Publicidade

Estado de Minas

Mário Fontana


postado em 23/07/2019 04:00



Definitivamente, julho é mês de grande significação para a biografia do mineiro Santos Dumont. Ele nasceu em 20 de julho de 1873, na Fazenda de Cabangu, e se suicidou em 23 de julho de 1932, no Guarujá, São Paulo. Até agora, não houve notícia de eventos relembrando as duas datas. Nem em Minas Gerais nem no Brasil. País sem memória é dureza.

O presidente da Associação de Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador, Daniel Borja, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina Dias, a secretária estadual de Agricultura, Ana Maria Valentini, e o deputado Antônio Pinheiro Neto, no Parque da Gameleira(foto: ABCCMM/Divulgação)
O presidente da Associação de Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador, Daniel Borja, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina Dias, a secretária estadual de Agricultura, Ana Maria Valentini, e o deputado Antônio Pinheiro Neto, no Parque da Gameleira (foto: ABCCMM/Divulgação)

GAMELEIRA
Ministra prestigia

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina Dias, figura de destaque da classe ruralista, possivelmente atraída pelo prestígio da exposição nacional do cavalo manga-larga, na sexta-feira visitou o evento. No Parque da Gameleira, foi recebida pelo presidente da associação dos criadores da raça, Daniel Borja, e por diretores da entidade. A ministra percorreu todos os setores da mostra, discutiu pontos em foco da criação de equinos e da agricultura em geral. No final, falou sobre a exportação de cavalos manga-larga e de outras raças de origem nacional. Já o presidente Borja aproveitou a chance e pediu à ministra ajuda federal para a ampliação de parques de exposição mineiros, notadamente o de Caxambu.

POLÊMICA
Novidades em pauta

Cá entre nós, não se pode negar que o projeto enviado pelo Palácio do Planalto ao Congresso para acabar com a obrigatoriedade de profissionais liberais e outros se inscreverem em suas entidades de classe para poder exercer a profissão deixou em estado de alerta a direção da maioria dos órgãos classistas do país. O temor é que, devido ao número enorme de faculdades de fim de semana na praça, graduandos incompetentes em medicina, engenharia, advocacia e outros cursos venham a exercer essas profissões sem os mínimos atributos necessários. Qualquer descuido pode ser fatal.


ANTIGUIDADE
Voz do Brasil

Em 23 de julho de 1935, o presidente Getúlio Vargas baixou decreto criando o programa radiofônico A hora do Brasil, destinado a divulgar leis, notícias e realizações do Executivo, Legislativo e Judiciário. A medida obrigatória (fato não negado por Vargas) foi inspirada no programa Deustche Welle (Onda alemã) criado pelo ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels. Apesar de todas as campanhas feitas por rádios brasileiras contra a transmissão obrigatória do programa, ele continua impávido há 84 anos. Resiste até hoje. A única mudança foi o nome, que passou para Voz do Brasil.


JOÃO GILBERTO
Homenagem na Savassi

No domingo, 28 de julho, por iniciativa dos compositores Pacífico Mascarenhas e Marilton Borges, figuras mineiras da etapa inicial da bossa nova, vai haver homenagem póstuma ao cantor João Gilberto, tido como o fundador do movimento. A função será realizada no quarteirão fechado da Rua Antônio de Albuquerque, na Savassi. Começa ao meio-dia e vai em frente. Participação de membros do Clube da Bossa Nova. O produtor Kanella fiscaliza.

FIEMG
Seminário da Moda

Em 30 de julho, na sede da Federação das Indústrias de Minas Gerais, será realizado o Seminário da Moda 2019 – Boas práticas para a cadeia produtiva do setor. Um dos principais objetivos do evento é discutir as principais propostas apresentadas para o Minas Trend 2019, a se realizar de 22 a 25 de outubro, no Expominas. O Minas Trend é o maior salão da moda de Minas Gerais, um dos mais importantes do país. No seminário, haverá debate sobre a influência do marketing digital na moda.

CHINA
Carne do Brasil

Na China, há a ameaça latente de o cidadão passar a comer de 1kg a 2kg a mais de carne bovina por ano, o que aumentaria de forma violenta a necessidade de importação do produto pelo governo. O presidente Jair Bolsonaro tem viagem marcada para o país em agosto. Entre os assuntos a serem tratados está a exportação de carne e café brasileiros. Bolsonaro terá de pedir autorização para frigoríficos brasileiros aumentarem sua cota de exportação. Na contrapartida, os frigoríficos vão ter de duplicar a matança de bois para atender ao aumento. Na rebarba, a carne suína entra no processo. Quanto ao café, os produtores mineiros estão de olho. E como!

MUSSOLINI
Palavras estrangeiras

O regime fascista, imposto na Itália pelo ditador Benito Mussolini, vigorou de 1922 até 1944 e era totalmente nacionalista. Preocupado com o excesso de palavras estrangeiras que estavam invadindo o idioma italiano, ele baixou um decreto, em julho de 1929, proibindo o uso no país de palavras de outros idiomas, com exceção das já definitivamente incorporadas ao vocabulário. E daí?, perguntarão vocês. O fato faz lembrar que há muito tempo no Brasil está havendo o uso em excesso, completamente dispensável, de palavras estrangeiras, principalmente do inglês americano, que já se tornou ridículo. O imperialismo econômico, o cinema, o computador, o rock e outros itens comandam a inundação.

• • •

O excesso se faz notar de maneira massacrante nos setores da internet, eletrônica, comércio, moda e tecnologia, criando linguagem paralela que confunde até mesmo as pessoas de maior nível educacional. O pior é que não há nenhuma reação contrária, nem mesmo de instituições encarregadas de manter uma certa pureza do idioma português. A invasão é fenômeno mundial considerado inevitável. O problema é que o excesso está se tornando não só irritante, como também muitas vezes cômico. Palavras pinçadas do inglês com correspondentes em português, às vezes muito mais simpáticos, são usadas por simples modismo. O grave nisso tudo é que está difícil combater o excesso. Muito difícil.


PLUS SIZE
Escolha no Ouro Minas

Já que falamos em invasão de palavras estrangeiras, em 27 de julho vai haver festa, no Hotel Ouro Minas, para escolha da Miss Minas Gerais Plus Size de 2019. Aí no caso, plus size é uma forma elegante de se referir, em inglês, à escolha da “miss gordinha”, ou então, literalmente, à beleza mineira de medidas um pouquinho maiores. O certame, que vem adquirindo prestígio nacional, destina-se à valorização da figura feminina. Vinte candidatas vão disputar o título.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade