Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Comportamento

Mudanças

'Muitos eleitores votam sem consciência'


22/11/2020 04:00


 
Novos ares parecem ter surgido com a eleição do último domingo. Aos poucos, vai-se mudando o perfil das câmaras e das prefeituras, o que acabará chegando aos outros níveis do Legislativo em dois anos. Mesmo que muitas cadeiras ainda sejam ocupadas por extremistas ou por políticos dos velhos partidos repaginados apenas por ter ganho novos nomes ou ainda por sabermos que muitos eleitores votam sem nenhuma consciência e muita inconsequência, evoluímos em nossos valores.
 
Os que se negam a aceitar a força da diversidade em sua vida privada terão que lidar com ela socialmente e sofrerão todas as consequências de viver num mundo que caminha, mesmo que a passos bem lentos, para não aceitar mais a exclusão levando em conta raça, gênero, sexo, deficiências e tantas outras características que por muito tempo insistimos em mantê-las em níveis inferiores. Inferiores a quem? Aos que a sociedade decidiu serem os superiores.
 
Mudanças que ocorrem de fato vêm de caminhadas longas que consomem muito tempo e uma variedade grande de expe- riências. Mesmo quando sofremos um trauma repentino e tomamos novos rumos de uma hora para a outra, algo em nós já vinha nos preparando para tal.
 
O que nos incomoda é que temos pressa. Gostaríamos de ter visto uma mudança radical na política, mas só a teremos quando socialmente a maioria de nós estiver modificada. Não foi o que vimos com Duda Salabert, que não apenas foi eleita, mas também foi a mais votada para a Câmara Municipal de Belo Horizonte? Eu, que nasci no início da década de 60, se não acreditasse na crescente evolução do pensamento e comportamento humano, jamais imaginaria ver isso acontecer e ser comemorado. Bravo!!!
 Estamos no caminho, cheio de obstáculos e de tropeços. Muitas vezes, desanimamos porque não vemos os resultados de nossa luta, mas com certeza novos tempos estão sendo plantados e outros irão colher.
 
Por exemplo, até outro dia mesmo, ninguém sabia ao certo para que servia uma faixa de pedestre. Hoje, ainda há quem nem sequer as enxergue, mas não é mais a maioria. Muitos ainda precisam que o motorista do lado pare para dar passagem a um pedestre e por isso acabam parando também, nem que seja movidos pelo constrangimento.
Aprendizado é assim. Precisamos exercitar muito para entender o valor da educação, daquilo que nos está sendo passado através do exemplo. Com tempo, calma e às custas de muita paciência por parte daqueles que estão aqui para nos ensinar.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade