Publicidade

Estado de Minas NEGÓCIOS

Buzz Marketing cada vez mais importante para posicionamento de organizações

Mudanças no comportamento dos clientes e acesso fácil a meios digitais tornam o marketing boca a boca ainda mais influente. Fundamental ter clientes defensores


12/06/2022 06:00 - atualizado 10/06/2022 11:24

Marketing
(foto: Pixabay)

Criar e manter clientes é o desafio maior do marketing. Tudo o que as empresas precisam fazer é criar um ambiente, uma circunstância, em que as pessoas se sintam bem ao se relacionar com elas. Seja qual for o segmento de negócio, os clientes, ao procurá-las, querem sentir confiança, tranquilidade, aspiram se ver protegidos, sem arrependimentos ou dissonância cognitiva.

O professor Seth Godin comenta que o marketing que funciona é aquele que as pessoas escolhem prestar atenção. As organizações devem se dedicar plenamente a se conectar com as pessoas, oferecer seus produtos ou serviços, de forma a criar percepções emocionais positivas e duradouras. E isso não é uma tarefa fácil e nem que pode ser feita isoladamente. É preciso contar com as várias ferramentas de marketing.

Sempre existiu o chamado marketing boca a boca. Um cliente sempre comenta com o outro da família ou amigo alguma experiência positiva que ele teve ao comprar algo, ou ser atendido em uma empresa. As pessoas, então, vão em busca dessa experiência e querem encontrar algo semelhante ao que lhe contaram. Sendo a experiência positiva também, ele repassa para outros amigos, vizinhos, e assim por diante. A questão é que as experiências ruins também passam pelo mesmo processo e, nesse caso, as informações correm mais depressa e para mais pessoas.

Cabe às empresas ter consciência de marketing e saber que o seu grande desafio é manter esse sistema natural de comunicação sempre positivo, fazendo o máximo para que isso ocorra.

Aí é que entra de maneira planejada o chamado Buzz marketing. O "Buzz" é da língua inglesa e significa criar estímulo, animação, cochicho, "zumbido". Ele é um tipo de estratégia de marketing que visa fazer a empresa se tornar assunto, ter o seu nome nos diversos ambientes de mercado, de forma a transformar muitos clientes em seus vendedores, seus porta-vozes e, ainda mais, os seus defensores.

O sucesso com o uso do buzz marketing é o sonho de muitos profissionais de marketing. Essa metodologia de atuação no mercado permite um baixo investimento, um amplo alcance através das mídias sociais, ajuda na credibilidade que o consumidor transmite na empresa, e avaliza a compra de outras pessoas.

Para praticar o buzz marketing é preciso que se desenvolvam várias ações atrativas capazes de surpreender os clientes. É importante dizer algo diferente do que aquilo prometido pelo concorrente, criar curiosidade em torno da marca, superar as expectativas das pessoas, e todas as táticas possíveis para manter sempre uma imagem positiva.

Independentemente do perfil do público alvo, as pessoas buscam fontes confiáveis para lhes facilitar a tomada de decisão de compra. O autor McConnel comenta que 92% do público confia em recomendações de amigos e parentes, e que isso supera o poder da propaganda e da publicidade. Eu sempre comento nas palestras que isso tem que ser considerado pelos estrategistas de marketing das organizações, seja qual for o seu tamanho, ou segmento.

É questão sine qua non que as empresas trabalhem focadas em criar relacionamentos legítimos com os seus clientes. Tudo deve ser planejado para que esses clientes se transformem em defensores da marca. Essa forma de atuação deve fazer parte da filosofia de marketing da empresa.

Organizações que conseguem criar "adotantes da marca" tendem a aumentar esse reconhecimento por parte de mais clientes, atrair novos, e, nesse esforço, conseguem aumentar as suas vendas. Em um círculo virtuoso, melhoram e espargem ainda mais o seu conceito no mercado.

Quando se trata de defensores da marca de uma empresa, tem-se como peças-chaves os clientes, os potenciais clientes, e também os colaboradores. O buzz marketing tem o poder de gerar confiança no produto e alcançar mais pessoas.

Principalmente após o acesso fácil às redes sociais, as pessoas têm totalmente ampliada a sua capacidade de criar mensagens e relacionamentos, ampliando profundamente a sua zona de influência. Daí a necessidade cada vez maior de as empresas administrarem o seu posicionamento de mercado.

O buzz marketing precisa ter a devida atenção das organizações, e os seus profissionais de marketing não podem adiar a inserção desse tipo de metodologia de atuação em suas empresas.

Se a sua empresa não pratica o buzz marketing de forma estruturada, é recomendável começar agora, pois ele faz parte do processo fundamental de atuação do marketing.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade