Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Muitos carros. Poucos postos


postado em 30/10/2019 04:00 / atualizado em 29/10/2019 20:10

(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

Apesar de a Grande BH registrar frota de mais de 2,2 milhões de veículos, número de postos de gasolina na capital mineira é um dos menores entre as grandes cidades do país, com apena 400 estabelecimentos
 
 
 
 

Rodovias
Cabines para descanso
 
Várias empresas brasileiras já saíram em campo visando à fabricação de cabines de descanso para serem usadas por motoristas nas rodovias do país, proposta surgida pelo fato de que a nova legislação do transporte rodoviário determina que o caminhoneiro deverá descansar a cada cinco horas. Uma das mais adiantadas nessa área é a SleepBoll, que acredita que serão necessárias pelo menos 500 mil cabines para atender à demanda nacional. O público-alvo é o motorista de caminhão, mas as cabines poderão ser usadas pelos viajantes cansados. Serão pequenos dormitórios que ajudarão o motorista a descansar e relaxar e assim ajudar a evitar acidentes graves que ocorrem nas estradas devido aos motoristas dormirem no volante. Segundo a SleepBoll, a medida poderá ser financiada pela iniciativa privada, principalmente pelas empresas que utilizam em alta escala o transporte rodoviário de seus produtos pelas rodovias do país. O uso das cabines seria interconectado nacionalmente e protegido por um sofisticado sistema de segurança. Boa pedida.

Rio Paraopeba
Novo sistema de captação

A Vale está anunciando a aplicação de R$ 450 milhões na implantação do novo sistema de captação do Rio Paraopeba, que tem grande importância para o fornecimento de água da Grande BH. Investimentos também estão sendo aplicados em obras preventivas no ponto de captação de água da Copasa no Rio das Velhas. Os trabalhos incluem a construção de uma barreira de três metros de altura que circundará a captação de Bela Fama, em Nova Lima. As intervenções estão previstas para ser concluídas no final de novembro. O que é preciso é afastar toda ameaça de racionamento ou falta d’água em BH e na região metropolitana. De uns tempos para cá, não se pode mais confiar no regime das chuvas.

BH
Postos de gasolina

Belo Horizonte e sua região metropolitana, segundo a coluna informou, é onde se registra o maior crescimento da frota de veículos do país nos últimos dois anos. Tudo bem. O curioso é que o número de postos de gasolina existentes em BH para abastecer essa frota de mais de 2,2 milhões de veículos é um dos menores entre as grandes cidades do país. No momento, só ganha de Recife. Conta com apenas 400 postos, contra mais de 2 mil em São Paulo, 864 no Rio, 502 em Curitiba, 496 em Brasília e daí por diante. Não é à toa que a coluna vem registrando en passant o fechamento contínuo de postos em BH, cujos terrenos são vendidos para a construção de edifícios.

uísque
Consumo em foco

Pesquisa patrocinada pela Associação dos Produtores de Whisky da Escócia revelou que 46 doses de uísque são consumidas a cada 30 segundos no mundo. O que dá uma boa média. A propósito, coisa que muito brasileiro ignora é que Pernambuco, proporcionalmente à sua população, é o estado que mais consome uísque no Brasil. Recife é a campeã nacional. Com água de coco e tudo mais. A propósito, uísque de lá, e chá de cá, o café continua sendo a bebida mais consumida do mundo. Disparado.


Cabangu
Medalha Santos Dumont

A Medalha Santos Dumont, uma das condecorações oficiais do governo de Minas Gerais, vai ser entregue amanhã (31), às 11h, em Cabangu, na fazenda onde nasceu Santos Dumont, como é de praxe. Se o governador Romeu Zema participar do evento, na rebarba, poderá conferir se o museu-memorial instalado na casa onde nasceu o inventor do avião está mesmo meio abandonado ou se foi colocado nos trinques tanto para a solenidade quanto para o futuro. A prefeitura teria fechado o museu por falta de recursos. País que não tem memória é dureza.

Laticínios
Reunião da indústria

Dirigentes e produtores da indústria de laticínios mineiros vão se reunir amanhã na sede da Fiemg a fim de participar da assembleia geral do Sindicato da Indústria de Laticínios de Minas Gerais. No encontro, o pessoal que aciona um dos mais ativos setores da economia mineira fará balanço geral do segmento e, como disse um de seus dirigentes, passar um pente-fino em tudo que aconteceu durante o ano. No setor, há sempre as permanentes queixas dos produtores de leite, que lutam contra o preço baixo. Devem celebrar a conquista do seu primeiro preço de referência, bandeira de longa data desfraldada pelos produtores mineiros, os maiores do país.

Palácio das Artes
Encontro de médicos cooperados

O Grande Teatro do Palácio das Artes tem capacidade para 1.707 pessoas.Tudo bem. Como a Unimed-BH está anunciando a participação de mais de 2 mil médicos cooperados de sua organização no 14º Encontro de Cooperados Unimed-BH, a se realizar hoje no teatro, obviamente a nossa bela casa de espetáculos vai ter superlotação. Os médicos que não encontrarem lugar vão ter de ficar em pé ou assentados nos corredores entre as poltronas da sala e do balcão. Voltando à reunião, o tema do evento de logo mais será “Conexões humanas na era digital”. Anfitriona o “meeting”, Samuel Flam, presidente da instituição.

As órfãs da rainha
Filme na Zona da Mata

Com os recursos da produção já garantidos, a cineasta mineira Elza Cataldo dará início, em janeiro, na Zona da Mata, à rodagem de sua próxima produção cinematográfica, o filme As órfãs da rainha. As primeiras filmagens terão lugar na região de Tocantins, onde foi construída uma vila cinematográfica. Vão durar um mês. Em seguida, a equipe se transfere para a cidade histórica do Serro. O enredo é atraente. Focaliza a vida no Brasil de mulheres portuguesas que foram enviadas para cá pela rainha de Portugal para se casar e povoar a então desabitada colônia lusitana. Adaptação dura e sofrida, cheia de peripécias.

Catalunha
O outro lado da moeda

Os separatistas da Catalunha, que querem tornar a progressista província catalã independente da Espanha, têm pintado e bordado nesses últimos tempos em sua violenta campanha pela independência da região, dando a impressão de que eles são os donos do pedaço. Pois bem. Na semana passada, a maioria silenciosa catalã, que defende a permanência da província na Espanha, saiu às ruas. Houve o contravapor. A maioria dos catalães são contra a independência. No Brasil, a maioria silenciosa continua silenciosa.Tudo devido ao tal do politicamente correto.
 
Clínica Origen
A médica Andressa Gullin, especialista em revolução digital, ex-pesquisadora da Nasa Research, no Vale do Silício, EUA, será uma das palestrantes do seminário a se realizar na Clínica Origen, em BH, que vai discutir o tema “Medicina na era digital”. Os coordenadores do evento são os médicos Selmo Geber e Marcos Sampaio. Outros figuras de prestígio participarão das palestras. 




 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade