Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas PSICOLOGIA POSITIVA

Esperança

Você precisa vencer seu medo, sair da paralisia e acreditar que você vai sobreviver. Você fará sua vida melhor'


postado em 19/04/2020 04:00




Em tempos de guerra, pensar na palavra ESPERANÇA nos traz paz. Mas como teremos esperança neste momento? São tantas mortes, medo, falta de dinheiro, fome, desemprego. As notícias são ruins sem dúvida. O medo está paralisando todos nós. Mas como combater o medo e a pandemia?

Esperança – ser realista no presente e ser otimista para o futuro. Realista, pois estamos em tempo de guerra. Necessitamos do isolamento social. Necessitamos fazer sacrifícios. Muitos já perderam seu salário, emprego e dinheiro. Mas a verdade dura nos faz temer mais do que lutar. Nesta hora difícil, precisamos então do lado otimista. Aquela vertente que acredita que podemos mudar. (Re)-inventar. RENOVAR, mudar a rota e seguir novos rumos.

Como faremos? Na Psicologia Positiva, foi estudado que aqueles que têm UM PARA QUÊ VIVER conseguem seguir a jornada mesmo diante do caos. Fizeram inúmeros estudos e em um deles, num dos incêndios da Califórnia anos atrás, seguiram as pessoas que tiveram suas casas destruídas pelo fogo por algum tempo após o acidente. Aqueles que, após o incêndio, buscavam algo peculiar, uma xícara, um retrato que lhes mostrassem algo bom que sobrou de todo o desastre; um ano depois, já estavam com sua casa própria, morando em seus próprios lares. Outros, que apenas lastimaram, um ano depois ainda se encontravam no abrigo. Desamparados.

Podemos seguir o caminho dos otimistas. Esse caminho é bom. Pessoas otimistas são realistas com a situação presente, mas são esperançosas de um futuro melhor. Acreditam que podem sobreviver a todo o turbilhão de problemas e encarar uma nova jornada. São positivas ao enfrentar o medo. Se acreditam que há um futuro melhor, lutam desde o primeiro momento. Elas sabem o que desejam, não desistem e encaram com coragem o que vier à frente. Otimistas são mais longevos, têm melhor imunidade e se tornam mais bem-sucedidos. Os estudos mostram que sabem fazer parcerias nos momentos difíceis, criam ideias e se inovam frente aos obstáculos.

Por que isso? Porque sua mente está mais calma. Diante do medo, o ser humano paralisa num primeiro momento. Isso é natural. Tememos, paramos. Mas uma pessoa pessimista se mantém refém do perigo e ali fica paralisada. Não consegue sair do lugar. Só vê o lado ne- gro. E perde a esperança. Chamamos de desamparo aprendido. Deu ruim, continuará ruim.

Mas aceitar o medo, respirar fundo. Pausar. Pensar em alternativas futuras com otimismo vai nos abrir um horizonte de possibilidades. Assim, o dono da loja que viu suas portas fecharem pode improvisar um delivery, o dono do salão de beleza, os tíquetes valendo para o futuro, o doceiro entregar encomendas em casa em pequenos kits festa em casa. INOVAR – fazer uma NOVA AÇÃO –, ser diferente e criar estratégias de sobrevivência. Coragem de mudar. Coragem de lutar por um novo lugar neste novo momento. E acreditar que dentro de nós sempre haverá a possibilidade de mudar.

Lembro-me sempre de que li algo assim... me desculpe o autor, não consigo me recordar ao certo qual, mas que dizia: “... se você tivesse apenas R$ 100 no bolso e estivesse numa cidade pequena onde não conhecesse nada e nem ninguém, o que você faria para sobrevi- ver...?”. (Autor de algum livro que já li no passado e que falava de prosperidade.)

Imagine você nessa situação? Eu me imaginei. E dei muitas risadas, pois pensei que poderia ir à escola da cidade me oferecer para dar aulas, pois adoro ensinar. Pensei depois que também poderia passar em algum restaurante e me oferecer para cozinhar, pois cozinho muito bem. Pensei que poderia me oferecer no posto de saúde para atender casos de psiquiatria, minha profissão. Nossa! Aos poucos eu já tinha ido da padaria à prefeitura fazendo de tudo!

Então, por que em vez de ter medo, não procuramos ver nossas HABILIDADES e o que podemos fazer com elas? Acredito que todos temos dons especiais, nossos talentos, que podem ser aproveitados de maneira nova. Você, seu irmão, pai e mãe podem se reinventar. Mas, para isso, é preciso respirar fundo e acreditar que você deseja superar e chegar do outro lado desta crise, que irá passar. Mas você quer chegar melhor.

Uma boa hora para se reinventar, traçar um novo caminho. RECALCULANDO A ROTA, como você desejaria viver? Aproveite a quarentena e FIQUE EM CASA já planejando a vida nova e já executando os planos, as estratégias e quem sabe já fazendo seu plano acontecer. Muita gente está aproveitando a oportunidade e lançando seu plano B, arquivado como um dia eu faço. Chegou a hora da esperança. Das infinitas possibilidades. Você precisa vencer seu medo, sair da paralisia e acreditar que você vai sobreviver. Você fará sua vida melhor. Fique em casa, descanse e acredite que dias melhores virão. Estude, faça projetos novos, recalcule a rota e prepare um futuro bem melhor.

Agora, é hora do recolhimento. Entrar e colocar a luz dentro. Ver o que você tem de melhor. E então fazer os planos para uma vida cheia de esperança.

Acreditar que você pode fazer diferente vai nos ajudar a criar um mundo melhor.

E o que você fará de diferente e será ainda melhor?

Otimista – sem medo – com esperança – vislumbra um futuro positivo. Saia da paralisia. Acredite que você tem um futuro brilhante. Foca no propósito da sua vida e segue lutando. Ação e desempenho trazem a vida nova.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade