Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA DO JAECI

Querer só vaga na Libertadores, e não taça, é vergonha pros clubes

Mesmo com Sampaoli, Atlético não pode esperar milagres, porque tem um grupo que precisa ser reforçado


postado em 27/04/2020 04:00

Vencedor no Chile, fiasco na Seleção Argentina e instável no Santos, Sampaoli tem o desafio de fazer um bom trabalho no Atlético(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 14/3/20)
Vencedor no Chile, fiasco na Seleção Argentina e instável no Santos, Sampaoli tem o desafio de fazer um bom trabalho no Atlético (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 14/3/20)


Quem disse que Jorge Sampaoli é o melhor técnico do Brasil? Isso só pode ser um pano de fundo para esconder a necessidade do Atlético de faturar um título. Sampaoli foi vencedor no Chile, foi um fracasso na Seleção da Argentina e mostrou-se instável no Santos, quando fez jogos memoráveis e outros completamente loucos. Comparando-o com a maioria dos técnicos brasileiros, realmente ele é diferente, mas daí a dizer que será a solução para os problemas do alvinegro há uma distância abissal. Sem jogadores de nível e sem qualidade não fará milagres e será apenas mais uma ilusão. Um clube tem de se organizar em sua estrutura, com pessoas certas nos lugares certos. Eu já disse que, quando um ídolo maior da torcida é o treinador, é porque há algo muito errado. O melhor técnico do Brasil, sem dúvida nenhuma, é o português Jorge Jesus, que, além de ter os melhores jogadores no time, mostrou que pode vencer jogando bonito. Assim como Renato Gaúcho, outro baita treinador, e Vanderlei Luxemburgo, que, para mim, sempre foi o “Pelé dos técnicos”. Porém, nenhum deles fará um belo trabalho sem o material humano de qualidade. Para ser campeão é preciso ter jogadores de nível.

Antigamente, os clubes entravam nas competições para levantar a taça. Hoje, no começo da temporada a gente ouve os dirigentes dizerem que o objetivo é entrar na Copa Libertadores do ano seguinte. Isso é de um pensar bem pequeno. Se a torcida do Galo se contentar em chegar à Libertadores de 2021, é porque realmente não objetiva algo melhor. Pagar uma fortuna a uma comissão técnica apenas para figurar na Libertadores da temporada seguinte é realmente o fim. E com esse grupo que aí está, não chega. Sampaoli é bom treinador, mas não é milagreiro. Não há dinheiro para contratações. A pandemia do coronavírus acabou de enterrar vários clubes no país. Todos estão quebrados, alguns em situação pré-falimentar. O presidente do Atlético tem uma política de saneamento do clube de pés no chão, é um direito dele. Sempre disse que quer entregar um Atlético melhor ao sucessor. O torcedor jamais entenderá isso. Quando Bandeira de Mello ficou seis anos no Flamengo e ganhou apenas uma Copa do Brasil, em 2013, como flamenguista eu entendia que aquilo era para o futuro do clube. E o futuro se tornou presente em 2019, quando Rodolfo Landim colheu os frutos com taças. Cada um tem sua forma de gerir, resta saber se o torcedor saberá compreender e aceitar isso.

Pires e a farra do cartão corporativo

A bela série de reportagens feita por Tiago Mattar no Superesportes tem mostrado um lado sombrio da alguns dirigentes de futebol. A “farra dos cartões” do ex-presidente do Cruzeiro Wagner Pires Sá é vergonhosa, com compras pessoais, de bebidas, roupas e outras coisas mais com o cartão corporativo do Cruzeiro. Ele continua sendo investigado pela polícia e Ministério Público sobre as denúncias veiculadas pelo Fantástico, há um ano. A torcida azul espera que a conclusão esteja chegando, e que os culpados devolvam o suposto dinheiro roubado e que parem na cadeia. É muita falcatrua, muita roubalheira, muita apropriação indébita. Será que esses caras conseguem caminhar pelas ruas de BH? O Cruzeiro vive a pior crise em seus 99 anos de história, correndo o risco de ser rebaixado para a Série C, caso não quite com a Fifa seus débitos. Como uma gestão fraudulenta acaba com um clube do dia para a noite! Vergonha!

Apagão

O Corinthians teve sua luz cortada por falta de pagamento. Uma vergonha isso ocorrer num clube dessa grandeza. E a torcida cobra reforços, e os dirigentes, irresponsáveis, pensam em contratar. Está tudo errado na estrutura do viciado e arcaico futebol brasileiro. Os clubes não se emendam!

Dia do goleiro

Foi ontem o Dia do goleiro, e quero, neste espaço, homenagear o goleiro mais regular do Brasil há 12 anos, vencedor e o mais injustiçado na Seleção Brasileira. O Paredão Azul, Fábio. Um goleiro que deu as maiores conquistas recentes ao Cruzeiro, um líder, um cara humilde, religioso e correto. Que aceitou reduzir o salário e ficar no clube que ama, com mais de 900 jogos por ele. Tudo isso é Fábio, e esse cara merece todas as homenagens. Uma covardia de todos os técnicos que passaram pela Seleção ele nunca ter ido a uma Copa do Mundo. Covardia e injustiça sem precedentes! Fábio, tenha o meu respeito e minha admiração. Só lamento você não ter vestido a camisa 1 do meu Flamengo. Tenho a certeza de que meu time ganharia mais títulos ainda com você no gol! Parabéns, Paredão Azul.



*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade