Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MARKETING

Por que as empresas devem dar maior atenção e explorar melhor a sua marca

Chegou o momento de a empresa criar, manter, aprimorar e proteger legalmente a sua marca


28/02/2021 06:00 - atualizado 26/02/2021 15:52

'É efetivamente a marca que torna a empresa conhecida, muitas vezes estimada e até mesmo defendida pelos diversos públicos'(foto: Pixabay/Reprodução )
'É efetivamente a marca que torna a empresa conhecida, muitas vezes estimada e até mesmo defendida pelos diversos públicos' (foto: Pixabay/Reprodução )
O verdadeiro valor de uma empresa está na sua marca. É ela que verdadeiramente permite uma avaliação real. Os ativos são fundamentais, mas, nada supera o poder da marca que a empresa representa na mente dos clientes e consumidores. Em marketing chamamos de Brand Equity o principal valor que a difere de seus concorrentes.   
Para que um produto/serviço seja comprado, ele precisa, primeiramente, ser conhecido e reconhecido pelo público-alvo e também pelos públicos indiretos. A marca é uma espécie de DNA das organizações. É ela que a separa de outros concorrentes na mente das pessoas. Os valores oferecidos precisam ser direcionados e reconhecidos como sendo de uma empresa específica. A marca cria a diferenciação e faz com que uma empresa seja facilmente reconhecida.

Qual o primeiro passo para se criar uma marca? Sempre recomendo que a empresa comece por escolher um nome de fácil percepção e memorização por parte dos públicos. Nomes grandes, de difíceis de falar, de lembrar e de escrever certamente vão exigir um esforço muito maior por parte do marketing das empresas. 

Um segundo passo é que ele seja curto, facilmente associado ao negócio da organização, de fácil memorização e agradável de falar. Ele precisa ter características  que façam as pessoas vê-lo de forma simpática e até mesmo se sentirem à vontade, íntimas dele, ao ponto de o indicarem a outras pessoas e até mesmo defende-lo.

Outro passo importante é de alguma forma criar um slogan que se fixe agradavelmente na mente dos consumidores, e que ao ser apresentado nos meios de comunicação, automaticamente, sejam associados positivamente à empresa. A origem do termo “slogan” remete aos gritos de guerra de tribos escocesas usados para reunir os combatentes. 

Slogans famosos são a prova de que eles podem tornar a vida das empresas mais fácil. Exemplos tais como: Bombril: “mil e uma utilidades”; Doril: “tomou Doril a dor sumiu”; Tim, “viver sem fronteiras”; Toddy: “sabor que alimenta”; Nike: “Just do it” (simplesmente faça); Apple: "Think diferent (Pense Diferente)”; Whisky Johnnie Walker: “Keep Walking” (continue caminhando), e milhares de outros. Um slogan também pode ter repercussão local e gerar muitas vendas em pequenas e médias empresas.  

A marca tem a função de criar uma forte diferença da concorrência. Ela precisa ser única, inconfundível e ir além do óbvio, o que exige criatividade para ser admirada pelas pessoas.

É claro que para se ter uma marca forte a organização precisa ter produtos ou serviços que efetivamente sejam muito bem avaliados pelos clientes. É questão elementar que todas as exigências dos clientes sejam atendidas. Muitas empresas podem fazer isto, mas, o diferencial de algumas as tornam diferentes e aí entra a força da marca. Primeiro é preciso oferecer algo com valor agregado e depois fortalecer a marca. 

Gosto muito da estratégia de associar a marca a momentos positivos. Neste ponto a propaganda entra de maneira fundamental no processo. Mostrar famílias felizes utilizando o produto, pessoas sendo surpreendidas com a solução que o produto oferece, são alguns exemplos

Outra estratégia importante é o que chamamos de co-branding, em que as empresas buscam vincular a sua imagem a eventos especiais, que levam o público a fazer associações positivas.  Neste faz-se uma veiculação da marca a eventos esportivos, shows, e outros eventos especiais.  

Veja como a marca tem um poder enorme para as organizações. É efetivamente a marca que torna a empresa conhecida, muitas vezes estimada e até mesmo defendida pelos diversos públicos, em particular os seus clientes.

Sempre aconselho que as organizações, ao perceberem um crescimento e aceitação de sua marca busque registrá-la junto aos órgãos específicos para garantir que ela não seja usurpada por outras empresas, ou mesmo aproveitadores. 

Faça uma avaliação ainda hoje de como está o valor da sua marca agora e quais as probabilidades de ela crescer nos próximos anos. Busque definir uma boa logomarca e atualizá-la sempre que as mudanças de mercado exigirem. Vale a pena contratar empresas especializadas, sempre com o cuidado de não deixar perder a sua essência, já reconhecida pelos diversos públicos.

Se você ainda não faz isso, é o momento ideal para você dar total atenção à sua marca! Sucesso!  

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade