Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas HIT

Encontro raro marcou reunião de acadêmicos na Academia Mineira de Letras

Maria José de Queiroz, ocupante da cadeira de número 40, vive entre Paris e o Rio de Janeiro, e foi a professora mais jovem do Brasil.


postado em 04/12/2019 04:00

Rogério Tavares e os acadêmicos dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB, e Maria José de Queiroz, ocupante da cadeira de número 40(foto: Guto Côrtes/Divulgação)
Rogério Tavares e os acadêmicos dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB, e Maria José de Queiroz, ocupante da cadeira de número 40 (foto: Guto Côrtes/Divulgação)

PRESENÇA DE PRESTÍGIO
FESTA NA ACADEMIA

Homenageada recentemente pela Academia Mineira de Letras (AML) pelos 50 anos de sua posse na instituição, Maria José de Queiroz voltou a Belo Horizonte para as festividades dos 110 anos da AML. Dividindo sua vida entre Paris e o Rio de Janeiro, a presença da autora de 33 livros, entre eles Joaquina, filha do Tiradentes, que a Globo transformou em minissérie, deu caráter mais especial ao encontro. Maria José foi a professora titular mais jovem do Brasil (26 anos) e deu aulas nos Estados Unidos, na Alemanha e na França.

ALMA COM ALMA
SABATELLA E BH

A atriz Letícia Sabatella tem laços estreitos com Belo Horizonte, onde ela e a filha nasceram. “Belo Horizonte é um berço”, diz ela, que neste fim de semana retorna à capital com a Caravana Tonteria. “Minas Gerais é a terra da minha mãe, da minha avó, todas as mulheres cantoras da minha família são mineiras. Aí estão os médicos que cuidaram da minha filha. Eu tenho uma gratidão profunda por Minas Gerais, por BH. É alma com alma”, afirma. “É um lugar em que eu bebo muita energia. É maternal. Sem exagero, é uma constatação muito sagrada, uma característica mineira que toca no meu sagrado constantemente. Para mim, Minas é mãe. Afinal, eu sou mineira, né”, define Letícia, que se inspira e admira a produção local. A atriz define Minas como um lugar muito potente em criatividade, conteúdo. “É onde nascem, jorram as coisas, é fonte. Giramundo, Grupo Corpo, Uakti, Galpão, Yara de Novaes, Marcus Viana, Débora Falabella... e faltam muitos nomes.”

• • •

Caravana Tonteria volta a BH para apresentações amanhã e sexta-feira, no Grande Teatro do Sesc Palladium. Letícia Sabatella reforça que o espetáculo é o mesmo, mas que o repertório vem com mudanças. “O espetáculo conta com acréscimos bonitos de performances musicais. Cada vez mais tendemos para a MPB, mas sem deixar a pegada do jazz autoral de lado. Desconstruímos algumas pérolas da MPB, o que torna a apresentação bem original”, resume.

Marcelo de Souza e Silva(foto: Leonardo Cunha/Divulgação)
Marcelo de Souza e Silva (foto: Leonardo Cunha/Divulgação)


HOMENAGEM
MÉRITO DE DEFESA CIVIL

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Marcelo de Souza e Silva, recebeu a Medalha de Mérito de Defesa Civil durante solenidade no Auditório JK, na Cidade Administrativa. Marcelo está entre personalidades e instituições que têm prestado serviços à comunidade em assuntos relacionados à proteção e defesa civil.

MASTERCLASS
ENCONTRO NA FUNDAÇÃO

O jazzista italiano Enzo Favata ministrou masterclass para os alunos da Fundação Torino. Além de colocar em prática a língua italiana e aprender técnicas musicais, os alunos trocaram experiências e praticaram a improvisação. A ideia foi estimular que cada um tocasse o seu próprio instrumento musical (baixo, guitarra e bateria). Foi um sucesso.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade