem o equilíbrio da microbiota intestinal e inibem a proliferação de células tumorais”, enumera a médica.




Higienização correta das frutas

Basta uma rápida pesquisa na internet para perceber que aparecem, entre os resultados, diversas formas de higienizar frutas. Água corrente ou sanitária, bicarbonato de sódio e vinagre são algumas das opções e o que não faltam são dicas, das mais mirabolantes às mais simples. Mas, como saber se estamos realmente lavando as frutas da forma correta? Afinal, a higienização é fundamental para garantir uma alimentação mais saudável e livre de sujeiras. A nutricionista Karen Alves, responsável pela segurança alimentar da Snack Frutas, delivery de cestas de frutas para escritório, explica que há apenas uma forma de lavar os alimentos: “Existe uma única maneira de higienização das frutas, sendo essa em imersão de hipoclorito e retirada do produto com água corrente. O que demanda a diferenciação é apenas o tempo em que devem ficar de molho. Cada marca de hipoclorito trabalha com um tempo de imersão, que deve ser respeitado para uma eficácia adequada da substância”, explica. Além de lavar os alimentos da forma correta, precisamos nos preocupar com o que estamos ingerindo na rua e no escritório, já que a maior causa das intoxicações alimentares é a má higienização dos alimentos.




Idade-limite para engravidar

Dados do Ministério da Saúde mostram que o número de mulheres que tiveram filhos após os 40 anos aumentou quase 50% em 20 anos. Mas, será que existe uma idade máxima para engravidar, já que a ciência dispõe de técnicas como o congelamento de gametas, capaz de preservar a fertilidade por décadas? Segundo a ginecologista especialista em reprodução assistida Cláudia Navarro, o limite para uma gravidez deve ser considerado pela saúde de cada paciente e seguir princípios de ética médica. “Para avaliar a possibilidade de uma gravidez por meio de congelamento de gametas, por exemplo, levamos em consideração um conjunto de fatores. Além da saúde da mulher, o recomendado pelo Conselho Federal de Medicina é a idade máxima de 50 anos. Isso porque a qualidade e a expectativa de vida são extremamente importantes”, alerta. Apesar de o CFM não proibir a gravidez após os 50, recomenda que os casos acima dessa idade devam ser exceção. A médica ressalta que, além dos riscos de uma gravidez em idade avançada, quanto mais velha a mulher menos tempo de vida ela terá para cuidar de um filho. Cláudia ressalta que uma gravidez bem planejada e no tempo certo – que varia de pessoa para pessoa – é a melhor opção para aquelas que desejam se tornar mães. “Vale lembrar, ainda, que mesmo mulheres que não congelaram óvulos e desejam ser mães tardias podem dispor da doação de gametas ou, também, da adoção de uma criança”, finaliza.

Lábios hidratados e saudáveis no verão

Sabia que durante o verão também precisamos cuidar da nossa boca? Muita gente acredita que apenas no inverno, quando as temperaturas estão bem geladas, é que os lábios sofrem e acabam descamando. Mas, durante o calor, quando não são hidratados corretamente, também ocorre o mesmo problema. É fundamental passar um protetor solar nos lábios para evitar o câncer nessa região. E para deixá-los saudáveis e sem as incomodas ‘pelinhas’ é preciso hidratar o local, além de beber muita água, que ajuda na hidratação natural de dentro para fora. Quem não dispensa um batom, principalmente as linhas mate, precisa ter um cuidado especial para que não apareçam as pelinhas soltas.

Em jejum é melhor?

Malhar em jejum tem se tornado uma prática cada vez mais comum, em especial por pessoas que seguem dietas como o jejum intermitente. Estudo publicado pela Universidade de Cambridge, em 2015, comparou os efeitos da prática de atividades físicas em jejum noturno ou após o café da manhã. A pesquisa mostrou que a hora mais eficiente para reduzir a gordura corporal é pela manhã, em especial, pelos índices glicêmicos mais baixos. Os resultados relataram, também, que a taxa de oxidação de gordura é alta durante o exercício matinal, após jejum noturno, quando comparado com o exercício realizado após alguma refeição. A especialista em clínica médica e em nutrição funcional Sarina Occhipinti explica que a prática de atividades físicas em jejum faz com que seja liberada uma maior quantidade de hormônio do crescimento. Por isso, aumenta o transporte de ácidos graxos dos adipócitos (células que armazenam gordura), criando uma fonte de energia alternativa à ausência de carboidratos. Segundo Sarina, pesquisas apontam que exercícios aeróbicos feitos em jejum podem queimar até 20% a mais de gordura. “Quando não nos alimentamos, ficamos com menos reserva de glicogênio e a gordura passa a ser queimada durante os exercícios.” Ela ressalta, porém, que é preciso ter certo cuidado e realizar acompanhamento com um especialista. No início, recomenda-se praticar exercícios de menor intensidade, como corrida. Após uma adaptação do organismo, modalidades mais intensas, como futebol, crossfit ou musculação, podem ser liberadas.


Publicidade