Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas BOLA MÚNDI

Jogadores brasileiros na China assustados com o coronavírus

Assim que surgiram as primeiras notícias sobre o surto, muitos atletas manifestaram receio e até pensaram em voltar para o Brasil


postado em 06/02/2020 04:00

Ricardo Goulart foi um dos jogadores que, sem poder deixar o Oriente, já que têm contrato em vigor, promoveram o retorno dos familiares ao Brasil(foto: China OUT/AFP - 14/2/18)
Ricardo Goulart foi um dos jogadores que, sem poder deixar o Oriente, já que têm contrato em vigor, promoveram o retorno dos familiares ao Brasil (foto: China OUT/AFP - 14/2/18)


Muita gente pode até pensar o contrário, mas o fato é que nem o milionário futebol de hoje consegue se manter em uma “bolha”, à parte do que acontece no mundo. A constatação mais evidente disso é o atual surto do coronavírus que abala a China e fez a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar emergência internacional depois de serem confirmadas mais de 490 mortes pela enfermidade. Pensando em evitar aglomerações das pessoas – e maior propagação da doença –, uma das medidas tomadas foi a suspensão das competições esportivas.

Além da suspensão do Campeonato Chinês e da Supercopa da China (sem previsão de retomada), a maioria das equipes chinesas que disputam a Liga dos Campeões da Ásia teve seus jogos adiados. Shanghai Shenhua, Shanghai SIPG e Guanghzou Evergrande, que estreariam semana que vem, só entrarão em campo em abril. A exceção ficou por conta do Beijing Gouan, que fez sua pré-temporada na Espanha e, por isso, poderá viajar à Coreia do Sul para encarar o Seul no dia 12.

Organizada pela Associação Chinesa de Futebol (CFA), transmitida nos cinco continentes e com média de público superior a 24 mil pessoas por partida, a Super Liga Chinesa conta com 16 equipes e vinha se tornando nos últimos anos um verdadeiro paraíso financeiro para boleiros do mundo todo, em especial para os brasucas. Prova disso é que dos 70 estrangeiros inscritos na elite chinesa, 30 são brasileiros. E ainda há outros 12 na Segunda Divisão...

Assim que surgiram as primeiras notícias sobre o surto do coronavírus, jogadores brasileiros manifestaram receio e até pensaram em voltar. Sem poder deixar o país, já que têm contrato em vigor, alguns, por precaução, já promoveram o retorno dos familiares ao Brasil, como fez Ricardo Goulart.

Os dirigentes tentam tranquilizar, dizendo que o surto está sob controle, mas, independentemente de sua condição social – ou conta bancária –, é difícil não se impressionar.  Ou você acredita que os atacantes brasileiros Rafael e Leo Baptistão, que jogam no Wuhan Zall, na cidade de Wuhan, epicentro do  coronavírus, têm conseguido dormir tranquilos?

O êxodo de brasucas já havia diminuído um pouco em função das novas regras da Super Liga Chinesa (quatro estrangeiros em campo, máximo cinco sendo relacionados e limite de seis contratações por clube), mas até 28 de fevereiro, quando se fecha a janela local de transferências, é provável que o número de saídas supere o de entradas.

Paradas duras

Enquanto Juventus, Lazio e Internazionale seguem na disputa pelo título italiano impulsionados por seus goleadores – Cristiano Ronaldo, Immobile e Lukaku –, o Milan deve apostar todas as fichas na Copa da Itália, quando encara a Juve em uma das semifinais (Inter e Napoli medem forças na outra). O detalhe é que antes terá o clássico no domingo. Nas últimas cinco rodadas, o Milan venceu três e empatou duas com a Inter. E o efeito Ibrahimovic tem ajudado, mesmo que o veterano atacante sueco nem tenha sido titular em todos os confrontos. Façam suas apostas.

Em crise?

Ainda sem mostrar bom futebol após a troca no comando técnico, o Barcelona terá que se virar para superar o elenco enxuto, afetado por lesões e a falta de contratações na última janela de transferências. Para piorar, Messi, que só marcou um gol nas últimas quatro rodadas do Espanhol, estaria jogando com um desconforto na coxa esquerda, o que o clube não confirma oficialmente. Por todos esses motivos, o torcedor catalão (quem diria...) está com um pé atrás para a partida de hoje, diante do Athletic Bilbao, fora de casa, pelas quartas de final da Copa do Rei. O técnico Quique Setién terá que quebrar a cabeça para evitar um vexame.

Alívio imediato

Após maratona de cinco jogos em 13 dias, o Liverpool finalmente terá um tempo livre: só volta a campo no dia 15 para enfrentar o Norwich. Entretanto, três dias depois, vai encarar o Atlético de Madrid, no duelo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões. Não foi à toa que o técnico Jürgen Kloop detonou o calendário do futebol inglês. Ele se viu forçado a escalar o time Sub-23 para o duelo com o Shrewsbury, pela Copa da Inglaterra. Com o título da Premier League praticamente garantido (22 pontos de frente em relação ao City), o foco passa a ser todo na Champions. Mesmo que o objetivo seja levantar a taça de forma invicta, jogadores reservas devem ser mais utilizados no restante do Inglês.

Estava indo tão bem...

Depois de dar mostras de que pretendia uma virada na carreira nesta temporada, Neymar voltou a pisar na bola. A festa de aniversário no domingo, com diversos companheiros de time, praticamente na véspera da partida contra o Nantes pegou muito mal. E o pior é que em função de uma “pequena lesão na costela”, Neymar nem foi para a partida. Mas dizem que dançou bastante na comemoração dos 28 anos... O técnico Thomas Tuchel não escondeu sua insatisfação. Com nove gols e seis assistências nos últimos nove jogos, o brasileiro estava, aos poucos, reconquistando parte da torcida do PSG. Esse novo deslize pode custar caro à tentativa de retomar seu brilho. Vejamos como será a reação das arquibancadas no domingo, na partida contra o Lyon, pelo Francês, e na quarta, diante do Dijon, pela Copa da França.

Quem se habilita? 

Diferentemente do que ocorreu nas últimas temporadas, a Bundesliga tem apresentado doses extras de emoção na luta pelo título. Depois de Borussia Moenchengladbach e RB Leipzig ocuparem o posto, o Bayern de Munique assumiu a liderança na última rodada com 42 pontos. Mas mantê-la não será fácil. No domingo, o desafio será contra o RB Leipzig (41). Além de vencer, os bávaros não podem se esquecer do Borussia Dortmund, que vem voando no embalo de Sancho, Reus e Haaland (oito gols em quatro partidas) e no sábado encara o Leverkusen. Promessa de emoção como há muito tempo não se via nos gramados germânicos.

Vai ou racha

O futebol português vai parar no sábado para o duelo entre Porto e Benfica. Como a equipe da Luz tem sete pontos de vantagem na liderança, os portistas sabem que só uma vitória deixaria o Campeonato Português ainda em aberto. A expectativa é de estádio completamente lotado. Em que pese a rivalidade, o Benfica é favorito. Mesmo que a defesa tenha vacilado um pouco nas últimas partidas, o ataque tem sido o diferencial, principalmente com Pizzi e Carlos Vinícius, autores de 12 gols cada. Caso não tenha sucesso no Nacional, o Porto ainda pode ter uma segunda chance. Os arquirrivais podem se enfrentar na final da Copa de Portugal. Nas semis, o Porto ficou no 1 a 1 com o Acadêmico Viseu e o Benfica venceu o Famalicão por 3 a 2.

De olho

Amad Traoré

Com apenas 17 anos, o marfinense Amad Traoré tem chamado a atenção. Atacante de origem, mas que também sabe atuar como meia, ele tem boa técnica e visão de jogo e ainda impressiona pela velocidade. Depois de começar a jogar em sua cidade local, logo chamou a atenção de olheiros. Aos 13 anos, se transferiu para a Atalanta e foi queimando etapas, atuando em categorias bem acima da sua. Logo estava no time B. No ano passado, foi puxado para a equipe de cima e estreou com gol, o primeiro na elite italiana marcado por jogador nascido em 2002.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade