Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Você abraçou quem te ama o suficiente para não sentir remorso agora?

Em poema publicado no 'Diário da quarentena', rapper Fábio Brazza procura respostas para esta e outras perguntas


28/07/2020 04:00 - atualizado 27/07/2020 18:51

Diário da quarentena

Sonho real
 
Por Fábio Brazza
Rapper

 
Ontem à noite, pendurado em meus pensamentos
Desabei num sono profundo
Tive um sonho tão real
De que um vírus mortal se espalhava pelo mundo
E para conter sua disseminação, a única solução
Era a reclusão total

A Pandemia revelou nossa insignificância
Destronou nossa arrogância e ambição
Agora podíamos ver com mais clareza,
nossos erros e fraquezas
Sob as lentes aumentadas da solidão

Você aproveitou bem o seu tempo
Ou foi escravo da hora?
Você abraçou quem te ama suficiente
Pra não sentir remorso agora?
Sozinhos com nós mesmos
Finalmente tínhamos tempo de sobra para refletir
Mergulhar dentro de si e perceber
Que existe um nirvana dentro de cada alma humana
E que o outro é meu eu mais sensível,
alojado em outro corpo

Se somos todos iguais
Por que a maioria não tem escolas e hospitais de qualidade?
Nesse sonho, o medo da morte nos trouxe igualdade
Não havia mais ideia de estrangeiro
Chinês, brasileiro, italiano
Nossa pátria é o ser humano
Nossa nação é o mundo inteiro

Se alguém um dia reclamar que o tempo não é o bastante
E disser que o dinheiro é o mais importante
Peço por piedade
Diga para aquele que reclama
Quanto vale o abraço de quem ama

Não, não foram armas nem tiros
No fim quem venceu esse vírus
Foi a força da solidariedade

Talvez a solidão me enlouqueceu
E tenha sido delírio meu
Pensar que o ser humano tem jeito
Mas se por acaso algum sujeito
Sonhou o mesmo sonho que eu
Então ele ainda pode ser verdade
E eu peço por favor
Pra que todo sonhador
Espalhe o vírus do amor
No peito da humanidade

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade