Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLíTICA

Bolsonaro diploma sargentos em Minas

O presidente Jair Bolsonaro acordou cedo ontem para estar no Sul de Minas. Logo de manhã, esteve em Três Corações.


postado em 30/11/2019 04:00 / atualizado em 29/11/2019 21:52

Presidente participou nesta sexta-feira (29/11) de solenidade na Escola de Sargentos das Armas, no Sul do Estado(foto: Pakito Varginha/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Presidente participou nesta sexta-feira (29/11) de solenidade na Escola de Sargentos das Armas, no Sul do Estado (foto: Pakito Varginha/Futura Press/Estadão Conteúdo)

“É sempre uma satisfação voltar a Minas Gerais, minha segunda terra natal. Aqui está uma parte da minha história. Primeiro agradeço a Deus pela minha vida e depois pelas mãos de muitos de vocês, a missão de comandar o destino deste grandioso país”.
 
O presidente Jair Bolsonaro acordou cedo ontem para estar em Minas Gerais. Logo de manhã, esteve em Três Corações. E pelo jeito sono é que não teve mesmo. Começou logo dizendo: “se preciso for, daremos a nossa vida para que a democracia e a liberdade nunca deixem de existir entre nós”. Ele participou da diplomação dos formandos no curso da Escola de Sargentos das Armas do Exército.
Ainda lá, fez questão de ressaltar que “na América do Sul, alguns países ainda vivem momento de crise, mas nós venceremos tudo isso”. Já bastaria, mas o presidente fez ainda questão de ressaltar: “pela gratidão e sentimento de irmandade que existe entre nós da América do Sul, nós, brasileiros, só estaremos felizes quando todos os países da América do Sul, e o seu povo gozarem de liberdade e democracia”.
 
Durante a cerimônia, foram diplomados 573 novos sargentos combatentes do Exército Brasileiro, sendo 197 de infantaria, 71 de cavalaria, 67 de artilharia, 82 de Engenharia e 156 de Comunicações. A turma de formandos receberá o nome de “Centenário da Missão Militar Francesa no Brasil”.
Esse evento marcará a primeira vez que o presidente Jair Bolsonaro visita o Sul de Minas após ser eleito. Antes, quem esteve, em agosto, foi o vice-presidente general Hamilton Mourão (PRTB), que representou Bolsonaro em outra formatura da mesma escola.
 
O jeito é deixar o senador Confúcio Moura (MDB-RO), em sessão quase que totalmente esvaziada ontem, se afastar um pouco de Rondônia e também tratar de Minas Gerais, com a companhia do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul, tratando como “estados em situação crítica”. Acrescentou ainda que o “modelo federativo do país precisa de ajustes”.
 
Por fim, um último detalhe militar: projeto de Decreto Legislativo (PDL)  do deputado Ivan Valente (Psol-SP) propõe suspender o decreto do presidente Jair Bolsonaro que criou o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim). É aquele que trata, no ensino fundamental, em que a gestão de escolas públicas de ensino fundamental e médio será compartilhada com educadores das Forças Armadas. “Os entraves legais para a implementação do Pecim são evidentes”, destacou Valente.

Conselho de ética

Calma, gente, nenhum político envolvido. Mas, desta vez, política e futebol vão dar é boa discussão. A Fifa anunciou ontem que excluiu para sempre do futebol o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Ricardo Teixeira. O Conselho de Ética da entidade considerou Teixeira culpado por crimes de corrupção – leia-se suborno e pagamento de propinas – entre 2006 a 2012, na época em que o Brasil foi escolhido como país-sede da Copa do Mundo de 2014. O ex-dirigente, que participava do Comitê Executivo da Fifa, foi ainda multado em 1 milhão de francos suíços. Em reais, só R$ 4,2 milhões. Ah! Cabe recurso no Comitê de Apelação da Fifa.

Agora procurador

Depois de uma carreira de 27 anos no Ministério Público de Minas Gerais, o promotor de Justiça Edson Ribeiro Baeta, atualmente diretor do Centro de Estudos de Aperfeiçoamento Profissional (Ceaf) da instituição,  foi promovido e empossado ontem no cargo de procurador de Justiça. Baeta atuou nas comarcas de Inhapim, Caratinga, João Monlevade, Timóteo e Coronel Fabriciano. Em BH, foi titular nas Promotorias de Justiça Criminal, do Patrimônio Público, Primeiro Tribunal do Júri, Família e Cível.

Olha o cafezinho!

Criação da Associação Mundial dos Produtores de Café ganha força na Câmara dos Deputados. Domingos Sávio (PSDB-MG) (foto), autor da proposta, destaca o momento importante para os produtores “preço mais justo para o café do Brasil”. Ele próprio detalha: “maior produtor de café do mundo, o Brasil está assumindo o protagonismo na elaboração de políticas públicas em defesa dos interesses do produtor. Liderando esses esforços, o Domingos Sávio propôs esta semana, em Brasília, a criação da Associação Mundial dos Produtores de Café, englobando os principais países exportadores do grão.

Em parceria

“Múltiplas Vozes, Diversas Perspectivas – Desafios Sensíveis da Liberdade de Expressão” é um dos itens, entre vários outros importantes, que fará, segunda-feira às 19h, a Comissão de Defesa da Liberdade de Expressão da Ordem dos Advogados do Brasil na sede da OAB/MG. É parceria com o Instituto Brasileiro de Perspectivas em Expressões de Liberdade. “O objetivo é trazer profissionais do direito e do jornalismo, além de professores e estudantes dessas áreas e ainda formadores de opinião e pessoas interessadas, que contribuam para o enriquecimento do evento, ressalta o advogado Humberto Lucchesi de Carvalho, presidente da comissão.
 

Propaganda…

… enganosa. É inspirada na Black Friday, a tradicional data em que os estabelecimentos comerciais oferecem preços especiais em um único dia aos clientes, só que não foi ontem. O desconto de 50% só valerá para os frequentadores dos motéis, em todas as suítes e períodos, incluindo pernoite na segunda-feira agora. E o desconto só será válido para a hospedagem. Gastos com alimentação, acessórios e bebidas e por aí vai, serão cobrados em seu valor integral. E Minas Gerais aderiu, junto com os motéis do Rio, de São Paulo, Ceará, Pernambuco, Brasília, Goiás, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia e Roraima.

pingafogo


• Em tempo, ainda sobre a CBF: mais um mineiro nas notícias. O fato é que a Fifa anunciou na manhã de ontem que excluiu perpetuamente do futebol do ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Ricardo Teixeira. Onde ele nasceu? Em Carlos Chagas, Minas Gerais.

• O detalhe é que Carlos Chagas (foto), que descobriu a doença, nasceu foi em Oliveira. É, ela mesmo, a cidade que virou prioridade pela Comissão Extraordinária Pró-Ferrovias Mineiras e vai verificar as condições da linha férrea que corta a cidade. Só que no ano que vem…

• A propósito do cafezinho, esta semana, a pedido de Domingos Sávio, a Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural – CAPADR, da Câmara, realizou audiência pública para dar voz a quem é favor da medida e ouvir os contrapontos.

• O bife vai ficar ainda mais caro. Quem avisa é nada menos que a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. E olha que foi depois de saber que o preço da arroba do boi gordo aumentou 35% em São Paulo e não mais vai voltar ao patamar anterior.

• Já que ela foi, quando deputada, coordenadora da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), leia-se, a bancada ruralista no Congresso, é certo que a carne vai mesmo pesar no bolso. Ficamos assim, então. Um bom dia e um bife milanesa a todos. Se der, né?


Publicidade