Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

BH recebe competição internacional de café

Evento será realizado pela primeira vez no Brasil e faz parte da programação de feira na capital voltada para consumidores, produtores e empresários de vários segmentos


postado em 05/11/2018 05:06

Semana Internacional do Café terá cerca de 25 atrações e 160 marcas em exposição na capital mineira, a partir de quarta-feira(foto: Ophelia Espress/Divulgação )
Semana Internacional do Café terá cerca de 25 atrações e 160 marcas em exposição na capital mineira, a partir de quarta-feira (foto: Ophelia Espress/Divulgação )

 

 

 

 








O Campeonatos Mundial de Café será realizado pela primeira vez no Brasil e a cidade escolhida para sediar o evento foi Belo Horizonte. A competição se dará, de quarta a sexta-feira, no Expominas, dentro das comemorações da Semana Internacional do Café. A SIC é uma iniciativa do Sistema Faemg, Café Editora, Sebrae e Governo de Minas, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Estado de Minas Gerais (Seapa) e Codemig. Além de palestras, cursos e negociações, o encontro terá a presença de cafeicultores, torrefadores, classificadores, exportadores, compradores, fornecedores, empresários, baristas, proprietários de cafeterias e apreciadores. Durante os três dias, serão realizados cerca de 25 eventos focados nas áreas de mercado e consumo, conhecimento e inovação e negócios e empreendedorismo.

Mariana Proença, diretora de conteúdo da Café Editora, uma das organizadoras e realizadoras da SIC, garante que esta é a principal feira do setor. “Ela é realizada em BH desde 2013 e vem crescendo exponencialmente. É o maior crescimento já visto, agora com 160 marcas expositoras. Estamos esperando cerca de 20 mil visitantes, o que é um crescimento grande, com relação ao ano passado, quando tivemos 17 mil.”

Ela acredita que isso seja também por causa dos estrangeiros que estão vindo e dos campeonatos. “Estamos trazendo e sediando a maior conferência de sustentabilidade do mundo, que é a Conferência Global de Sustentabilidade do Café, que é organizada pela Plataforma Global do Café. Este ano é a primeira vez que o Brasil recebe este evento e entendemos que o setor todo já está mobilizado. Vemos isto por meio do credenciamento que está alto e 2018 está sendo um ano muito positivo para o café em termos de produção e qualidade, pois não tivemos nenhum problema climático no país.”

Maria aconselha os produtores e negociadores a participarem da SIC, por causa da grande oferta de oportunidades. “As realizações dos campeonatos mundiais também são importantes, ainda mais que é a primeira que estão sendo realizados no Brasil. Temos a possibilidade de recebermos muitas pessoas que nunca conheceram o país e ainda mais dentro de uma competição de alto nível. Estão vindo mais de 140 competidores do mundo inteiro de mais de 60 países que prestigiarão o evento e também participarão como competidores.”

ORIGENS

“Muitos deles são jovens que ainda estão em formação dentro do mercado, mas que se destacaram em seus países e a importância deles estarem aqui é exatamente para mostrar o que o Brasil tem de potencial em café, principalmente na qualidade. Eles também terão a oportunidade de visitar as origens de uma fazenda da região e além de tudo provarem os cafés da safra, que está agora no melhor momento aqui no Brasil e, quem sabe, até comprar esse café e negociar”, garante Mariana.

Ela explica que, dividido em várias categorias, o campeonato reunirá competidores que se enfrentarão no preparo e na prova da bebida. Promovidos pela World Coffee Events (WCE), entidade ligada à Associação de Cafés Especiais (ACE), os campeonatos mundiais têm como objetivo agregar a comunidade internacional admiradora do café e mostrar como o mercado pode abrigar diferentes profissionais no preparo da bebida, que é considerada a mais consumida em todo o mundo.

Os campeonatos se dividem em World Latte Art Championship, que é o desenho no café com leite, habilidade que o barista realiza em xícaras. O World Coffee in Good Spirits Championship se refer ao preparo do café com drinques alcoólicos e outros ingredientes que harmonizam com a bebida quente ou fria. Já o World Brewers Cup é a avaliação da performance do barista ao preparar um café em método filtrado à sua escolha, assim como o grão usado na competição e o resultado de sabor na xícara.

Por fim, o World Cup Tasters Championship, campeonato destinado aos provadores de café. Nesta competição, é necessário que o competidor acerte, entre três amostras, qual é o único café diferente. Depois de várias rodadas, quem adivinhar, em menos tempo, oito combinações e errar menos, será considerado vencedor.


Publicidade