Publicidade

Estado de Minas

Mário Fontana


postado em 10/08/2019 04:00



• A Embratur, órgão oficial do turismo do Brasil, acaba de criar slogan para ser utilizado na divulgação das atrações turísticas brasileiras no exterior. Trata-se da exclamação em inglês “Visit and love us”. Trocada em miúdos, a frase quer dizer “Visite e ame-nos”. O slogan vem provocando críticas de publicitários e turismólogos. E vocês, o que acham?

O presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, entre o novo conselheiro do clube, desembargador Jorge Berg (à esquerda) e o presidente do Conselho, Castellar Guimarães, na eleição dos novos 150 conselheiros titulares do Galo(foto: Clube Atlético Mineiro/Divulgação )
O presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, entre o novo conselheiro do clube, desembargador Jorge Berg (à esquerda) e o presidente do Conselho, Castellar Guimarães, na eleição dos novos 150 conselheiros titulares do Galo (foto: Clube Atlético Mineiro/Divulgação )


Atlético
Eleição de conselheiros

A sede do Atlético, na Avenida Olegário Maciel, registrou ontem movimentação extra com a eleição dos novos 150 conselheiros titulares do clube e de 75 suplentes, dentro do sistema de rotatividade criado pela diretoria para a área. O quadro total de conselheiros do alvinegro é de 389, entre beneméritos, natos e eleitos. O pleito foi em regime de chapa única. Muita confraternização e fé de que no Brasileirão deste ano poderá até acontecer uma surpresa que não se registra há 48 anos. Tudo bem. A esperança resiste. Entre os novos conselheiros, um dos mais entusiasmados era o desembargador Jorge Berg, da Justiça do Trabalho. Fé inabalável.

Imposto de Renda
Surpresas do futuro

Sem querer chover no molhado (ou chovendo), não há dúvida de que a notícia de maior impacto de ontem envolvendo o anúncio sobre a esperada reforma tributária a ser implantada pelo governo foi o fim das deduções de gastos feitas pelo contribuinte em sua declaração de Imposto de Renda, principalmente nos setores de saúde e educação. Como as compensações virão em forma de redução da alíquota de 27,5% e aumento da faixa da isenção, já tem gente que vai ficar esperando (e duvidando) para testar a sinceridade do governo. Fato agradável é que os contribuintes, da classe média para cima, passarão a ficar livres da incômoda preocupação de ter de arranjar recibos de dentistas, médicos, hospitais, laboratórios e outros itens do gênero ao fazer a sua declaração do IR, quando se dá bolas à imaginação para achar meios de reduzir o valor da alíquota.

• • •

Nessa área, vale lembrar um detalhe interessante no que diz respeito à ilustre classe dos dentistas. Como é bastante conhecido, alguns deles, no regime vigente (com o maior respeito), ao apresentar seu orçamento ao cliente entregam o dito-cujo em duas categorias: com ou sem intenção de declarar o valor ao Imposto de Renda. Se o cliente for declarar a quantia paga pelo tratamento, a conta é mais cara. Se prometer não declarar, a conta é mais barata. Portanto, aprovado o fim das isenções, a conta agora será apenas uma. Se vai ser mais cara ou mais barata ainda não se sabe. Como o combinado não é caro, valerá o arranjo.

Aspirina
Fórmula perfeita

Em 10 de agosto de 1897, portanto há 122 anos, o químico alemão Félix Hoffmann anunciou a descoberta de um novo medicamento feito através da sintetização do ácido acetilsalicílico, fórmula que, após comprovada sua eficácia, foi lançada no mercado em 1898 pela Bayer com o nome de aspirina. Tornou-se o remédio mais consumido no mundo para combater dores de variados tipos, febres, gripes, doenças cardíacas e inúmeros outros males. Foi o primeiro medicamento vendido em comprimidos, o que deu início ao nascimento da indústria farmacêutica. Fármaco mais usado no mundo, a fórmula da aspirina é considerada insubstituível. Veio para ficar ad aeternum, dizem os cientistas. Salve a “aspirina”!

Museu do Louvre
Criação auspiciosa

Com vênia para outro comentário histórico na coluna, o Museu do Louvre, em Paris, o maior do mundo, comemora na data de hoje os 226 anos da sua instalação oficial como museu pela Assembleia Nacional Constituinte, órgão máximo da Revolução Francesa. Instalado em 1793 no Palácio do Louvre, a sua criação representou a salvação do antigo e enorme palácio dos reis da França, que estava praticamente abandonado, já que o rei e a corte real tinham se transferido para o Palácio de Versalhes. O grande consolidador do Louvre foi o imperador Napoleão Bonaparte, que o revigorou a partir de 1801, tanto que por algum tempo seu nome foi Museu Napoleão. Bonaparte aumentou enormemente o seu acervo. A França agradece. Já no Brasil, os museus continuam abandonados.

JK
Os amigos se vão

É inexorável. O tempo passa, o tempo voa. Faleceu recentemente em Diamantina o fazendeiro e ex-prefeito da cidade Leandro Costa, um dos últimos amigos íntimos do ex-presidente Juscelino Kubitschek, a quem hospedava costumeiramente em seu sítio nos arredores da cidade. Tanto nos bons tempos quanto na época da cassação e do exílio. Companheiro de serenatas, faleceu perto dos 100 anos.

D'Artagnan
A origem

Muita gente pensa que o nome do restaurante D'Artagnan, em Lourdes, que hoje promove festa de rua para comemorar seus 18 anos de existência, seria uma homenagem à figura histórica de D'Artagnan, personagem do livro Os três mosqueteiros, de Alexandre Dumas. Ledo engano. Trata-se de uma homenagem ao saudoso engenheiro D'Artagnan Rache, pai da dona do restaurante, Marise Rache. Já ele ganhou o nome “à cause” do mosqueteiro gascão D'Artagnan.

Vasa
Renascido do mar

Na data de hoje, completam-se 391 anos do afundamento do navio de guerra sueco Vasa, a mais potente belonave de sua época. Foi a pique em 10 de agosto de 1628, no porto de Estocolmo, alguns minutos após ser lançado ao mar. Pesado demais, não conseguiu se manter à tona.Vergonha nacional. E daí?, perguntarão vocês. O fato a se ressaltar é que 333 anos depois o Vasa foi retirado do fundo do mar, intacto, em perfeitas condições. Transformado em museu, hoje é o mais visitado dos países escandinavos. Com capacidade para 400 tripulantes, seus leitos são minúsculos. Para marinheiros de 1,50m de altura ou menos. Hoje, os suecos são o povo mais alto do mundo. Visita imperdível para quem vai a Estocolmo.

Análises clínicas
Congresso mundial

Representantes de vários laboratórios de análises clínicas mineiros, principalmente de BH, participaram esta semana do 71º Congresso Internacional de Análises Clínicas, realizado em Anaheim, na Califórnia. O encontro foi de domingo a quinta-feira, promovido pela American Associaton for Clinical Chemistry. Trata-se do maior congresso do setor no mundo, com enorme participação de congressistas do exterior. Na delegação mineira, os representantes do Laboratório Lustosa: a presidente, Eliane Lustosa, o diretor Sérgio Bagno, e o gerente técnico, Adriano Basques. Novidades de impacto foram apresentadas.


BDMG
Empréstimo europeu

O presidente do BDMG (Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais), Sérgio Gusmão Shuchodolski, permanece em negociações com o Banco Europeu de Investimento visando à obtenção de um empréstimo de 100 milhões de euros. Trata-se da primeira transação a ser efetuada entre as duas instituições. O valor dessa nova linha de crédito será aplicado em energia renovável e eficiência energética. Já na viagem à China feita em julho, Sérgio Gusmão foi tratar de negócios com o Banco de Desenvolvimento da China e o Banco Asiático de Investimento. Os resultados dessas negociações estão para ser anunciados.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade