Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas FORA DA CAIXA

Nova metodologia ajuda empresas a passar por transformação exponencial

Livro apresenta o passo a passo para empreendimentos, sejam tradicionais ou nascidos digitais, aproveitarem oportunidades por meio de um processo batizado de ExO Sprint


postado em 13/07/2019 06:00 / atualizado em 13/07/2019 10:00



Se adaptar à aceleração da mudança tecnológica é um grande desafio para pessoas e empresas. O livro best-seller “Organizações Exponenciais, do estrategista norte-americano Salim Ismail, explicou sobre o surgimento de um novo tipo de organização, a exponencial, também conhecida como ExOs (do inglês, Exponential Organizations). Agora, o livro “Transformações Exponenciais” - também de Ismail, além de Franscico Palao Reinés e Michele Lapierre - apresenta o passo a passo para empreendimentos, sejam tradicionais ou nascidos digitais, aproveitarem oportunidades por meio de um processo batizado de ExO Sprint.  

Autor do prefácio da edição nacional e fundador da Mirach Ventures, autorizada pela OpenExO a aplicar o método no Brasil, Francisco Milagres participou do lançamento da obra em Belo Horizonte. Em uma entrevista exclusiva, ele destacou que o sucesso na era digital só é alcançado quando existe uma mudança de mentalidade, pois as organizações estabelecidas de acordo com modelos tradicionais possuem um bloqueio contra a inovação, como um sistema imunológico.

ExOs são novas empresas que adotaram uma forma diferente de fazer negócios e observaram um rápido crescimento em um curto período de tempo: capacidade de escalar o mercado cerca de 10 vezes mais rápido do que seus concorrentes. Se compararmos, por exemplo, as 500 maiores empresas americanas tradicionais levaram em média 20 anos para atingir o valor de mercado de 1 bilhão de dólares. As exponenciais têm conseguido esse feito em menor tempo - Google com 8 anos, o Facebook com quase 6 anos, o Uber e o Whatsapp com apenas 2 anos.


Frase da semana

“Estamos tratando de inclusão e de diversidade com muito cuidado, carinho e respeito. Podemos ser um exemplo de empresa, no setor de mineração, no Brasil”, afirmou Ana Sanches, diretora de Finanças da Anglo American, que acaba de ser aceita pela Organização das Nações Unidas (ONU Mulheres) como empresa signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres. 

Destaques

Tecnologia Cervejeira - A terceira edição do Festival de Cerveja Artesanal de Ouro Preto (OuroBier) contará este ano com a realização do 1º Fórum de Tecnologia Cervejeira. A iniciativa é resultado da cooperação com a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), por meio da Escola de Nutrição e o Programa de Pós-graduação em Biotecnologia do Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas. As palestras e oficinas serão na própria UFOP, entre 24 e 26 de julho. As inscrições podem ser feitas pelo site ourobier.com.br.

Negócio colaborativo - Com cinco unidades em São Paulo e quatro em Brasília, a Endossa inaugura hoje em Belo Horizonte ampliando um modelo de negócio que é sucesso nas cidades onde já opera: uma loja colaborativa. Centro e três marcas já garantiram espaço no endereço da capital mineira (Rua Sergipe, 1179, Savassi). Estarão reunidos ali produtos de diferentes áreas, como roupas, acessórios, artigos para casa, papelaria, artesanato e design. A iniciativa permite que pequenos negócios compartilhem os custos, divulguem e comercializem seus produtos. Saiba mais em endossa.com

550

É o número aproximado de fintechs (startups da área financeira) no Brasil, de acordo com estudo recém-publicado pelo Distrito Dataminer. Em 2015, eram 56, segundo o FintechLab. Os maiores segmentos dentro dessa indústria são meios de pagamento (20%), crédito (15%), backoffice (12%), risco e compliance (9%) e criptomoedas (7%), entre outros.


Publicidade