Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Documentário relembra a trajetória do mineiro Ary Barroso

Dirigido por Angela Zoé, filme será exibido sábado, às 18h45, no canal Music Box Brasil


postado em 17/10/2019 04:00

 O compositor mineiro Ary Barroso é tema do filme Ele era assim (foto: Arquivo O Cruzeiro)
O compositor mineiro Ary Barroso é tema do filme Ele era assim (foto: Arquivo O Cruzeiro)

ARY BARROSO
ELE ERA ASSIM

O mineiro Ary Barroso, glória tupiniquim cujo samba Aquarela do Brasil, além de ser o nosso segundo hino nacional, é a música brasileira mais tocada no mundo (mais que Garota de Ipanema), é pouco lembrado em Minas Gerais. Felizmente, ele é tema do documentário dirigido pela cineasta Angela Zoé, produção da Documenta Filmes. Ele era assim cobre todas as facetas da trajetória do compositor de Ubá. A estreia será sábado (19), às 18h45, no canal Music Box Brasil. Ney Matogrosso é um dos intérpretes das canções de Ary.

DIVÓRCIO
TRINTA ANOS

Completam-se hoje 30 anos da implantação do divórcio puro, simples e direto no Brasil. A lei foi assinada pelo presidente José Sarney em 17 de outubro de 1989, quase no final de seu mandato. Na verdade, ele foi instituído em 1977 por lei de autoria do deputado Nelson Carneiro, mas a legislação complicada o impedia de ser totalmente efetivado. A conquista demorou mais de um século, pois os tempos do Império não entram em consideração porque não havia separação entre Igreja e Estado. A primeira proposta, apresentada em 1893, foi derrotada. Em seguida, a Igreja Católica ganhou todas as paradas até perder a de 1977, completada pela lei de 1989. Hoje, divorciar virou uma bagatela, jogo de dois vinténs. Porém, ainda tem gente proclamando que o casamento é indissolúvel.

POBREZA
EM TODOS OS LUGARES

Muita coisa importante é comemorada neste 17 de outubro. Hoje é Dia da Agricultura, da Indústria Aeronáutica Brasileira, do Profissional de Propaganda, do Maquinista, do Eletricista e, para completar, Dia Internacional da Erradicação da Pobreza. A data de combate à miséria foi instituída pela ONU, em 1987. A tarefa é considerada por pragmatistas e não pragmatistas difícil de ser concretizada. Ou, melhor considerando, praticamente impossível. Antes de tudo, o mundo é um lugar injusto, já dizia Voltaire.

***

Por falar em pobreza, que afeta cerca de 2,5 bilhões de pessoas no mundo, seu lado mais cruel é a fome, que castiga 830 milhões de cidadãos. De acordo com recente relatório da ONU, outro problema global que não para de aumentar é a obesidade. São cerca de 850 milhões de obesos no planeta – 125 milhões de adolescentes e crianças; 40 milhões menores de 5 anos. Num futuro não muito longínquo, a ameaça é de que uma entre duas pessoas será obesa. No Brasil, 20% da população é obesa.

NELSON FREIRE
FIM DE TEMPORADA

O pianista mineiro Nelson Freire encerra hoje o circuito de três concertos consecutivos no Centro Cultural do Minas Tênis Clube, apresentando recital em benefício da Associação Mineira de Reabilitação. Entradas já esgotaram, a exemplo do que ocorreu na terça-feira, quando se encerrou a série deste ano patrocinada pela Supergasbras, e na quarta-feira, no concerto só para convidados. A curiosidade agora é saber onde Nelson vai festejar seus 75 anos, que ele completa amanhã, em plena forma. Pode ficar em BH, ir para o Rio, Paris ou até se mandar para a terra natal, Boa Esperança, no Sul de Minas.

CONCORRÊNCIA
MONTADORAS E LOCADORAS

Segundo vem sendo divulgado continuamente, fábricas de automóveis do país estão intensificando ações para entrar com mais força no setor de locação de veículos, pois produzir e vender carros não estaria rendendo o suficiente para garantir balancetes tranquilos e sadios no fim do ano. Portanto, não é à toa que as felizes locadoras, maiores clientes das montadoras, estejam preocupadas com essa investida. É uma concorrência dos diabos.

EXPANSÃO
DROGARIA ARAUJO

A Drogaria Araujo fechará o ano com o acréscimo de 40 lojas à rede, que tem unidades em Belo Horizonte e no interior do estado. A expansão da empresa, com cerca de 250 lojas, reforça seu título de maior varejista de Minas Gerais e uma das maiores do Brasil. A propósito, o comandante do grupo, Modesto Araújo Neto, faz aniversário no próximo dia 24. Receberá cumprimentos durante encontro promovido pela revista Mercado Comum, no Espaço Institucional da ACMinas.

CONGRESSO
ÉTICA E INTEGRIDADE

Começa hoje, no Espaço de Eventos da Unimed-BH, o 2º Congresso Integridade, destinado a debater assuntos envolvendo ética, segurança e compliance. Promoção da ViaEtica, reunirá cerca de 300 empresários e especialistas. Será encerrado amanhã.

IHGMG
NOVOS ASSOCIADOS

Desde a posse da nova diretoria do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG), comandada pelo presidente Luiz Carlos Abritta, a programação entrou em fase acelerada. Aos sábados, há reuniões na sede em BH. Depois de amanhã, às 10h, sessão especial empossará dois associados correspondentes: o professor Francisco Eduardo de Andrade, de Ouro Preto, e a professora e historiadora Laurinda Ferreira de Souza, de Divinópolis. Recomenda-se portar a Medalha João Pinheiro.

FMI
SALVE AS MULHERES!

Continua a repercutir nos países ricos, principalmente europeus e asiáticos, o discurso da nova presidente do Fundo Monetário Internacional (FMI), a búlgara Kristalina Georgieva, que entrou no lugar da francesa durona Christine Lagarde. Ao tomar posse, em vez de falar em finanças, recuperação do mercado mundial e estabilidade das moedas, Georgieva fez uma proclamação dos direitos femininos. Condenou a desigualdade de gênero, disse que o mundo não avança porque não reconhece o valor das mulheres e fez um apelo para que elas jamais aceitem ganhar menos do que os homens. E finalizou: “Ainda não chegamos lá, mas vamos chegar”. E estamos conversados.

Lilian Pacce, Vic Ceridono e Alexandre Birman em lançamento das criações Arezzo em Paris (foto: Arezzo/Divulgação)
Lilian Pacce, Vic Ceridono e Alexandre Birman em lançamento das criações Arezzo em Paris (foto: Arezzo/Divulgação)





*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade