Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Quer ter roupas limpas e bem cuidadas? Veja 10 dicas de lavagem de peças

Separar as peças e escolher o programa ideal estão entre as estratégias para garantir que as roupas fiquem bem conservadas após ciclos de lavagem


11/02/2021 04:00

Processo de lavar roupas vai além de colocar as peças na máquina e esperar que o eletrodoméstico faça o trabalho(foto: Stevepb/Pixabay)
Processo de lavar roupas vai além de colocar as peças na máquina e esperar que o eletrodoméstico faça o trabalho (foto: Stevepb/Pixabay)

Quando fui visitar meu sobrinho e sua família no Canadá, uma das coisas que mais me chamaram a atenção em sua casa, que segue o sistema de dividir os trabalhos entre os moradores, foi a lavação de roupa. No cômodo de despejo, logo depois da cozinha, uma espécie de guarda-chuva recebe cabides onde são colocadas as roupas lavadas para secar. Penduradas, e não dobradas. As roupas deles, calças e camisas, lavadas em máquina, não precisam ser passadas. É só secar e já estão prontas para usar.

Por aqui, a meninada que mora sozinha prefere usar camiseta, que não precisa de ferro. Mas a pandemia está criando novos hábitos e tenho conhecido vários homens que, morando sozinhos, aprenderam a passar roupa, principalmente para economizar. Com o tempo, vamos aprendendo alguns truques. Por exemplo: peças de seda lavadas a mão e penduradas sem dobrar, nos cabides, quase nunca precisam de ser passadas. Mas, infelizmente, nem tudo é assim.

Para garantir que calças, camisas, blusas e outros itens fiquem realmente limpos e, principalmente, mantenham-se bem conservados após inúmeros ciclos de lavagem, é indispensável seguir uma série de cuidados. Neste guia rápido estão resumidas 10 dicas para quem quer se dar bem no trabalho doméstico, com eficiência e praticidade na hora de lavar as roupas:

1 – Inicie com a separação das peças
A lavagem deve iniciar com uma etapa simples, mas extremamente funcional: separe as roupas brancas e mais claras das roupas coloridas. Faça também a separação por tipo de roupa (considerando principalmente as propriedades do tecido) e por nível de sujeira.

2 – Revise as roupas antes de colocá-las na máquina
É importante verificar se há objetos dentro dos bolsos, além de fechar o zíper e os botões. Também é preciso prestar atenção se as peças estão muito sujas ou manchadas – nesse caso, deve-se fazer uma pré-lavagem, ou seja, a remoção de manchas e sujeira excessiva.

3 – Escolha o programa de lavagem
Sempre é importante verificar o manual para descobrir quais as indicações de cada um deles. Existem programas como “delicado ou suave”, “rápido” (para roupas do dia a dia que não estão muito sujas), “normal” (indicado para roupas brancas ou claras), “coloridas” ou com maior tempo de molho ou agitação extra (para roupas com sujeira pesada, como jeans, toalhas e roupas de cama).

4 – Preste atenção na etiqueta
A etiqueta presente nas roupas contém informações importantes que ajudam a conservar o tecido. Por isso, nada de arrancá-las. Atenção para as roupas que a etiqueta orienta lavar a seco.

5 – Use sacos para peças mais delicadas
Peças com trabalhos delicados, bordados e outros, requerem atenção especial. Vale colocá-las dentro de um saquinho próprio para lavar roupas ou dentro de uma fronha e amarrar, a fim de que a peça não saia. Também é aconselhável lavar a mão tecidos como lã, linho, tricô e seda pura.

6 – Saiba como escolher lavar roupas com água fria ou quente
A água mais fria evita que as cores desbotem. Deve ser usada em roupas coloridas ou escuras, peças de algodão, tecidos delicados, peças que podem encolher com água quente (lã e outros tecidos naturais) e jeans. Já a água com temperatura mais elevada é indicada para roupas claras e tecidos resistentes, que não encolhem.

7 – Escolha certa dos produtos
Essa é uma etapa fundamental. O primeiro passo é ter cuidado com os alvejantes. Os com cloro (como a água sanitária) podem até mesmo respingar e manchar as roupas coloridas. Atenção ainda para o tipo de sabão que se usa na máquina ou na lavagem a mão – melhor do que dissolver o sabão em pó em água é usar o sabão líquido.

8 – Privilegie soluções econômicas e sustentáveis
Ainda sobre a escolha dos produtos, prefira marcas que tenham um compromisso sustentável – os itens biodegradáveis não causam danos ao meio ambiente quando descartados. Outra dica é incentivar o consumo consciente: ao escolher produtos do tipo refil, você diminui a circulação de embalagens e ainda economiza, pois o custo desse itens costuma ser mais em conta.

9 – Invista em estratégias para a secagem
Alguns truques na hora de estender a roupa no varal podem minimizar o trabalho para passar as peças depois – e até gerar economia de energia por usar menos o ferro. O primeiro deles é sacudir bem a roupa ao tirar da máquina para alinhar as fibras do tecido e depois pendurar no varal. Blusas, camisas, t-shirts, vestidos podem ser secos no cabide.

10 – Finalize passando e armazenando as peças
A dica é separar roupas bem fininhas e delicadas, que são passadas em baixas temperaturas, de roupas de tecido bem espesso, como calça jeans, que são passadas em temperaturas mais altas. Experiência pessoal: preste bem atenção na ação do sabão. Coloquei uma suéter de cashmere azul-claro – inglesa – de molho em um desses produtos novos e em poucas horas de molho ela passou de azul-claro para bege claro. Felizmente, não perdi a peça.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade