Publicidade

Estado de Minas MARCA PARA AGREGAR VALOR

Banana-prata produzida no Norte de Minas é líder de vendas no mercado de frutas

Rica em fibras, potássio e vitaminas e de fácil digestão, a fruta vem se destacando por seu maior tempo de prateleira


postado em 03/08/2015 00:12 / atualizado em 03/08/2015 08:01

A banana-prata produzida no Norte de Minas é líder de vendas no mercado de frutas e tem conquistado a preferência do consumidor no dia a dia. A cultura é predominante na região, que tem condições climáticas favoráveis, com solo fértil e irrigação controlada que favorecem a produção de mais de 5,4 mil toneladas de banana por semana. Rica em fibras, potássio e vitaminas e de fácil digestão, a fruta vem se destacando por seu maior tempo de prateleira, mais saborosa e fundamental para a saúde humana. Para agregar valor à produção, produtores de sete municípios criaram, em parceria com o Sebrae, a marca Região Jaíba, que permite que o consumidor possa rastrear o produto e saber onde, quando, como e por quem ele foi produzido.


O objetivo, segundo o analista técnico de agronegócios do Sebrae Minas Cláudio Wagner de Castro, é proteger a qualidade dos produtos e garantir ao consumidor produtos confiáveis, que são produzidos dentro das normas de segurança. “Estar inserido em uma região sustentável, com produção diferenciada, e levar a história daquele produto faz com que o consumidor dê mais valor a esse produto que é diferenciado, tem mais qualidade”, afirma.

Para Saulo Bresinski, da Abanorte, levar ao consumidor a garantia de origem e permitir a rastreabilidade proporciona ganhos reais acima de 20% na comparação das frutas premium com as frutas chamadas de segunda linha. “Enquanto a gente vende o quilo da fruta melhor por R$ 1,10, o da segunda linha, que não é de má qualidade, costuma ser vendido por R$ 0,90”, explica. (FM)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade