Publicidade

Estado de Minas OPINIÃO SEM MEDO

Taxar os ricos eles querem. Cortar as mordomias, não. Políticos vagabundos

Começou a temporada de caça ao dinheiro de quem trabalha e produz, para sustentar os parasitas do Poder público


22/01/2022 07:23 - atualizado 22/01/2022 07:36

Vista aérea da Esplanada dos Ministérios
Esplanada dos Ministérios: 'Há décadas, senão séculos, produzem leis para si e os seus, para enriquecer e escapar da justiça' (foto: Agência Senado)
Eu tenho verdadeiro asco, profundo nojo de 99,9% da classe política brasileira. É um bando de velhacos oportunistas que, há décadas, senão séculos, produz leis para si e os seus, para enriquecer e escapar da justiça, mantendo-se indeterminadamente no comando da nação, tornando a vida da classe média um inferno e a dos pobres, um cruel martírio humano. Essa gente imunda não vale o esterco que produz após a morte - para piorar, vivem muito os desgraçados.

Os parasitas do sangue, do suor e das lágrimas da iniciativa privada (trabalhadores, empresários, profissionais liberais, etc.) não conhecem crises econômicas e desemprego. Só conhecem verbas, negociatas, benefícios indecorosos, estabilidade e muita, mas muita impunidade. Aproveitam-se da boa fé, estupidez, ingenuidade, ausência de escolaridade, baixa politização e, infelizmente, falta de consciência social da população para manter intacto seu sistema de castas.

A cada nova eleição, o mesmo blá blá blá cretino e mentiroso de sempre. E as mesmas promessas que jamais serão cumpridas, mas repetidas com fervor, a fim de engabelar mais um pouco os eleitores idiotas (novos e velhos), que lhes conferem os votos necessários para a continuidade do círculo vicioso e perverso de usurpação da riqueza alheia em causa própria. O pior: a cumplicidade entre vítimas e algozes beira a escravidão voluntária, para dizer o mínimo.

MAIS IMPOSTOS


Toda nova eleição é campo fértil, sobretudo para populistas de esquerda, para o fomento da luta de classes. Lá estão novamente Lula e Ciro Gomes a defender uma tal ‘taxação dos ricos’. Lembrando que o meliante de São Bernardo e seu bando de corruptos ficaram dezesseis anos no poder e não propuseram nada disso. Ao contrário. Serviram-se da riqueza ao fastio - e à prisão, hehe. O fato é que estes cretinos atiram pobres contra ricos para se manterem esquecidos.

Em primeiro lugar, quem são os ricos neste país miserável? As camadas mais altas do funcionalismo público, por exemplo, se enquadram neste conceito? Ciro Gomes e Lula recebem fortunas (se comparadas à média da população brasileira) para não trabalhar; só fazem campanha política. Seriam atingidos pela tributação dos mais ricos? Aliás, se forem, tudo bem, né? Basta aumentar as próprias retiradas, já que quem as paga somos nós, os servis otários de sempre.

Retoricamente falando, é claro, o cartão corporativo da Presidência será taxado? As emendas secretas? As verbas de gabinete? Os auxílios-isso e auxílios-aquilo? E os super salários, as aposentadorias especiais e o acúmulo de duas, três remunerações diferentes? As rachadinhas, as mansões, os panetones de chocolate serão tributados também? Ah, o fundão eleitoral bilionário irá pagar mais impostos? Ou só os ‘mais ricos’ mesmo, hein, Lula? Hein, Ciro Gomes?

VAGABUNDOS


Vocês não têm vergonha nessas caras grotescas, não? Claro, eu sei que não têm. Pergunto porque ambos sabem que os brasileiros carregam o Estado nas costas, como burros de carga, e já não suportam o peso há tempos. Peso, aliás, que não traz benefício algum. Os ‘malditos’ ricos pagam pouco imposto, é isso? Vocês lembram, seus picaretas safados, que eles pagam duas vezes, já que escola, plano de saúde, segurança, etc. têm de contratar de forma particular?

Não, ricos não pagam pouco imposto, não. Pagam muito! Muitíssimo. Ocorre que, não graças a vocês, lhes sobra muito dinheiro ainda. Dinheiro ganho de forma honesta - na maioria absoluta das vezes - e trabalhando muito. Correndo riscos. Sacrificando a família. Adoecendo e lutando contra um Estado ineficiente, obeso mórbido, corrupto, entupido de fisiologistas e corporativistas cretinos, dirigido por burocratas infantis, rancorosos e egoístas sem qualquer noção da realidade.

Se 40% da renda da sociedade ainda lhes parecem pouco, a culpa não é dos ricos; a culpa é de vocês. E a pobreza tem de ser combatida com o trabalho eficiente (de vocês!!) e a redução drástica de despesas (de vocês!!). Chega de espetar no lombo alheio um custo que não o pertence. Chega de enganar os pobres dizendo que a culpa pela vida triste que levam é do rico. Até porque, nessas horas, vocês, cínicos asquerosos, não são ricos, né? Na boa. Tem de ser muito, mas muito FDP para ser o que vocês são. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade