Publicidade

Estado de Minas BOMBA DO JAECI

Nem Jesus salva

Landim é um cara sem coração e sem amor ao próximo. Por isso, o Flamengo não vai ganhar nada neste ano


postado em 27/07/2019 04:00

(foto: RODRIGO BUENDIA/AFP)
(foto: RODRIGO BUENDIA/AFP)


O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e sua diretoria se negaram a pagar o que as famílias dos 10 garotos que morreram queimados no Ninho do Urubu pleiteavam. Uma vida não tem preço, mas o mínimo era o Flamengo calcular a vida útil que os garotos teriam no futebol e compensar as famílias. Em vez disso, Landim preferiu gastar mais de R$ 200 milhões em contratações. O resultado está aí: eliminação da Copa do Brasil, quase eliminado da Libertadores (foto), com poucas chances no Brasileirão, e quatro jogadores contratados no estaleiro. A justiça dos homens falha, mas a de Deus, jamais. Um cara que não tem coração e amor ao próximo não pode ser vencedor. Gastar R$ 90 milhões para contratar De Arrascaeta e se negar a pagar R$ 5 milhões para cada uma das 10 famílias dos garotos torna Landim um presidente execrável, que deveria pedir o boné e ir embora! Nem o técnico português Jorge Jesus conseguirá salvar o time nesta temporada.

Futebol pobre
O Cruzeiro pode estar na semifinal da Copa do Brasil e ter chances de classificação às quartas de final da Copa Libertadores, mas isso não apaga os péssimos jogos que o time vem fazendo. Se, para alguns jogadores e para os torcedores, que nunca viram os grandes jogadores em campo, isso basta, Ok. Porém, para quem aprecia um bom futebol, com arte, dribles e gols, é de lascar. O futebol das equipes do técnico Mano Menezes sempre foi assim, de retranca, com pouca objetividade no ataque, com pouca qualidade. Sei que para a juventude de hoje o que vale é ganhar troféus, seja a que preço for, mas, para quem viu os grandes jogos e conhece a história do Cruzeiro, é uma pena. Essa briga de jogador com comentarista, via rede social, é uma bobagem. É preciso responsabilidade pela paz, pois as pessoas estão muito agressivas nos dias de hoje, e quem tem o poder de manipular massas deve ter responsabilidade.

Sul-Americana
Eu sou contra essa competição por achá-la a Segunda Divisão da Libertadores. A diretoria do Atlético também era contra no ano passado, mas parece ter mudado de opinião. Hoje a competição dá mais dinheiro e vaga na Libertadores. Ainda assim, a considero fraquíssima, com jogos sofríveis, sem qualidade nenhuma. Se a Libertadores, principal competição Sul-Americana, já é um ruim, com jogos de péssimo nível, imaginem a Segunda Divisão dela? E vale lembrar que o Galo ganhou duas Conmebol e as jogou no lixo. A Conmebol era o que é hoje a Sul-Americana.

Que tal na masculina também?
Pia Sundhage, técnica sueca, é a nova treinadora da Seleção Brasileira feminina de futebol. Ela ganhou duas medalhas de ouro e uma de prata nas três últimas Olimpíadas: Estados Unidos, em 2008 e 2012, e Suécia, em 2016, respectivamente. A ideia da CBF é fazer com que ela inove o futebol das meninas. Com certeza, a melhor do mundo, Marta, a indicou, pois jogou na Suécia por muitos anos. Com essa abertura, que tal a CBF também escolher um técnico estrangeiro para a Seleção masculina? Sim, por que não? Os técnicos brasileiros, em sua maioria, estão ultrapassados e preguiçosos, e acho que a melhor opção para fazer do nosso futebol vencedor outra vez é trazer um Guardiola, por exemplo. Esse é o sonho de consumo de 100% dos torcedores brasileiros.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade