Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Hoje é o Dia Nacional da Luta dos Povos Indígenas

Índios contestam o projeto de lei assinado pelo presidente Jair Bolsonaro para regulamentar a mineração, a produção de petróleo e gás e a geração de energia elétrica em suas terras


postado em 07/02/2020 04:00

(foto: Carl de Souza/AFP)
(foto: Carl de Souza/AFP)

Hoje é o Dia Nacional da Luta dos Povos Indígenas. A data, realmente, marca intensa luta, tendo em vista a atual política do governo federal, que pretende, em nome do lucro, da exploração comercial, da ação predatória e da chamada política desenvolvimentista, invadir e praticamente acabar com as terras indígenas, inclusive onde vivem índios que jamais tiveram contato com a civilização. Na quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro assinou projeto de lei para regulamentar a mineração, a produção de petróleo e gás e a geração de energia elétrica em terras indígenas. Se for posta em prática essa política “desenvolvimentista”, sem saber se há de fatos reservas minerais rentáveis em terras indígenas, terá como primeira consequência o enorme aumento do desmatamento.

• • •

Obviamente, haverá invasão de florestas virgens em escala jamais vista. A Amazônia se transformará em nova África colonial. A política federal viola tratados internacionais sobre regiões selvagens. Curiosamente, o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), no ano passado, ao opinar a respeito da questão, afirmou que jamais constou dos objetivos das empresas do setor a prática da mineração em terras indígenas protegidas.

UNIÃO EUROPEIA
ANIVERSÁRIO DE MAASTRICHT

Enquanto o Brexit, desligamento do Reino Unido da União Europeia (UE), foi por muito tempo o assunto do dia na mídia, hoje comemora-se, nos 26 países da União Europeia, o aniversário de 28 anos da assinatura do Tratado de Maastricht. O acordo criou a entidade, formada inicialmente por 12 nações da Velha Europa, reunindo inclusive “perpétuas” inimigas – Alemanha, França e Reino Unido.

• • •

O sonho utópico da união da Europa em favor da paz e da riqueza econômica vinha sendo objeto de estudos e campanhas há muito tempo. Finalmente, concretizou-se em 7 de fevereiro de 1992 e entrou em vigor em novembro de 1993. Junto do tratado foi estabelecida a criação do euro, a moeda única do grupo. Hoje, em Bruxelas, haverá comemorações do aniversário do tratado, sem a presença da Grã-Bretanha, filha ingrata que deixou o lar paterno da UE.

PAULINELLI
PROFETA DO MILHO

Anos atrás, em um encontro de ruralistas, o engenheiro-agrônomo mineiro Alysson Paulinelli, ex-ministro da Agricultura, fez a previsão de que o Brasil se tornaria o maior produtor de milho e o maior exportador mundial desse cereal. Poucos acreditaram. Quando o Brasil começou a exportar milho, os Estados Unidos exportavam o dobro do país.

• • •

Pois bem. Em 2019, o Brasil se tornou o maior exportador de milho do mundo. Vendeu 42,7 milhões de toneladas, contra 41,3 milhões de toneladas comercializadas pelos Estados Unidos. Os americanos não estão nem acreditando. Aliás, no momento, o Brasil é o maior exportador mundial de café, suco de laranja, soja, carnes, açúcar e, agora, milho.


CORREÇÃO
NO HARD ROCK STADIUM

Na foto publicada pela coluna na edição de terça-feira, saiu o nome de Eduardo Mendes ao lado de Alexandre Birman na entrada do Estádio Hard Rock, em Miami, no dia do Super Bowl. Na verdade, quem está com Alexandre é o empresário paulista Renato Ometto, marido de Milena Penteado Ometto, que atua no Grupo Arezzo. A propósito, Alexandre Birman, na terça-feira, já estava em Nova York participando do badaladíssimo baile beneficente da Emfar, entidade que patrocina pesquisas contra a Aids. Mais detalhes dopo.


COPACABANA PALACE
BAILE DA VOGUE

Na noite de hoje, os salões do Copacabana Palace voltam a ser movimentados em grande estilo com o Baile da Vogue, uma das mais badaladas festas pré-carnavalescas do país, que geralmente acontecia em São Paulo e faz sua estreia no Rio de Janeiro. Promoção da revista de moda Vogue, o encontro reúne as mais famosas modelos do país, figuras da televisão e do mundo artístico, além de socialites em cartaz. O baile de gala, que ganhou o nome de Jardim das Delícias, terá show de Ivete Sangalo e mineiros na pista.

JANTARES
PAUTA MUNDANA

Na sempre agitada pauta de sexta-feira à noite, está em foco o jantar do empresário Federico de Monterotondo em sua casa, em Nova Lima. No Automóvel Clube, a socialite Lilian Furman abre a série de jantares dançantes de 2020. O encontro será no Salão Verde. Música de Ênio Bretas. A empresária Maria José Capanema, uma das mais ativas anfitriãs da cidade, abre os salões de seu apartamento, em Lourdes, para um jantar à base de frutos do mar.

REGGAE
THE WAILERS EM BH

Já foram colocados à venda os ingressos para a apresentação única que a banda The Wailers, o mais expressivo conjunto de reggae do Caribe, fundada pelo lendário Bob Marley, fará em 26 de março, no Sesc Palladium, em BH. Os atuais componentes da banda, criada em 1962, são Aston Barret, Al Anderson, Earl Lindo e Donald Kinsey. Show às 21h.

TIM
DIRETOR DE BH

A Tim Brasil, subsidiária da multinacional italiana Telecom, está agora com novo diretor de vendas para a Região Sudeste. Trata-se do belo-horizontino Daniel Soares de Oliveira, profissional com mais de duas décadas de atuação no setor de telecomunicação. A executiva Silmara Máximo é a nova diretora nacional de sales consumer e SMB da Tim Brasil. Chefia equipe de 2,9 mil funcionários.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade