Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

Geopolítica de Mourão: "isso é uma bobagem", diz sobre divergência

"Óbvio que cada governo tem as suas prioridades e características pontuais, mas, no conjunto da obra, vamos continuar com as mesmas relações", diz o vice


04/11/2020 04:00 - atualizado 04/11/2020 08:34

Vice-presidente diz que há sempre suspeita de ingerência externa no resultado das urnas, ao falar sobre eleições no Estados Unidos(foto: Evaristo Sá/AFP)
Vice-presidente diz que há sempre suspeita de ingerência externa no resultado das urnas, ao falar sobre eleições no Estados Unidos (foto: Evaristo Sá/AFP)
 
 
Conserta aí! Ô Mourão: “É inegável que as eleições norte-americanas despertam interesses globais, em especial por influir na geopolítica e na projeção de poder mundiais. Até por isso, no campo das informações, há sempre uma forte suspeita da ingerência de outras potências no resultado final das urnas. No Brasil, em especial pelo seu potencial agropecuário, poderemos sofrer uma decisiva interferência externa, na busca, desde já, de uma política interna simpática a essas potências, visando às eleições de 2022”. Para deixar claro, é o vice-presidente general Hamilton Mourão (PRTB).

Melhor deixar claro o motivo da declaração: “Não se trata apenas do Brasil. Devemos nos inteirar, cada vez mais, do porquê, e por ação de quem, a América do Sul está caminhando para a esquerda. Nosso bem maior, a liberdade, continua sendo ameaçado. Nessa batalha, fica evidente que a segurança alimentar, para alguns países, torna-se tão importante e aí se inclui, como prioridade, o domínio da própria Amazônia”. Dessa vez é o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (sem partido).

Também ontem, logo de manhã, o vice-presidente Hamilton Mourão fez questão de frisar que o relacionamento do Brasil com os Estados Unidos é de Estado para Estado, independentemente do governo que estiver lá. Bastaria, mas o general acrescentou.

“Óbvio que cada governo tem as suas prioridades e características pontuais, mas, no conjunto da obra, vamos continuar com as mesmas relações”, afirmou o vice-presidente no Palácio do Planalto. Claro, foi indagado pelos repórteres sobre Bolsonaro. “Isso é bobagem, é a opinião pessoal dele.” E teve a ressalva: “Se bem que, quando o presidente fala, ele fala por todos, pelo governo”.

O jeito então é deixar claro que quanto menos se intrometer, melhor será para a economia nacional. É dela que estão vindo boas notícias. No mês passado, o país exportou mais do que importou, o que trouxe um superávit de US$ 5,473 bilhões.

Alguns economistas devem chiar, mas o fato é que esse resultado só perde para outubro de 2018, quando a balança comercial tinha registrado superávit de US$ 5,792 bilhões. Então, já que é assim, um último registro: a balança comercial acumula superávit de US$ 47,662 bilhões de janeiro a outubro.

Para encerrar, é meio fúnebre, mas vale o registro: o Senado empossou o senador Carlos Portinho (PSD-RJ) logo no início da sessão plenária de ontem. Para lembrar, Portinho ingressou na vaga do senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ), aquele que morreu depois de contrair a COVID-19.

Navegar...

É preciso a partir das 13h55. Fonte: Agência Câmara de Notícias. O fato: a Câmara dos Deputados (foto) realiza sessão de votações hoje (leia-se ontem), a partir das 13h55, com diversos itens em pauta. Entre as medidas provisórias, poderá ser votada a MP 992/20, que cria um incentivo contábil para estimular bancos a emprestar dinheiro de capital de giro a micro, pequenas e médias empresas em razão da COVID-19. Entre os itens em pauta estão a MP que facilita empréstimos para empresas e o projeto de incentivo à navegação. Sendo assim, “navigare necesse, vivere non est necesse”.

Vacinação

A notícia é: começou ontem a segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa. O objetivo é imunizar, neste mês, cerca de 70 milhões de bovinos e bubalinos de até dois anos de idade. Pelo menos é o que prevê o Calendário Nacional de Vacinação 2020. Bovino todo mundo sabe, mas e bubalino? Trata-se de uma subtribo do gado selvagem que inclui várias espécies de búfalos verdadeiros. As espécies incluem o africano, o anoas e o búfalo de água selvagem. Informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Faça a conta

A presidência da Assembleia Legislativa (ALMG) informa ao plenário que a prestação de contas do Tribunal de Contas do Estado (TCE) relativa ao exercício financeiro de 2019 foi publicada no Diário do Legislativo em 26 de maio de 2020. Tendo em vista o disposto na Deliberação da Mesa  2.755/2020, publicada em 29 de outubro de 2020, informa ainda que o prazo de 10 dias para requerimento de informações ao Tribunal de Contas teve início ontem, 3 de novembro, encerrando-se na quinta-feira (12). Encerrada a reunião por falta de quórum.

Foi e voltou

“É importante destacar que a Anvisa continuará acompanhando todos os eventos adversos observados durante o estudo e, caso seja identificada qualquer situação grave com voluntários brasileiros, vai tomar as medidas previstas nos protocolos para a investigação criteriosa desses eventos.” O fato é necessário registrar antes de qualquer coisa: a americana Johnson&Johnson informou em 12 de outubro que tinha suspendido temporariamente seu ensaio clínico da vacina contra a COVID-19. O fato atual é que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, ontem, a retomada dos estudos da vacina contra a COVID-19 da Johnson & Johnson, óbvio.

Arte teatral

Tema: Artistas e personalidades em defesa dos biomas brasileiros. Convidados confirmados: Almir Sater, Dira Paes, Letícia Sabatella, Lucélia Santos, Luis Nassif, Marcos Palmeira, Mateus Solano, Rainer Cadete, Renato Braz, Tetê Espíndola, Thaila Ayala e Thiago Lacerda. Início: 29/10/2020 às 19h30. Nós temos muita honra de iniciar essa 13ª reunião com o objetivo, com o foco muito direto de que a tragédia que o Pantanal e o Brasil sofreram, neste ano, não se repita nos anos vindouros. Término: 29/10/2020 às 22h14. Situação: Encerrada.

PINGA FOGO

  • O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, saiu na frente na disputa contra o atual presidente, o republicano Donald Trump. Biden venceu no vilarejo de Dixville Notch.
  • Trata-se de uma pequenina cidade que fica no estado de New Hampshire, bem perto da fronteira do país com o Canadá. O detalhe é que ele tem apenas cinco eleitores registrados, isso mesmo, cinco. E todos votaram em Joe Biden.
  • Já que havia registrado, melhor atualizar com uma boa notícia: o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, recebeu alta. Ele deixou ontem o Hospital das Forças Armadas, em Brasília. A informação oficial foi dada pelo próprio Ministério da Saúde.
  • E é óbvio que a palavra final ainda depende do resultado de um novo teste para a COVID-19, ao qual se submeteu. E o ministro Pazuello vai continuar sendo devidamente monitorado em casa pela equipe médica que o atendeu.
  • Melhoras ao ministro então e, como continua a novela sem fim da eleição norte-americana, é seguir o conselho de encerrar a coluna por hoje. Um bom dia a todos.
 
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade