Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Coluna social


postado em 16/02/2020 04:00

FLASH
O senador Antonio Anastasia discursando na tribuna do Parlamento do Azerbaijão(foto: Embaixada do Brasil/Divulgação)
O senador Antonio Anastasia discursando na tribuna do Parlamento do Azerbaijão (foto: Embaixada do Brasil/Divulgação)


GLOBE TROTTER
COM LOUVOR

O senador Antonio Anastasia, que há pouco trocou de partido – passou do PSDB para o PSD –, está se tornando um dos maiores globe trotters do Senado, tudo por ser integrante da Comissão de Relações Exteriores da casa. Em janeiro, Anastasia esteve na África e Oriente Médio em visita ao Egito, Jordânia e Israel. Este mês, foi ao Azerbaijão a convite do governo e do Parlamento daquele país. Acompanhou as eleições presidenciais e as apurações, tendo se reunido com o presidente da Assembleia Nacional, Valeh Aleskerov, e com o presidente do grupo parlamentar Azerbaijão-Brasil, Aisem Mollade. Foi devidamente acompanhado pelo embaixador do Brasil em Baku, Manoel Montenegro. Já está de volta ao dia a dia do Senado.

JÂNIO QUADROS
POLÊMICO E BURLESCO

A data de hoje marca o 28º aniversário da morte de Jânio Quadros, o mais polêmico, burlesco e desvairado presidente da República que teve o Brasil. Seu curtíssimo mandato durou apenas sete meses, fato devido ao maluco pedido de renúncia aceito rapidamente pelo Congresso Nacional, o que o deixou a ver navios. Sem falar nos dois mandatos como prefeito da capital paulista e o mandato de governador de São Paulo. 

Apenas os decretos que baixou nos poucos meses em que exerceu a Presidência da República dão para encher sua biografia. Com relação a Minas Gerais, anulou as concessões de exploração das enormes jazidas de minério de ferro dadas à norte-americana Hanna, fazendo-as retornar ao estado. Seu objetivo máximo era combater a corrupção.
>>>

Entre outras loucuras, Jânio Quadros condecorou Che Guevara (o que despertou o ódio dos militares), além de proibir a briga de galos, o lança-perfume e o biquíni nos concursos de miss. Recebeu o agente da KGB Alexander Alexeyev no Palácio do Planalto, comprometendo-se a restabelecer as relações do Brasil com a União Soviética. Jânio só governava por bilhetinhos. Um de seus planos mais espantosos era invadir a Guiana Francesa e incorporar seu território ao Brasil.
>>>

Por outro lado, fez coisas palatáveis. Tomou as primeiras medidas polêmicas para a reforma agrária; criou as primeiras reservas de terras indígenas, o Parque Nacional do Xingu e outros parques ecológicos; no transporte público, queria implantar ônibus de dois andares ao estilo dos londrinos; acabou com o subsídio do câmbio; controlou a remessa de lucros das empresas estrangeiras. Depois de sua morte, descobriu-se, por meio do inventário, que era proprietário de 66 imóveis e tinha fortuna de US$ 20 milhões em uma conta na Suíça. Et voilá.

DOAÇÃO
SÓ US$ 4 MILHÕES

Vejam vocês como são as coisas. Acabamos de receber e-mail do pastor evangélico Charles Jackson, da Carolina do Norte, EUA, comunicando que o colunista receberá US$ 4 milhões, pequena parte da fortuna de US$ 344 milhões que o doador recebeu. Com essa medida, Jackson espera que o dito cujo colunista seja feliz com a família. A intenção é ajudar as pessoas dentro de seu projeto de caridade. Comunica também que se mudou para Queensland, na Austrália, a fim de evitar pagar direitos sobre a fortuna nos EUA. Para que a doação seja recebida, é preciso que o colunista envie uma série de informações e dados importantes sobre sua pessoa. Informamos que, infelizmente, não poderemos aceitar a oferta de Mr. Jackson, pois há anos fizemos voto de pobreza. Por isso, o colunista sugere que os US$ 4 milhões sejam doados à campanha de Mr. Donald Trump à reeleição. A fortuna estará muito melhor empregada.

BUROCRACIA
ATÉ A MELATONINA

O engenheiro e economista Hélio Coutinho Beltrão, filho do saudoso ex-ministro do Planejamento e ex-presidente da Petrobras Hélio Beltrão, em artigo na imprensa paulista, condena – a exemplo do pai – o excesso de burocracia no funcionalismo federal, que continua a cometer bobagens sem parar, prejudicando os brasileiros. Cita o órgão federal Anvisa, que controla os remédios, como campeã no setor. Entre outras, ela proíbe a venda nas farmácias de melatonina, substância para distúrbios do sono e diabetes que há anos é vendida livremente nos EUA e na Europa.

>>>

Beltrão cita também a proibição do uso do relógio digital da Apple, que mede na hora os impulsos elétricos do coração para detectar arritmias e normalidades. Condena a proibição da balança de carga em movimento, que poderia facilitar a vida dos caminhoneiros, evitando longas paradas nas estradas. Enfim, são tantas as proibições indevidas no Brasil que dá até canseira.

TESTOSTERONA
CONGRESSO EM PRAGA

Luiz Otávio Torres, urologista de BH e presidente da International Society of Sexual Medicine (ISSM), acaba de regressar de Praga, na República Tcheca, onde participou do congresso da European Society of Sexual Medicine, que contou com especialistas de todo o mundo. Fez uma série de conferências, uma delas sobre a reposição hormonal com testosterona envolvendo a segurança da próstata. Comprovou a tese de que esse método é inteiramente seguro. Em setembro, Torres transfere a presidência da ISSM.

LITERATURA
FLIPOÇOS 2020

Apesar de o já famoso Festival Literário Internacional de Poços de Caldas (Flipoços) estar marcado para 25 de abril a 3 de maio, quando festejará seus 15 anos, a organização informa que a lista de escritores de destaque está praticamente pronta. A última conquista foi a historiadora Mary del Priore, vencedora de três prêmios Jabuti, que será uma das palestrantes. O tema do Flipoços é “Mulher e literatura, da poesia ao poder”. Inflação de escritoras em Poços.

BANCÁRIO
PROFISSÃO DE RISCO

Em 2019, grandes bancos fecharam 430 agências no país. E ameaçam fechar mais, tanto para redução de despesas, a fim de terem mais lucro, quanto por força das inovações tecnológicas (operações digitais, etc). O Itaú fechou 200, o Bradesco mais de 100. Outro tanto fizeram o Banco do Brasil, o Safra, etc. E por aí a coisa vai. A profissão de bancário continua uma ocupação de risco. O alarmante é que o Bradesco pretende fechar 300 agências só este ano. E aí, como é que fica?

EUCALIPTO
TECNOLOGIA PRÓPRIA

A Celulose Nipo-Brasileira (Cenibra), que em setembro comemora seus 47 anos de fundação em Belo Oriente, no Leste de Minas, há tempos vem usando clones (mudas) de eucaliptos produzidos em seu programa de melhoramento genético. O curioso é que o processo dura 18 anos – da polinização à utilização de clones para o plantio. O objetivo seria fazer com que os eucaliptos plantados com essa técnica floresçam em apenas três meses, enquanto o tempo normal é de dois a três anos.

ATAQUE HOLANDÊS
OLINDA E RECIFE

Na data de hoje completam-se 390 anos da vitória da frota holandesa do almirante Hendrick Lonck, com 65 navios e 7.780 soldados, sobre as tropas portuguesas e brasileiras em Pernambuco. Em 14 de fevereiro de 1630, os holandeses conquistaram Olinda e no dia 16 tomaram Recife. Pouco depois, veio da Europa o príncipe Maurício de Nassau (que era alemão, não holandês) para administrar a colônia. Fez maravilhas, mas os holandeses só ficaram em Pernambuco até 1654. Tem gente que até hoje lamenta que tivessem permanecido apenas 24 anos no Brasil. E vocês, o que acham?

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade