Publicidade

Estado de Minas

Em BH, Frejat canta hit com novo arranjo e instrumento barroco

Roqueiro participou do projeto 'Prudential concerts', no Palácio das Artes, acompanhado por orquestra regida por Carlos Prazeres


postado em 19/07/2019 04:00



Frejat entre Henrique Portugal e Daniela Pacheco, no Palácio das Artes(foto: Arquivo pessoal)
Frejat entre Henrique Portugal e Daniela Pacheco, no Palácio das Artes (foto: Arquivo pessoal)


RODOLFILARMÔNICA
MAESTRO 'CRIA' ORQUESTRA

Desde o início da apresentação do Prudential concerts, anteontem, no Palácio das Artes, o maestro Carlos Prazeres mostrou que a noite seria informal. Bem-humorado, ele pediu ao público que acompanhasse parte do repertório de rock por meio do site letras.com.br, acessado pelo celular. E fez vocalise com a plateia. Tudo isso com o objetivo de deixar todo mundo afinado para acompanhar Frejat, o convidado da noite. 

• • •

Prazeres deu até nome especial à orquestra que o acompanhava. “É a Rodolfilarmônica. Todos aqui são amigos do Rodolfo e tocam maravilhosamente”, elogiou, referindo-se ao músico mineiro, irmão de Rodrigo Toffolo, regente da Orquestra Ouro Preto.
 
• • • 

O maestro brincou, mas também falou sério. “Minas Gerais vive momento único e muito especial com suas orquestras. Vocês devem não só prestigiá-las, mas aproveitá-las. São maravilhosas e para todos os gostos”, elogiou o carioca, regente da Orquestra Sinfônica da Bahia. Ele recomendou visita à Sala Minas Gerais, falou bem do projeto da Orquestra Ouro Preto com Alceu Valença e defendeu a necessidade de investir no setor cultural. “Vida não é vida sem cultura, sem arte”, afirmou.

• • •

A apresentação foi dividida em duas partes. Na primeira, o público ouviu a fusão de peças clássicas com rock – Inverno, de As quatro estações, de Vivaldi, juntou-se a Another brick in the wall, do Pink Floyd. O violinista Rodrigo Oliveira foi o solista, abrindo a noite. O cravo, presente em quase todos os arranjos, emocionou a plateia em Passacaille, de Handel, interpretada por Fernando Cordella.

• • •

Frejat, a presença mais aguardada da noite, fechou a segunda parte do Prudential cantando os sucessos Por você (com belo arranjo de cravo), Bete Balanço, Codinome beija-flor e Exagerado. Entre as músicas mais recentes dele estava Tudo ainda. “Aproveitei a oportunidade para fazer uma versão fiel à gravação original. Afinal de contas, é difícil viajar com uma orquestra desse tamanho!”, comemorou o guitarrista, cantor, compositor e fundador da banda Barão Vermelho.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade