Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA HIT

Ruas vazias no carnaval que não existiu inspiram foto da 'Cidade pandêmica'

Da janela de sua casa, em Ouro Preto, o fotógrafo Eduardo Tropia clicou a cadência de passos no silêncio da folia 'invisível'


17/02/2021 04:00 - atualizado 17/02/2021 08:42

(foto: Acervo pessoal)
(foto: Acervo pessoal)

O fotógrafo profissional, com 48 anos de atividades nas áreas editorial, instrucional, industrial e publicitária, desenvolve projeto autoral na Galeria de Arte Fotográfica, em Ouro Preto.

“Para exercitar a alma e a fotografia, fotografo da minha janela. No sábado de carnaval, cliquei duas folionas na cadência dos passos e no silêncio rua vazia. Uma imagem que é reflexão  para os nossos dias de isolamento social, onde até o carnaval foi vítima da pandemia.”


MARCHINHAS
AS MAIS TOCADAS

O carnaval ficou literalmente na saudade. Já que a alegria dos blocos foi sufocada pela pandemia, resta-nos, nesta quarta-feira de cinzas, lembrar os sucessos que marcaram a folia nos últimos anos. O Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) fez a lista dos 50 hits foliões mais tocadas. O primeiro lugar ficou com Mamãe eu quero, composta por Jararaca e Vicente Paiva, que ganhou as paradas na voz de Carmem Miranda, nos anos 1930. Na sequência vêm Cabeleira do Zezé, Me dá um dinheiro aí, A jardineira e Marcha do remador. Praieiro, de Manno Góes, sucesso com Jammil, ficou no 43º lugar, e Dança do vampiro, imortalizada pelo Asa de Águia, de
Durval Lellys, em 47º.
 
 
NO YOUTUBE
ERUDITO E POPULAR

Claudio Venturini e Telo Borges são os convidados de sexta-feira (19/2) do recital da série Allegro Vivace 2021. A transmissão, feita diretamente do auditório do Mater Dei, poderá ser acompanhada pelo canal Recitais Allegro Vivace, no YouTube. Myrian Aubin assina a direção artística do projeto.


INTERCÂMBIO
SEIS PAÍSES EM CENA

Dezoito artistas da Argentina, Brasil, Costa Rica, Colômbia, México e Peru formam o Grupo Contemporâneo de Dança Livre, que prepara quatro apresentações do espetáculo inspirado em poemas escritos por quatro mulheres indígenas latino-americanas: Graça Graúna (Brasil), Graciela Huinao (Chile), Irma Pineda (México) e Yenny Muruy Andoque (Colômbia). “O espetáculo foi desenvolvido por meio de um processo de criação totalmente virtual, onde são investigadas as relações e potências do encontro entre corpo, territorialidade e poesia com a construção de movimentos a partir de imagens produzidas pela câmera e das possibilidades oferecidas pelas plataformas digitais”, explica Duna Dias, integrante do Grupo Contemporâneo de Dança Livre, uma das idealizadoras do projeto.

****
 
As apresentações gratuitas de Cartografias - Improvisação - Encontro - Virtualidades estão marcadas para 26 a 28 de fevereiro, ao vivo, pelo canal do grupo no YouTube.
 
 
 
STEPHEN KING
O MEDO E VOCÊ

De forma on-line ou presencial, os fãs de Stephen King poderão acompanhar a exibição de 52 produções no festival que será realizado de 25 de fevereiro a 22 de março, no CCBB de Belo Horizonte. São filmes, telefilmes e minisséries baseados nas obras do autor, além de cinco produções que foram referência para o trabalho dele. Com ingressos a R$ 10 para sessões presenciais e acesso gratuito para as sessões on-line, a programação conta também com debates, lives, palestra e masterclass com convidados, além de sessões com acessibilidade em libras, legenda descritiva e audiodescrição. Ingressos podem ser obtidos no site Eventim. Para sessões on-line, é preciso acessar a plataforma Darkflix.

***

Stephen King: O medo é seu melhor companheiro oferecerá a masterclass O horror que nos rodeia: Literatura para o cinema, comandada por Rita Ribeiro, que também vai ministrar a palestra O terror na literatura, ambas em formato on-line, com inscrição gratuita via plataforma Sympla.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade