Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Japonês vence concurso de poesia em homenagem a Adélia Prado

Concurso promovido pela Academia Feminina Mineira de Letras também contou com as categorias crônica e conto


postado em 06/11/2019 04:00

Japonês vence concurso de poesia em homenagem a Adélia Prado(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press %u2013 28/617)
Japonês vence concurso de poesia em homenagem a Adélia Prado (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press %u2013 28/617)

Adélia Prado
Poesia, Crônica e Conto

A Academia Feminina Mineira de Letras promoveu recentemente o concurso literário Adélia Prado – Poesia, crônica e conto, homenagem à poetisa e contista mineira de Divinópolis. Houve participação de poetas e escritores tanto do Brasil quanto do exterior. A solenidade de premiação dos vencedores do certame será realizada no próximo dia 12, na Academia Mineira de Letras, às 15h. Informa a presidente da Academia Feminina, Maria Elisa Chaves Machado, que, curiosamente, o vencedor do setor de poesia do certame foi um poeta do Japão. Se o poema vencedor foi escritor em japonês, inglês ou em português, a presidente Chaves Machado não informou.


O compositor Pacifico Mascarenhas, de violão em punho, posando junto à sua estátua, inaugurada na entrada do Centro Cultural do Minas Tênis Clube (foto: Minas Tênis Clube/Divulgação)
O compositor Pacifico Mascarenhas, de violão em punho, posando junto à sua estátua, inaugurada na entrada do Centro Cultural do Minas Tênis Clube (foto: Minas Tênis Clube/Divulgação)



Metrô
Quosque tandem?

Que o tráfego em BH continua se agravando a cada dia que passa é afirmação ociosa. A respeito de uma futura solução para o problema do trânsito, os belo-horizontinos imaginativos lembram que a expansão do metrô de BH, que poderia ajudar a minorar a questão, tornou-se um objetivo que parece ter sido transferido definitivamente para as calendas gregas. Nessa área, por acidente de percurso, o colunista leu em publicação técnica francesa que os metrôs de Xangai e de Pequim, hoje os maiores do mundo em extensão – o de Xangai tem 676 quilômetros e o de Pequim, 628 – continuam expandindo suas linhas. Tudo bem. Na continuação, vem a informação de que, além dos 17 serviços de metrô em operação em grandes cidades chinesas, o governo de Pequim está implantando metrôs em outras 36 cidades do país. Obras aceleradas, inaugurações em cadeia. Empreendimento dessa monta nem nos Estados Unidos. Aí como é que se faz? Em BH, em um momento qualquer, esse entrave vai ter de ser enfrentado. Quando é que não se sabe. Será que há alguma luz começando a aparecer no fim do túnel? 

No Senado
Revolução de Veludo

O senador Antonio Anastasia, na condição de vice-presidente do Senado Federal, inaugurou ontem no salão nobre da instituição uma exposição comemorativa dos 30 anos da Revolução de Veludo, movimento popular registrado em novembro de 1989 na antiga Tchecoslováquia, que derrubou o governo comunista no país. A mostra foi realizada em associação com a embaixada da República Tcheca no Brasil e contou com a presença da embaixadora tcheca, Sandra Linkensederová, e da conselheira Jana Dzanibekova. A Revolução de Veludo é curiosa, pois atingiu seu objetivo com uma série de manifestações monstros do povo tcheco nas ruas de Praga contra o governo comunista, em que os confrontos foram mínimos.

PFI Investimentos
Painel sobre Juros Baixos

O economista Eduardo Guardia, ex-secretário da Fazenda de São Paulo e ex-ministro da Fazenda do governo Temer, virá a BH na próxima terça-feira, 12 de novembro, para a inauguração do escritório da PFI Investimentos, na Savassi, financeira que atua junto com a Portofino Investimentos. No evento, será realizado o painel “Desafios e oportunidades em um ambiente de juros baixos e reformas”. Tema interessante. Guardia é o atual CEO da BTG Pactual Asset Management, tido como um administrador sério. No tempo em que foi ministro, era detestado pelos políticos devido à sua rigidez em aprovar liberação de verbas. Recentemente, falando sobre inflação, disse: “Não adianta inflação baixa se não tem emprego”.

Expectativa
Reforma no estado

Associações de funcionários públicos do governo de Minas Gerais, os próprios funcionários e aposentados na expectativa em torno dos itens da reforma da Previdência que a administração de Romeu Zema irá apresentar. Deve estar sendo elaborada pelos técnicos em administração pública, visando principalmente dar maior estabilidade financeira ao estado. Há temor, principalmente, no que toca ao aumento das alíquotas de desconto previdenciário nos salários. E em outros itens visando corte de despesas. O jeito é aguardar para ver o que vem por aí.

Santa Eulália
Doação das Amigas da Cultura

A respeito da doação feita pela Associação das Amigas da Cultura ao Instituto Cultural Chácara Dona Eulália de um dos itens do acervo pertencente àquela instituição cultural, que recentemente encerrou suas atividades, a presidente do instituto, Priscila Freire, esclarece que o bem doado foi um imóvel, e não peças do dito acervo. O imóvel doado foi um conjunto de salas situado na Avenida Prudente de Morais, onde funcionava a sede da Amigas da Cultura.

Irã
Missão Comercial

O presidente Donald Trump, em briga com o Irã, quer até declarar guerra contra o país dos aiatolás. Já o Brasil, mesmo sendo o presidente Bolsonaro seguidor das posições de Trump, continua mantendo boas relações com o Irã. Tanto que no próximo 19 de novembro chega ao país uma numerosa missão comercial iraniana, interessada principalmente em fazer negócios na área de alimentos. Serão 60 empresários chefiados pelo executivo Ali Golmakani. Como o grupo está interessado em comprar café, carne, arroz e feijão, parte do grupo pode baixar em Minas Gerais para tentar fechar negócios. Em BH, de preferência.

AMR
Feijoada no Far East

O Corpo de Voluntários da Associação Mineira de Reabilitação – AMR, dando continuação às suas incessantes atividades para angariar recursos para a instituição, promove sábado uma grande feijoada beneficente no Far East, o bonito local de eventos do Jardim Canadá. O encontro, na base do open food and bar, começa às 12h e vai em frente. A feijoada terá animação musical com o Trem dos Onze e a banda Oskaravelho. Convites a R$ 170 por pessoa. Renda destinada a custear cirurgias em 19 crianças carentes amparadas pela AMR.

Indenização
Requerer de quem?

O navio de bandeira grega Bouboulina foi apontado como o causador do vazamento de óleo que invadiu as praias do Nordeste e agora ameaça chegar às praias da Região Sudeste. Já está perto do Espírito Santo. O governo vai ter de pedir indenização pelos enormes prejuízos sofridos pelo Brasil com o derramamento de óleo. Milhões ou talvez bilhões de doláres. Pois bem. Mesmo que o Bouboulina seja o real culpado, é claro que a empresa dona do navio não tem recursos para pagar a indenização. E ninguém vai ter. O processo para obter pagamentos da indenização prevista pode durar anos. Enfim, é uma compensação que não terá lugar nunca. A única solução é limpar toda a sujeira depositada nas praias, achar um meio para desaparecer com ela para sempre (se houver) e seguir em frente. Minha Santa Gertrudes!
















*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade