Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA HIT

Barreira sanitária inspira a imagem da seção 'Cidade pandêmica' de hoje

Frederico Barros fez a fotografia em junho de 2020, momento em que BH registrou a menor incidência de contaminação pelo coronavírus no Brasil


05/05/2021 04:00

(foto: Acervo/@fredericobbs)
(foto: Acervo/@fredericobbs)

(foto: Acervo/@fredericobbs)
(foto: Acervo/@fredericobbs)

FOTO DE FREDERICO BARROS (@fredericobbs)
31 anos

“Fiz esse registro no início de junho de 2020. Trata-se de uma das barreiras sanitárias implantadas pela Prefeitura de Belo Horizonte como medida de combate à pandemia da COVID-19. Naquele momento, a capital era uma das cidades com menor incidência de contaminação pelo novo coronavírus em Minas Gerais e no Brasil.”

ALDIR BLANC
AS MAIS MAIS

Ele emprestou seu nome à lei de auxílio aos trabalhadores da cultura durante a pandemia. Aldir Blanc, que morreu há um ano, completado ontem (4/5), está entre os compositores mais importantes do Brasil. Levantamento do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) traz um balanço que reverencia a memória do mestre. As cinco canções mais tocadas dele são “Coração pirata”, “O bêbado e a equilibrista”, “Entre a serpente e a estrela”, “A viagem” e “Corsário”, considerando-se execuções em rádio, sonorização ambiental, casas de festas e diversão, carnaval, festa junina, show e música ao vivo. Sucesso dos sucessos, “O bêbado e a equilibrista”, parceria com o mineiro João Bosco, foi a composição dele mais gravada até hoje.

• • •

Aldir Blanc assina 613 obras musicais, informa o Ecad. Entre os intérpretes que mais gravaram canções dele estão João Bosco, Moacyr Luz, Elis Regina, Dorina, Leila Pinheiro, Roupa Nova, Silvio da Silva Junior, Orquestra dos Sonhos e Guinga.

VESTIBULAR
PASSEI! PASSEI!

Três alunas da Orquestra de Câmara Sesc foram aprovadas em vestibulares para cursos de música de importantes instituições. Maria Vitória Andrade Lorentz e Maria Eduarda Costa Moraes conquistaram vagas na Escola de Música da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) para estudar violino. Laura Carolina Santana Luiz foi aprovada para aprender violoncelo na Universidade de São Paulo (USP), na Uemg e na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ). O trio orgulha a Orquestra de Câmara Sesc, que aposta no acesso à música erudita como caminho para a inclusão social.

A-HA
EM CONCERTO

O concerto em homenagem ao grupo norueguês A-Ha, transmitido pelo canal da Orquestra Ouro Preto (OOP) no YouTube, atraiu cerca de 100 mil pessoas, no sábado passado. Sucessos do álbum “On tour in Brazil” (1989) ganharam arranjos do pianista Fred Natalino. O maestro Rodrigo Toffolo regeu a OOP. Na plateia virtual, estava um espectador ilustre: o tecladista Magne Furuholmen, fundador da banda, que elogiou a performance do grupo mineiro em sua conta no Instagram.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade