Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLíTICA

Semana é marcada por anseios na política e no quintal de Brasília

Em vários estados, os parlamentares discutem temas que vão de investimentos da Petrobras às parcerias público-privadas, enquanto em Brasília o Podemos-PR insiste no sonho de filiar o ministro da Justiça, Sérgio Moro


postado em 22/09/2019 04:00

O juiz Sérgio Moro, que ganhou notoriedade no comando da Operação Lava-Jato, não esconde a expectativa de ser nomeado para o Supremo Tribunal Federal(foto: Pedro França/Agência Senado %u2013 19/60/19)
O juiz Sérgio Moro, que ganhou notoriedade no comando da Operação Lava-Jato, não esconde a expectativa de ser nomeado para o Supremo Tribunal Federal (foto: Pedro França/Agência Senado %u2013 19/60/19)


Vai viajar? Haja seminário na política nacional esta semana. Bastam os registros de amanhã. Em Salvador, na Assembleia Legislativa da Bahia, o seminário será para tratar de desinvestimentos da Petrobras. Em Recife, no Pernambuco, é a vez do projeto de lei que atualiza o marco do saneamento básico, também na Assembleia.

Já na mesa redonda sobre as Parcerias Público-privadas (PPPs), o tema será as concessões públicas e fundos de investimento em infraestrutura, desta feita, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

E como tudo na política tem que passar em Minas Gerais, inclua o Seminário Escolas Conveniadas e o “Vale-Educação”, óbvio que para a educação pública, na Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte. Tem mais, mas é melhor deixar para lá, já são suficientes.

O jeito é levantar voo deste assunto de agenda. Mais uma só? Então inclua a Assembleia Legislativa do Paraná. Isso mesmo, será em Curitiba a mesa redonda para debater PPPs, concessões públicas e fundos de investimento em infraestrutura. Agora chega mesmo. Afinal…

“Minha percepção é que o objetivo dele é retornar à Justiça na Corte maior. É o que ficou explicitado”, comentou o senador Alvaro Dias (Podemos-PR), que não desiste. Ao contrário, continua insistindo para conseguir o que trata como sendo o seu “sonho de consumo”, que é ter o ministro da Justiça, Sérgio Moro, filiado ao seu partido.

Mas o próprio Alvaro Dias sabe e ressalta que o Moro espera mesmo é uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF). Ex-juiz, estaria melhor assentado em sua praia que é jurídica, onde ganhou notoriedade no comando da Operação Lava-Jato da Polícia Federal (PF), em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF). Na política, não anda bem não…

Pode piorar? O registro veio da própria assessoria de imprensa do deputado, já que Rodrigo Maia (DEM-RJ) gastou pouco mais de meia hora e nem o porta-voz do Palácio do Planalto se deu ao trabalho de dar informações.

Afinal, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) estava se preparando para a viagem a Nova York, sede da ONU, onde vai discursar. E certamente foi por isso que Rodrigo Maia foi recebido no Palácio da Alvorada.

Se ele tratou, pelo menos o que foi divulgado, do projeto que trata das armas, falta nenhuma vai fazer. Tente ter um bom domingo.


Vai discursar
A cúpula da ONU não tem clima nem para o presidente Bolsonaro e muito menos para o norte-americano Donald Trump. Se os debates envolvem as mudanças climáticas no planeta e trouxe a menina sueca Greta Thunberg, aquela que faltava às aulas toda sexta-feira para protestar em frente ao Parlamento do seu país, nada mais era necessário. Mas vale o registro de que, com 15 anos, já era ativista ambiental reconhecida. Este ano, ela velejou do Reino Unido a Nova York para discursar no evento principal da Cúpula do Clima. “Mostramos que estamos unidos e que nós somos imparáveis”, ressaltou Greta Thunberg.

Foi rejeitada
A proposta era do ex-deputado Lúcio Vieira Lima. Ainda bem que é ex. O argumento era que as câmeras obrigatórias nos aviões comerciais resolveriam questões como brigas, furtos e assédio moral. O relator, deputado Lucas Gonzales (Novo-MG), disse que o uso de câmeras não é determinado por regras internacionais de segurança de aviação. E afirmou ainda que a Associação Brasileira de Empresas Aéreas informou que “a estimativa é que o gasto seria de quase R$ 10 bilhões para adaptar toda a frota nacional”. E que criaria uma mudança de alta complexidade. Na tradução simultânea: alta no preço das passagens.

Fora Witzel
“Tenho evitado tuitar esses dias. Coisas absurdas acontecendo. Mas, com toda sinceridade, eu realmente penso que há razões de sobra para que se peça o impeachment de Witzel. Ele é o grande responsável pelas atrocidades que se cometem no Rio de Janeiro. Um assassino.” Os registros são do ex-presidenciável do PT, Fernando Haddad. Uai, a praia de Haddad não é São Paulo, onde foi prefeito? Quiçá disputar o governo paulista? Ou está pensando em começar uma nova campanha para presidente da República? Contra Bolsonaro, ele perdeu por cerca de 10 milhões de votos. Quem sabe dá para descontar ano que vem, né?

(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)


Fotovoltaica
Minas Gerais lidera o ranking nacional da Geração Distribuída, com placas solares instaladas nos telhados de residências, áreas de empresas e propriedades rurais, com potência instalada de 285,65 MW (22%), segundo dados atuais da Aneel. Por isso, o deputado Gil Pereira (foto) (PP) apresentou a proposta de criação do Sistema de Compensação de Energia Elétrica (SCEE), o marco regulatório da energia solar fotovoltaica e da Geração Distribuída (GD). O argumento faz sentido: “é uma incoerência, neste momento de recessão e alta taxa de desemprego no país, já que o setor solar fotovoltaico está em pleno crescimento e é capaz de absorver um grande número de profissionais.

Quase dez anos
É isso mesmo. No Brasil, mais de 12,7 milhões de pessoas tem algum tipo de deficiência, o que corresponde a quase 6,7% da população, como mostrou a última pesquisa Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A notícia nova e oficial do Ministério da Saúde. “De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), 80% das pessoas que vivem com alguma deficiência moram nos países em desenvolvimento ou emergentes, como o Brasil”. E o Sistema Único de Saúde (SUS) avança na promoção e atenção à saúde da pessoa com deficiência, para marcar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Quando mesmo? Ontem!

Pinga Fogo

Em tempo sobre a nota que trata do SUS: “o paciente não deve procurar diretamente um centro de reabilitação. Primeiro deve procurar atendimento em uma Unidade de Saúde da Família (USF) da rede pública, tem sempre uma perto de sua casa”. Melhor nem comentar…

Fora da agenda. Isso mesmo. Afinal, o encontro do presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi com Frederick Wassef, o advogado que trata do caso envolvendo o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

(foto: Marcos Oliveira/Agência Senado )
(foto: Marcos Oliveira/Agência Senado )


O assunto do encontro foi o filho e senador Flávio Bolsonaro (foto) (PSL-RJ). E foi demorado. O advogado Wassef ficou por lá por mais de duas horas, aquele que é acusado de embolsar parte dos salários dos servidores de seu gabinete.

Se o assunto envolve armas, que líderes partidários acreditam que pode ser votado ainda esta semana, o melhor a fazer é encerrar de uma vez. Os índices de criminalidade falam por si. Mais armas, mais mortes, não dá para descansar do assunto.

Tomara que não passe, mas será difícil. Diante disso, o melhor a fazer é encerrar de fato a coluna por hoje e esperar que nuvens menos sombrias tragam alento às notícias envolvendo a política. Anda difícil.


Publicidade