Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

Que tal #JUNTOS sonhar na política?

Com seis mil assinaturas, manifesto defende uma administração pública reverente à Constituição, audaz no combate à corrupção e à desigualdade


postado em 31/05/2020 04:00 / atualizado em 31/05/2020 07:08

Presidente foi ontem cedo a uma lanchonete em Abadiânia, Goiás, e conversou com populares(foto: Reprodução)
Presidente foi ontem cedo a uma lanchonete em Abadiânia, Goiás, e conversou com populares (foto: Reprodução)

Será que foi testar in loco o resultado das últimas pesquisas favoráveis à sua popularidade ou foi aproveitar para fazer o seu comercial, ciente de que não seria hostilizado?

O fato é que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deixou bem cedo o Palácio da Alvorada na manhã de ontem, em pleno sábado, e foi para a Base Aérea de Brasília. De lá, embarcou no helicóptero oficial da Presidência da República pouco depois das 9h.

A máscara ele trazia, mas claro que não usou, o que não é novidade. Se pode piorar, ele pegou uma criança no colo e conversou com apoiadores, mesmo diante do isolamento social recomendado por autoridades sanitárias mundo afora. O cafezinho quente ele tomou, junto com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e do líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO).

Posar para fotos, outra praxe, é claro que aproveitou para fazer o seu comercial, ainda sem máscara. Deu mau exemplo mais uma vez.

Logo no início da tarde, teve o contra-ataque. Vamos #JUNTOS sonhar e fazer um Brasil que nos traga de volta a alegria e o orgulho de ser brasileiro. Com seis mil assinaturas, o manifesto defende uma administração pública reverente à Constituição, audaz no combate à corrupção e à desigualdade, verdadeiramente comprometida com a educação, a segurança e a saúde da população.

E só um trecho, mas traz o resumo do sentimento pluripartidário país afora. Um outro exemplo é o “Basta”. Desta vez, são 600 juristas e a pregação deles destaca que o presidente “agride, de todas as formas, os poderes constitucionais das unidades da Federação”.

Destacam ainda o empenho “de todos em salvar vidas”. E resumem ressaltando que o presidente Bolsonaro “descumpre leis e decisões judiciais diuturnamente porque, afinal, se intitula a própria Constituição”.

Melhor então deixar para o espaço as notícias nacionais, já que a Nasa roubou o cenário do dia. O foguete da SpaceX decolou ontem de Cabo Canaveral, na Flórida, com dois astronautas da Nasa a bordo. É o primeiro lançamento tripulado dos Estados Unidos em nove anos.

E esse fato traz uma boa ideia. Já que é domingo, o dia tão lindo, o melhor a fazer é mandar para o espaço sideral as notícias dos últimos dias e em especial as de ontem.


Space Coast

Cabo Canaveral é uma faixa de terra do condado de Brevard, na parte costeira oriental do estado da Flórida, nos Estados Unidos. Faz parte de uma região conhecida como Space Coast, pois, lá, situam-se o Centro Espacial Kennedy (Kennedy Space Center ) e uma base da Força Aérea.

Foi de lá que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acompanhou o lançamento, ao lado do vice-presidente norte-americano, Mike Pence. Às 16h32 – no horário oficial de Brasília –, a espaçonave Dragon Crew se desacoplou do foguete para seguir viagem rumo à estação espacial Internacional, a ISS, na sigla em inglês.

Reserva de lítio

Desde o seu primeiro mandato como deputado estadual, Tito Torres (PSDB) tem acompanhado os desdobramentos da descoberta da reserva de lítio no Vale do Jequitinhonha, em especial no que diz respeito à viabilização da criação de um parque industrial de beneficiamento do mineral na região.

Na contramão, no entanto, na semana passada, o governo do estado jogou um balde de água fria nas expectativas de 17 cidades do Vale ao anunciar que a fábrica de células de bateria de lítio-enxofre será implantada em Juiz de Fora, a quase 800 quilômetros de distância do ponto de extração do mineral.

Estudo técnico

Na última quinta-feira, Tito Torres conversou com o governador, numa reunião remota, com a participação de outros deputados federais e estaduais. O objetivo foi fazê-lo rever a decisão e reconhecer que o Vale do Jequitinhonha merece e precisa receber a fábrica. “Fechamos nossas telas com a promessa de que o governo fará um estudo técnico para avaliar a viabilidade da mudança das instalações da fábrica para seu merecido lugar, o Vale do Jequitinhonha”, registrou o deputado.

Direitos difusos

Amanhã, serão retomadas as reuniões da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa (ALMG). No retorno em novo formato – alguns integrantes vão participar de forma remota –, o presidente da CCJ, deputado Dalmo Ribeiro (foto) (PSDB), convidou a defensora-pública geral, Marina Lage Pessoa da Costa, que está em exercício atualmente, para participar de forma presencial da reunião.

A comissão quer ouvir a atuação da Defensoria Pública na Defesa dos Direitos Difusos em consonância à pandemia de COVID-19. Outras reuniões de comissões voltam às atividades também, só que em número reduzido e horário predeterminado.

Pós-pandemia

Em temporada difícil em Brasília, o jeito mineiro de conduzir as coisas do vice-presidente do Senado, Antonio Anastasia (PSD-MG), vem ganhando destaque. Ele tem conversado não só com parlamentares da Câmara e do Senado para buscar acalmar os ânimos, mas também com membros do Executivo, especialmente ligados ao setor econômico, conduzido por Paulo Guedes.

Ele tem participado de debates e conferências on-line nas últimas semanas, discutindo cenários pós-pandemia. Ele esteve em debate promovido pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).

PINGA FOGO

  • Em tempo sobre Tito Torres: empresário e pecuarista, ele é filho do ex-deputado estadual por seis mandatos Mauri Torres, e sempre esteve envolvido com o universo da política, acompanhando de perto a trajetória do pai. Mauri Torres atualmente preside o Tribunal de Contas do Estado (TCE).
  • Mais um, ainda sobre o senador Anastasia: o recém–empossado presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, também presente, disse que “é sempre um prazer aprender com o senador Anastasia sobre a boa arte da política feita com integridade”.
  • E teve também, de forma remota, a presença de Anastasia no evento das lideranças empresariais: “O que infelizmente nós não temos é a vontade política que permita verdadeira revolução na ciência e tecnologia e que se faça uma reforma administrativa para que o Estado não atrapalhe…”
  • Por fim, nada saudável anda também o cenário internacional. Vários líderes mundo afora condenaram a decisão do presidente norte–americano, Donald Trump, de romper relações com a Organização Mundial da Saúde (OMS).
  • Diante de tudo isso, só resta buscar uma saída por hoje e torcer para encontrar notícias mais saudáveis. Um bom domingo a todos.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade