Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA HIT

Pandemia é tema da mostra 'Dual: Do caos à essência'

Marcada por uma performance artística, a abertura para convidados, anteontem, na Avantgard Motors, seguiu todos os protocolos sanitários


26/11/2020 04:00 - atualizado 26/11/2020 07:48

(foto: Felipe Temponi/divulgação)
(foto: Felipe Temponi/divulgação)

Os bailarinos Luan Batista de Jesus, Bianca Victal e Yasmin Almeida, que podem ser vistos nas fotos da mostra Dual – Do caos à essência, fizeram a performance que marcou a abertura da exposição.

A noite contou também com apresentação da soprano Camila Corrêa e do maestro André Brant. Organizado por Ju Lima e Dani Braga, o evento propõe uma reflexão sobre a pandemia.

BIENAL
VIRTUAL ANTES DO PRESENCIAL

Enquanto a Bienal Mineira do Livro não chega, a organização promove eventos virtuais, sempre na última semana do mês. Uma das boas ideias é a entrevista com escritores comandada pelo presidente da Academia Mineira de Letras, Rogério Faria Tavares. A academia faz parte do conselho curatorial da Bienal.

Leo Piló, de máscara, acessório do qual não abre mão, na montagem do presépio exposto na vitrine da Casa Fiat(foto: Bernardo Oliveira/Divulgação)
Leo Piló, de máscara, acessório do qual não abre mão, na montagem do presépio exposto na vitrine da Casa Fiat (foto: Bernardo Oliveira/Divulgação)

CASA FIAT
CELEBRAÇÃO DA NATIVIDADE

Leo Piló, artista reconhecido por seu trabalho com material reciclado, sentiu o peso dos efeitos da pandemia. Seguindo as normas do isolamento social, ele não foi às ruas em busca de matéria-prima. Por sorte e gestão, ele mantém estoque de uma tonelada só de papelão, recolhido muito antes da chegada da COVID-19. Nesta quinta-feira, será aberta a sexta edição do Presépio Colaborativo da Casa Fiat de Cultura, com curadoria de Leo.

• • •

O trabalho levou cerca de 10 meses e consumiu cerca de 300kg de papelão, além de material da linha ecológica Fiat. O artista foi rigoroso nos protocolos de saúde. No ateliê, máscara e álcool em gel foram aliados de Leo para evitar a propagação do coronavírus. A higienização de todo o material também foi uma constante. Ao contrário dos anos anteriores, com oficinas abertas ao público, agora ganharam formato virtual. A boa notícia é que os vídeos estão disponíveis no canal da Casa Fiat no YouTube.

• • •

Entre os detalhes do presépio, a Nossa Senhora veste hábito – homenagem do artista a Irmã Dulce, que se tornou Santa Dulce. Para Leo Piló, a trajetória dela, que zelou, cuidou e deu tanta atenção às pessoas necessitadas, deve servir de inspiração a todos nós.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade