Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Dani Black: 'Estamos crescendo na velocidade da luz'

A pandemia nos ensina várias lições e aprender a interagir é uma delas, diz o músico paulistano. Ele é autor da 80ª página do 'Diário da quarentena', publicado na Coluna Hit desde março


postado em 04/06/2020 04:00

Diário da quarentena

Este é o convite: interagir

Dani Black
Músico

 A impressão que dá é que tudo está mais rápido do que nunca. É engraçado, porque no formato está tudo parado. As ruas estão vazias, as lojas estão fechadas, o comércio está às moscas. Tudo parece num ritmo mais lento, quando, na verdade, está tudo em grande velocidade e movimentação. Porque o que rege, o que acontece no mundo externo é o que acontece no mundo interno de cada ser que habita o mundo. E, neste momento, o mundo interno de cada um está se fazendo muitas perguntas, está assistindo a muitas coisas e a muitas informações emergirem. Coisas que estavam escondidas há muito tempo e que, nessa situação, viram a oportunidade de se mostrar. Tudo isso numa velocidade mais rápida do que costuma acontecer quando temos a velocidade externa para nos distrair.

A impressão que eu tenho deste momento é que estamos vivenciando essa oportunidade. A oportunidade de nos acostumarmos com a velocidade interna de informação preciosa para crescimento e que, aproveitando esse elixir, seremos impulsionados para outro patamar de experiência no planeta. Pois será impossível que o externo não mude diante das mudanças internas vindas dessa experiência.

A verdade é que estamos mais rápidos do que nunca, embora achemos que estamos em momento de silêncio e intervalo. Se olharmos com clareza, a impressão é de que, enfim, estamos botando a mesa, pensando cada vez mais em todos que têm que comer, em todos que têm de se deliciar. 

Estamos fazendo os pratos na quantidade necessária para que todos desfrutem. Este é o convite: integrar. Integrar todos os seres em nossas considerações.
A impressão que dá é de que está doendo, cada vez mais, pensar sozinho. E isso não é acaso, tem a ver com esse impulsionamento que a vida nos propõe. 

Pois ela, em sua imensa sabedoria, sabe. Com sua imensa sabedoria, sabe que, se pensarmos juntos, não só chegaremos a melhores soluções como seremos mais felizes.
Podemos nos enganar que estamos em intervalo, parados, que tudo se desacelerou. Mas a impressão que dá, se você olhar verdadeiramente, é que estamos crescendo na velocidade da luz.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade